Água inglesa: o que é, para que serve e como usar o produto

Escrito por
Em 26.05.19

iStock

A água inglesa é um medicamento fitoterápico muito conhecido entre mulheres que tentam engravidar, pois o produto teria o poder de fazer uma limpeza no útero, ajudando no processo. Mas você sabe para que a água inglesa realmente serve? O produto é composto por um mix de ervas e é indicado para problemas digestivos, como falta de apetite e dificuldade na digestão.

Continua após o anúncio

Existem muitos mitos e verdades em torno da água inglesa. Para esclarecer essas dúvidas e te ajudar a consumir o produto da forma correta, consultamos o professor e farmacêutico Luís Marques, membro da Associação Paulista de Fitoterapia.

Para que serve a água inglesa?

iStock

A água inglesa é um composto formado por diversas ervas amargas e é indicada para problemas digestivos (falta de apetite, dificuldade na digestão e dor de estômago). O medicamento é classificado como um depurativo, ou seja, um produto que melhora o processo eliminatório do organismo, facilitando a digestão, a evacuação e as atividades metabolizadoras do fígado, dessa forma, o organismo passa a funcionar melhor, os nutrientes são digeridos da forma correta e o intestino volta a funcionar normalmente.

Além das indicações oficiais do produto, cada ingrediente possui benefícios individuais, mas de acordo com o professor Luís, os efeitos digestivos são os mais efetivos.

Água inglesa: como tomar

  • Uso geral:de acordo com a bula do produto, deve-se ingerir 1 cálice (30 ml) antes das refeições;
  • Gestação: embora a eficácia para a gestação não seja comprovada, recomenda-se iniciar o tratamento dois ou três meses antes do período planejado para engravidar e suspender o uso durante a gestação.

É importante respeitar e tomar a quantidade certa do produto. Caso ocorra a ingestão acidental acima da recomendada, procure ajuda médica.

Leia também: 12 alimentos leves para comer à noite sem ficar com o estômago pesado

Contraindicações

  • Hiperacidez estomacal: embora dores no estômago e perda do apetite estejam entre os sintomas, a água inglesa não é recomendada;
  • Epilepsia: pessoas com epilepsia não devem usar o produto;
  • Gastrites: é importante procurar ajuda médica para a recomendação de um medicamento adequado;
  • Úlceras gastroduodenais: a úlcera pode ser confundida com uma simples indigestão, por isso é preciso ficar atento;
  • Gravidez: apesar de não ser abortivo, o uso pode causar malformação fetal;
  • Arritmia cardíaca: de acordo com o professor Luís, quem possui arritmia cardíaca deve ter cuidado com o uso por causa da presença da erva quina amarela;
  • Síndrome do intestino irritável: entre os sintomas estão constipação e cólicas abdominais, mas só o médico pode fazer o diagnóstico e receitar o medicamento adequado;

Embora não seja necessária receita para comprar a água inglesa, consulte um médico antes de usar, pois apenas ele poderá dizer se o fitoterápico é o medicamento certo para o seu problema.

Perguntas frequentes

iStock

Existem muitos mitos sobre o uso da água inglesa. O professor e farmacêutico Luís Marques esclarece aqui as principais dúvidas sobre o produto:

Continua após o anúncio

1. A água inglesa pode ajudar a engravidar?

A água inglesa é muito utilizada por mulheres tentantes, mas Luís esclarece que ainda faltam estudos que confirmem ou neguem essas possibilidades. “Especificamente eu acho que não, mas certamente pode ajudar em casos gerais. Se o casal tiver alterações orgânicas ou sistêmicas graves, dificilmente o produto as reverterá”, diz o professor.

2. A água inglesa pode abortar?

Leia também: 10 maneiras fáceis e práticas de melhorar sua digestão

Mulheres grávidas devem passar longe do produto. Embora não seja comprovado cientificamente que o medicamento possa causar aborto, a fórmula leva canela, utilizada em tentativas de regularização de ciclos menstruais.

De acordo com Luís, também há relatos de que a quina possa interferir na gestação, prejudicando o feto e causando malformação: “isso é diferente de ser abortivo, mas pode prejudicar o feto sem eliminá-lo, o que é absolutamente negativo”, alerta o professor.

3. Água inglesa limpa o útero?

Muito se fala do uso da água inglesa como um purificador do útero, eliminando as substâncias que possam impedir ou dificultar a gravidez, mas não há dados que comprovem a eficácia do produto para este fim.

4. Como a água inglesa contribui para o pós-parto?

Leia também: 11 hábitos comuns que podem causar inflamação em seu corpo e você nem imagina

Continua após o anúncio

Algumas mulheres têm dúvida sobre o uso da água inglesa para fazer a limpeza do útero após o parto, mas também não existem dados específicos que comprovem sua real utilidade.

5. Água inglesa emagrece ou engorda?

A água inglesa possui na fórmula dois ingredientes conhecidos por ajudar no emagrecimento: a carqueja e a canela. O primeiro é conhecido por seus efeitos diuréticos, enquanto o segundo por ser um termogênico. O professor explica, porém, que esses dados dizem respeito a cada uma das plantas de forma isolada, não se sabe se esses efeitos ocorrem com os ingredientes juntos e na quantidade em que eles são colocados na fórmula da água inglesa.

Já para quem pensa em utilizar a água inglesa para engordar, as evidências são maiores graças a presença dos depurativos: “Ao melhorar o organismo em geral, eles abrem o apetite e favorecem ao ganho de peso”, diz Luís.

6. Quem amamenta pode ingerir água inglesa?

Mulheres em período de amamentação devem evitar o uso da água inglesa, pois os ingredientes amargos da fórmula passam para o leite materno, fazendo com que o recém-nascido não consiga tomá-lo e prejudicando o período da amamentação.

Apesar de a água inglesa ser um composto formado por produtos naturais, é preciso ter cuidado com o uso, ler com atenção a bula e, em caso de dúvidas, procurar ajuda médica.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Assuntos: Bem-Estar

Para você