Descubra tudo sobre a massagem yoni para uma vida cheia de prazer

Escrito por
Em 12.11.20

iStock

A massagem yoni permite uma nova experiência com sua energia sexual, porque parte do zero e de um novo começo de autotoque. Tiramos as principais dúvidas sobre essa prática que promete inúmeros benefícios com o psicólogo e terapeuta tântrico Diego Zahori. Para conferir, é só continuar a leitura!

Continua após o anúncio

O que é a massagem yoni?

Yoni é uma palavra em sânscrito que significa “portal de luz” ou “portal da vida”, mas faz referência à vulva. Desse modo, a massagem yoni é uma massagem de sensibilização e tonificação da genital feminina. Diego ressalta que a técnica é contemporânea e utiliza-se da filosofia milenar do Tantra enquanto um caminho para aceitação do corpo e da sexualidade.

O objetivo principal dessa técnica é trazer maior consciência à região, mudando a maneira como a mulher se toca e/ou é tocada. Esses novos estímulos objetivam “limpar” o padrão antigo de percepção sensorial, muitas vezes relacionado a experiências passadas de traumas ou frustrações… Além disso, a massagem yoni busca estabelecer patamares mais elevados de prazer. A ideia principal é reconectar a mulher à sua yoni conhecendo, percebendo e sentindo de maneira focada, uma vez que a nossa cultura sempre privou o prazer da mulher.

5 benefícios da massagem yoni que vão te convencer a tentar agora mesmo

iStock

Muitas vezes, as pessoas já vão para suas vivências sexuais com “vícios” comportamentais que limitam o prazer. Com a prática da massagem, a mulher vai se permitir ao prazer livre das expectativas, medos e inseguranças que permeiam suas relações. Alguns benefícios são:

  • Tonifica a musculatura: isso acontece por conta do aumento da percepção da contração e relaxamento dessa musculatura, permitindo uma resposta muscular consciente, afirma a ginecologista e sexóloga Nathalie Raibolt.
  • Permite autoconhecimento: durante a prática, você descobrirá os toques e movimentos que gosta ou não, além de conhecer a fundo o próprio corpo. Isso permite uma melhor relação com ele!
  • Auxilia no tratamento de disfunções sexuais: a ginecologista e sexóloga indica que o autoconhecimento corporal adquirido com a prática também auxilia nos distúrbios sexuais, como a anorgasmia.
  • Intensifica o orgasmo: o relaxamento e os diferentes toques da massagem yoni, em conjunto com o autoconhecimento promovido por ela, permitem um orgasmo mais intenso e prazeroso.
  • Dissolve bloqueios emocionais: a prática te ajuda a se livrar das amarras do sexo, como a insegurança, vergonha e culpa. Você terá uma experiência mais leve e gostosa.

Esses são os principais benefícios da massagem indicados pelo terapeuta tântrico Diego Zahori. Mas, agora, que tal conhecê-los na prática?

Toda mulher pode fazer?

Diego afirma que a massagem yoni é indicada para pessoas que querem trabalhar um processo de autoconhecimento e aprimoramento sexual, não apresentando contraindicações.

Faça você mesma: passo a passo para uma experiência única

Afinal, como fazer a massagem yoni? Acompanhe os passos e saiba como se beneficiar da prática! É super simples, olha só:

1. Utilize um óleo

iStock

Continua após o anúncio

Derrame um óleo corporal na região íntima até que escorra pelos lábios, envolvendo toda a vulva. Isso garantirá boa lubrificação. Então, coloque a mão sobre ela e faça movimentos de vai e vem.

2. Massageie os lábios

Agora é só massagear os lábios internos e externos! Primeiramente, passe os dois polegares de cima abaixo, alternadamente. Continue massageando a região, mas agora com um movimento de pinça usando polegar e indicador, realizando uma pressão leve de cima para baixo.

3. Toque o clitóris e a entrada da vagina

iStock

Permaneça passando os dedos lenta e suavemente de cima para baixo, desde o clitóris até a entrada da vagina. Agora, posicione o dedo perto da glande do clitóris, percorrendo de um lado para o outro, aumentando e diminuindo a pressão.

4. Fique por um tempo na lateral da uretra e da entrada da vagina

Assim, você estimulará as glândulas de Skene e a de Bartholin, aumentando a excitação, lubrificação e produção de líquidos. No clitóris, os movimentos devem ser suaves e rítmicos.

5. Encontre o ponto G

iStock

Ele se encontra a mais ou menos três centímetros da parte superior do interior da vagina. Passando os dedos, você sentirá uma superfície rugosa. Nela, faça movimentos de vai e vem enquanto estimula o clitóris com a outra mão. Se solte e se entregue ao momento, realizando a massagem de acordo com as sensações que o corpo te mostra!

E aí, pronta para se jogar na massagem yoni? Para embarcar no autoconhecimento e valorização do próprio prazer, confira também essas dicas de como gozar sozinha para testar todas!

Assuntos: Massagem, Sexo