6 maneiras naturais de diminuir as reações alérgicas

Algumas medidas simples e naturais garantem uma melhor qualidade de vida para quem sofre com as crises alérgicas

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinkstock

Quem sofre de distúrbios alérgicos sabe o quanto pode ser desagradável ter um corpo que reage às mais diversas substâncias de maneira tão incômoda. Pólen, poeira, diferentes odores, enfim, muitos fatores podem desencadear uma crise alérgica, mas é possível aumentar sua qualidade de vida por meio de algumas medidas simples e naturais.

1 – Use bactérias

Os probióticos são organismos vivos capazes de combater outros micro-organismos que estejam alojados em um determinado indivíduo. De acordo com uma pesquisa realizada na Escola de Medicina da Universidade de Osaka, os probióticos podem ser eficazes no tratamento de sintomas nasais e sinusites. O estudo, que foi publicado no International Archives of Allergy and Immunology, sugere que alguns tipos de probióticos são indicados, dentre eles os Lactobacilos casei, Lactobacillus paracasei, L. acidophilus e Bifidobacterium longum.

2 – Beba mais água

É impressionante a quantidade de funções benéficas que a água pode desempenhar sobre o organismo humano. Beber dois litros de água por dia estimula os sistemas de limpeza naturais do corpo e o mantém hidratado. Segundo alguns estudos, essa hidratação é fundamental para diminuir a incidência de alergias. Mas é importante salientar: a água precisa ser pura, o que quer dizer que deve ser alcalina ou, ao menos, ter sido filtrada.

3 – Beba chá verde

O fitonutriente presente no chá verde, chamado epigalocatequina galato (ou EGCG), é capaz de bloquear a ação de algumas substâncias responsáveis por desencadear as alergias, como a histamina e a imunoglobulina. A nutricionista Michelle Schoffro Cook indica de duas a três xícaras de chá verde por dia para quem quer se ver livre dos sintomas alérgicos.

4 – Aproveite as propriedades do abacaxi

O abacaxi contém uma enzima denominada bromelina que, quando extraída da fruta e ingerida, é eficaz no tratamento de sinusites, bronquites, pneumonias e outras doenças de ordem respiratória, além de atuar como anti-inflamatório e reduzir edemas pulmonares. Essa enzima pode ser encontrada em cápsulas e deve ser ingerida três vezes ao dia, segundo Cook.

5 – Purifique suas narinas

O “pote neti” ou “pote nasal” é um objeto especialmente desenvolvido para a limpeza das narinas. Ele se parece um pouco com um bule e pode ser usado na hora do banho ou sobre a pia do banheiro. Você vai precisar de cerca de 240ml de água morna e ¼ de colher de chá de sal não-iodado. Não acrescente muito sal, para não prejudicar a parte interna do nariz, e teste a temperatura da água antes de começar o procedimento. Incline a cabeça para um dos lados e introduza o pote nasal em uma narina, despejando a água de modo que ela escorra pela outra narina. Depois, repita o procedimento para o outro lado. Isso elimina micróbios e muco e é de grande ajuda, principalmente para quem sofre de congestão nasal.

6 – Consuma menos açúcar

Cook explica que o açúcar é altamente ácido e, por esse motivo, estimula a produção de muco pelo organismo, o que contribui para agravar quadros alérgicos. Infelizmente, diminuir o consumo de açúcar também significa não substitui-lo por adoçantes artificiais – então, um pouco de sacrifício será necessário. De acordo com a nutricionista, seus pacientes costumam notar melhoras após 30 dias com a nova dieta.

Dicas pela Web