Celulite: dicas de tratamento e como evitar

Saiba como tratar a celulite e quais cuidados tomar para impedir que ela apareça

Por Deborah Busko
Atualizado em 22/06/2012 9:32

celulite Celulite: dicas de tratamento e como evitar

A celulite é sem dúvida o grande pesadelo das mulheres. A origem do problema que deixa as pernas e o bumbum cheio de furinhos pode ser genética, mas sua principal causa está relacionada ao aumento da produção de hormônios femininos.

A má alimentação, o sedentarismo, o uso de anticoncepcionais e o vício do cigarro agravam o problema. E não são só as mulheres que estão acima do peso as principais vítimas, as magrinhas também podem sofrer com o incômodo. Confira dicas de tratamento e como evitar a celulite.

Tratamentos para celulite

Para ajudar as mulheres que querem se livrar da pele com aspecto de casca de laranja, os tratamentos de combate à celulite estão cada vez mais modernos. A escolha do procedimento mais adequado depende do grau da celulite.

No grau 1, a celulite é considerada leve e os furinhos não são visíveis. Como ela ainda está no começo e é interna, as alterações só podem ser percebidas ao contrair ou apertar a pele. Quem está nesse grau, pode usar um creme específico ou fazer sessões de drenagem linfática, uma massagem que estimula a circulação e a eliminação de líquidos e toxinas do organismo. Outra opção é o ultra-som, que emite vibrações de baixa freqüência para ativar a circulação e eliminar o excesso de líquidos.

No grau 2, a celulite é moderada. A pele tem aspecto acolchoado e os furinhos já são aparentes, mesmo sem contrair a região. A partir do grau 3 eles já são bem visíveis, a pele fica áspera e inchada, é possível sentir os nódulos ao apalpar a região. Os procedimentos mais indicados são a mesoterapia, feita com a aplicação de injeções com substâncias que intensificam a eliminação de gordura ou a carboxiterapia aquecida, com aplicações de injeções de gás carbônico quente para melhorar a circulação na região.

Quando a celulite atinge o grau 4, está no seu estágio mais grave, com nódulos profundos e muito visíveis, que podem causar dores. Para tratar, é preciso recorrer aos tratamentos mais radicais e até mesmo às intervenções cirúrgicas como a subcisão, que solta as fibras que repuxam a pele. Também é usada uma técnica com um aparelho de radiofreqüência, o Accent, que queima a gordura nas camadas mais profundas da pele.

Como evitar a celulite

Antes de encarar os procedimentos estéticos, vale a pena investir em uma fórmula simples para evitar a celulite. Adote hábitos saudáveis. Tenha uma alimentação balanceada, evite os alimentos gordurosos, o excesso de sal e de açúcar, prefira as frutas, verduras, legumes e alimentos com fibras. Abandone o cigarro, pratique atividade física. Andar de bicicleta, correr ou caminhar pelo menos três vezes por semana são formas de estimular a circulação e queimar a gordura corporal.