Gouinage: descubra todos os prazeres de uma relação sem penetração

Escrito por
Em 01.03.21

iStock

Por                                
Em 01.03.21

Toda mulher cresceu acreditando na ideia de que sexo precisa ter penetração. Há quem diga que só é transa quando envolve penetração. Mas será mesmo? Será que é possível ter prazer máximo com toques, carícias e tudo o que envolve as famosas preliminares? Claro que sim! E a gente te explica (e desmistifica) tudinho sobre o gouinage aqui. Confira:

Índice do conteúdo:

O que é gouinage

Sem uma tradução direta para o português, gouinage é um termo francês que significa “sexo lésbico”. Engana-se quem pensa que a prática consiste apenas em preliminares. De acordo com a sexóloga Maria Beatriz Devides (CRP 08/22019), há uma diferença entre gouinage e preliminar.

“Preliminar é tudo aquilo que a gente faz depois que o sexo termina até o próximo encontro sexual. Tudo o que acontece na intimidade, a partir do momento que você está ali, exposto, sem roupa, em parceria e com ambos se dando prazer, tudo isso é sexo!”, explica a especialista.

5 dicas para praticar gouinage e ter muito prazer

iStock

Ainda de acordo com Maria Beatriz, culturalmente a relação sexual é muito genitalizada. Ou seja, a maioria das pessoas considera sexo, ou transar, apenas quando há penetração. E a gente sabe que não precisa haver esse ato para se ter prazer, não é mesmo? Mas, se você ainda não está muito familiarizada com a prática, relaxa! As dicas a seguir vão te ajudar a explorar o gouinage e a conhecer novos prazeres:

1. A pele como maior órgão sexual

Você já deve ter ouvido falar que a pele é o nosso maior órgão, certo? Nada melhor do que aproveitar toda a sua extensão para procurar e dar prazer ao parceiro ou à parceira. Segundo Maria Beatriz, uma das maneiras de melhor aproveitar o gouinage é explorar as diversas sensações que a pele pode nos proporcionar.

“Por exemplo, esfregar, roçar, morder, beijar, lamber, acariciar, fazer uma pressão um pouco mais forte em determinada região, variar a intensidade e a frequência daquela pressão – seja com mãos ou pelo contato com outros objetos”, ela enfatiza. A regra aqui é descobrir novos locais que deem prazer e não ter vergonha!

2. Os 5 sentidos entram em cena

Olfato, audição, paladar, tato e visão: esses são os cinco sentidos que aprendemos desde novinhas. E nada melhor do que crescer e aprender que eles podem ser explorado de outras formas! No gouinage, eles são essenciais para uma relação supergostosa e cheias de descobertas.

A sexóloga lembra que é importante (e muito válido) aguçar os cheiros e os sabores e variar texturas. Então não se prenda: aposte em brinquedos sexuais, em brincadeiras e em tudo aquilo que explore todos os seus sentidos e te proporcionem prazer.

3. Converse e dê o seu feedback

Qualquer relação sexual, para ser gostosinha, precisa ter um nível de afinidade. Ninguém tem bola de cristal para saber do que exatamente o outro gosta, né? Então invista na conversa com seu parceiro ou sua parceira.

Apostem em coisas novas, novos toques e sensações, mas sempre conversem depois sobre o que o outro gostou, o que não foi tão legal assim e o que precisa ser mudado. Assim, vocês descobrem novas formas de sentir e dar prazer!

4. Sem tabus!

Como já dissemos, o sexo está muito atrelado à cultura. E, em uma sociedade genitalizada, é normal existir a crença de que sexo apenas ocorre quando há penetração. Maria Beatriz lembra que “dá pra explorar bastante e realmente encontrar o prazer muito além só da estimulação da penetração, e isso é importantíssimo quando a gente fala de prazer sexual. O prazer não está somente na penetração, isso é um grande erro, um grande mito cultural.”

Vale ressaltar aqui que o homem pode, sim, sentir muito prazer no gouinage! “É um mito pensar que os homens não se beneficiam por essa prática, sem a penetração. Porque sempre, quando há uma exploração muito maior das potencialidades desse corpo, o prazer aumenta pra ambos, pra todo mundo que tá participando dessa prática!”, afirma a sexóloga.

5. Sem pressa

Uma rapidinha, às vezes, até que cai bem. Mas convenhamos: nada mais gostoso do que aquele sexo demorado e feito com toda a atenção do mundo, não é mesmo? E o gouinage exige muito disso: calma, atenção a cada sensação e muito empenho.

Então não tenha pressa de chegar lá. Explore tudo aquilo que você sente, converse com o parceiro ou a parceira e descubra novos prazeres que, talvez, você nem sabia que existiam!

Viu só como dá para ter uma relação sexual incrível sem penetração? Continue explorando novas formas de obter prazer com estas dicas maravilhosas sobre sexo tântrico!