Zonas erógenas: aprenda a estimulá-las para ter um sexo incrível

Escrito por
Em 16.04.20

iStock

O arrepio durante um beijo no pescoço ou na orelha é uma sensação imediata em algumas pessoas. Mas, afinal, por que isso acontece? Assim como outras áreas do corpo, o pescoço e a orelha são considerados zonas erógenas. De acordo com a psicóloga e sexóloga Carla Cecarello, essas regiões são assim chamadas porque, ao serem tocadas, provocam uma maior excitação nas pessoas.

10 zonas erógenas para você apimentar ainda mais as preliminares

“Cada pessoa tem a sua particularidade, às vezes o que é zona erógena para uma pessoa não é para outra”, destaca a profissional. No entanto, há certas regiões que costumam ser sensíveis tanto para mulheres quanto para homens, e são elas que você conhecerá a partir de agora. Confira!

1. Pescoço

iStock

A região de trás do pescoço é uma área sensível feminina e masculina, por isso merece ser tocada e beijada durante as preliminares e no decorrer do sexo. É comum que, após essas carícias, a pessoa tocada sinta arrepios.

2. Orelha

Outra região muito sensível para ambos os sexos é a orelha. Assim como no caso do pescoço, essa área provoca arrepios que ajudam a aumentar a excitação. Além de beijos, lambidas e sopros, você pode explorar a audição para aumentar o prazer com palavras carinhosas ou safadinhas.

3. Coluna vertebral

iStock

Entre as zonas erógenas femininas, essa é uma das que mais se destaca. Para aumentar o prazer da parceira, a sexóloga dá uma dica preciosa: “inicie o toque com uma certa delicadeza, com a ponta dos dedos. Na maioria dos casos, toques leves e contínuos”, aconselha.

4. Parte interna dos braços

Já percebeu o quanto a pele da região interna dos braços é fininha? Essa característica ajuda a transformar a região em uma fonte de excitação para as mulheres durante as preliminares.

5. Abdômen

iStock

Tanto os homens como as mulheres podem ficar loucos com os toques na região abdominal. Beijos e mordidas leves também estão mais que liberados para ativar a sensibilidade dessa área.

6. Parte interna da coxa

Existem muitas zonas erógenas femininas que se misturam com as masculinas, como é o caso da parte interna das coxas. Assim como nos braços, a pele dessa região é muito delicada, o que aumenta a sensibilidade.

7. Atrás dos joelhos

iStock

Sim, você não leu errado! As dobrinhas dos joelhos podem dar muito prazer para as mulheres, conta a sexóloga. Mas, para que isso dê certo, é preciso muito carinho durante os toques e beijos.

8. Pés

Durante as preliminares, nenhuma parte do corpo pode ser esquecida pelos toques, beijos e carícias. Nem mesmo os pés, que para muitos homens e mulheres são zonas erógenas que provocam muito prazer.

9. Seios

iStock

Carla Cecarello explica que todo o seio é uma zona de prazer, mas que o mamilo é a parte mais sensível dessa região. Para quem gosta de uma relação mais leve, vai adorar toques mais sutis. Já quem aprecia uma prática sadomasoquista pode preferir estimulações mais fortes. Tudo vai depender das particularidades da pessoa.

10. Virilha

Por último, mas não menos importante, a virilha. Segundo a sexóloga, a explicação para que essa região seja apreciada por homens e mulheres durante as preliminares pode ser sua proximidade com a região genital masculina e feminina, provocando assim maior excitabilidade.

Todas as zonas erógenas citadas são regiões da pele, e o interessante é que pode levar alguns segundos até que o toque seja interpretado como um sinal de prazer. A especialista esclarece que isso ocorre porque “é o tempo que a parte sensorial, que é nossa pele, precisa para detectar que essa informação está sendo recebida”.

Como descobrir e estimular as zonas erógenas?

O estímulo das zonas erógenas é muito importante, pois durante as preliminares vão sendo atingindos altos níveis de excitação. “No caso das mulheres há a lubrificação vaginal e o útero se eleva internamente […]. E, no caso dos homens, há uma maior concentração de sangue nos corpos cavernosos do pênis e, consequentemente, o homem tem a ereção”, explica a sexóloga. Confira as dicas dos vídeos!

Descubra outras zonas erógenas e como despertá-las

A fisioterapeuta e psicóloga especialista em sexualidade Glennia Goulart indica 10 zonas erógenas e dá dicas de como você pode estimular essas regiões saindo do convencional. Além das que já listamos, a especialista cita ainda a nuca, a dobrinha do bumbum, a área embaixo do umbigo, cotovelos e pulsos.

Dicas para encontrar as zonas erógenas

Mesmo que existam zonas comuns, cada pessoa possui as suas regiões mais sensíveis do corpo e é isso que Lídia Januth destaca nesse vídeo. Além disso, ela acaba com o mito da única zona erógena masculina – o pênis – e aconselha todo mundo a explorar o próprio corpo na busca pelos “tesouros do prazer”.

Estimulando as zonas erógenas com brinquedos

“O orgasmo é o final da viagem, é onde acaba. Como é que você vai fazer para aproveitar essa viagem?”. É com esse questionamento que a Ana Canziani começa o vídeo sobre como estimular as zonas erógenas usando o vibrador. Além disso, ela indica algumas partes que podem despertar e/ou aumentar o prazer durante as preliminares.

Femininas ou masculinas, as zonas erógenas são regiões capazes de despertar uma certa expectativa para a relação. Claro que você pode – e deve – descobrir as suas sozinha, mas Carla Cecarello afirma que o despertar com outra pessoa acaba sendo mais excitante. Que tal entender também um pouco mais sobre o sexo casual para colocá-lo em prática quando quiser?