Óleo de semente de uva: veja os benefícios e saiba como utilizar

Escrito por
Em 20.05.20

iStock

Não é segredo para ninguém que a uva é uma fruta de alta qualidade nutricional. O que nem todo mundo sabe é que suas sementes também são valiosas. Isso porque são ricas em compostos fenólicos, vitamina E e dão origem ao óleo de semente de uva, um óleo vegetal muito apreciado por suas diversas utilidades. Saiba mais sobre esse produto:

Continua após o anúncio

7 benefícios do óleo de semente de uva

iStock

O óleo de semente de uva destaca-se especialmente por suas propriedades antioxidantes. Confira os principais benefícios que ele pode oferecer tanto para a beleza quanto para a saúde:

  1. Ajuda na prevenção da trombose: Camila Pedrosa (CRN 15858), nutricionista da clínica Viver Nutrição e Gastronomia, explica que o óleo de semente de uva é rico em resveratrol, um potente antioxidante, anti-inflamatório e antiplaquetário que impede a formação de placas que formam os trombos (coágulos que podem obstruir a circulação do sangue no organismo).
  2. É aliado da saúde do coração: “o resveratrol, por ser um antioxidante, impede a oxidação do LDL, reduzindo assim o colesterol e prevenindo o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como o infarto do miocárdio. O resveratrol também favorece a produção de HDL (bom colesterol)”, destaca Camila.
  3. Previne o envelhecimento precoce: Camila lembra que a semente de uva é rica em compostos fenólicos e vitamina E, oferecendo ótimos resultados na prevenção do envelhecimento da pele.
  4. Deixa a pele mais hidratada e macia: Fernanda Casagrande (CRM 23420), dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, explica que o óleo de semente de uva, rico em ácidos graxos e vitamina E, forma um potente filme na pele, deixando-a mais macia e hidratada.
  5. Previne as estrias: ser rico especialmente em vitamina E faz do óleo de semente de uva um bom aliado na prevenção das estrias, conforme comenta Fernanda.
  6. Hidrata unhas e cutículas: a dermatologista Fernanda explica que, se aplicado com frequência, o óleo deixa a cutícula mais hidratada e, assim, as unhas crescem mais rápido. “Ele pode também amenizar o ressecamento causado por esmaltes e seus removedores”, acrescenta.
  7. Contribui para cabelos mais hidratados e bonitos: “entre as cutículas capilares existe uma espécie de ‘cimento’, que se perde através de colorações, descolorações, uso de chapinha e secador em excesso. O cabelo fica com frizz e rebelde. O óleo de semente de uva, por vez, ajuda na reposição deste lipídio perdido. Os cabelos ficam mais macios, com menos frizz e aspecto mais brilhante”, explica Fernanda.

O óleo de semente de uva costuma ainda ser usado em massagens corporais e como óleo carreador (veículo para os óleos essenciais penetrarem através da pele).

Onde comprar

Camila explica que, em lojas de cosméticos, é possível encontrar as versões para pele e cabelos e, em lojas de produtos naturais, a versão em cápsulas e para uso culinário. A dermatologista Fernanda reforça que, apesar de custar um pouquinho mais caro, os óleos prensados a frio são a melhor opção, já que integram todas as propriedades desse óleo.

“Para escolher um bom óleo, leia a lista de ingredientes. Ele precisa ter como primeiro ingrediente o óleo de semente de uva e não ter adição de corantes, edulcorantes (adoçantes), também é importante que esse óleo seja prensado a frio, ele dever ser 100% natural e puro”, destaca a nutricionista.

Como usar o óleo de semente de uva

iStock

Saiba a seguir como utilizar o óleo de semente de uva para, de fato, usufruir de seus benefícios:

Nas unhas

A dermatologista Fernanda explica que, nas unhas, o óleo pode ser usado diretamente antes e depois da esmaltação.

Continua após o anúncio

Na pele

“Na pele, o óleo de semente de uva pode ser usado na manipulação, associado a outros ativos próprios para pele. Se for usar diretamente, pode ser usado em pequena quantidade, logo após o banho, com a pele ainda úmida”, destaca a dermatologista.

Nos cabelos

Fernanda sugere aplicar uma quantidade generosa do óleo nos cabelos, deixar agir durante a noite e lavar pela manhã. “Não recomendo como reparador de pontas por ter uma consistência muito oleosa e deixar os fios mais pesados”, acrescenta.

Uso culinário

A nutricionista explica que o óleo de semente de uva não deve ser usado no preparo de refeições (ou seja, ser aquecido), pois tem uma grande quantidade de gordura poli-insaturada, que reage com o oxigênio formando radicais livres. O óleo para uso culinário, encontrado em lojas de produtos naturais, pode ser usado para temperar saladas, por exemplo, mas é interessante que seja incluído na dieta com indicação de nutricionista.

Em cápsulas

“O óleo de semente de uva pode ser ingerido em cápsulas em alguns casos, porém, a dosagem precisa ser ajustada de acordo com a necessidade de cada indivíduo. Essa dosagem é ajustada por um nutricionista através da análise de exames bioquímicos”, esclarece Camila.

“Não utilize sem um acompanhamento profissional, pois o seu uso em excesso pode causar o efeito contrário e aumentar o nível de inflamação”, alerta a nutricionista.

Alertas e contraindicações

O óleo deve ser indicado por nutricionista em casos específicos e dosagens adequadas. A nutricionista Camila acrescenta que é necessária muita cautela com o uso desse óleo em cápsulas, pois é preciso fazer o equilíbrio com o ômega-3 no organismo, já que o óleo de semente de uva é muito rico em ômega-6 (ácido linoleico). Se não houver esse equilíbrio, ele pode ser muito prejudicial e, inclusive, inflamatório.

Em relação aos cuidados com a beleza, Fernanda explica que o uso deve ser evitado caso a pessoa tenha algum tipo de alergia à uva e a seus derivados. Além disso, “na pele oleosa e com acne, deve-se evitar usá-lo na face e tronco”, finaliza a dermatologista.

Agora você já sabe que o óleo de semente de uva é um bom aliado para a beleza e até mesmo para a saúde, desde que seja utilizado sob orientação e cuidados. Aproveite e conheça maneiras de usar o óleo de coco no seu dia a dia.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Assuntos: Como usar