As 6 posições sexuais mais perigosas (e como fazê-las)

Ao tentar serem criativos na hora do sexo, é importante ter cautela para não transformar o prazer em tragédia

Escrito por Suzane Werdt
Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Você é do tipo que gosta de uma aventura na cama? Em matéria de posições sexuais existe de tudo nesse mundo: desde as mais simples – para os conservadores ou preguiçosos – até aquelas que exigem dos amantes uma preparação física digna de um atleta e disposição para fantasias bem diferentes. Dentre essas posições mais difíceis ainda existem certas opções que podem ser bem perigosas, ou seja, adrenalina total.

Os perigos dessas posições têm motivos diversos. A maioria demanda de um dos parceiros, ou de ambos, uma ótima condição física por necessitarem de força e elasticidade, com o risco de quedas quando praticadas por pessoas que não têm esses atributos. Já algumas põem em risco até mesmo a própria saúde, por exemplo, pelo risco de “quebrar” o pênis ou algo mais grave.

Para o psicólogo e neuropsicólogo com especialização em Neurofeedback, Dr. Fábio Roesler, a busca por posições perigosas normalmente acontece por dois motivos: “por estarem estafadas com a sexualidade atual que vivenciam ou por características de personalidade que tendem às parafilias, ou seja, aos desvios sexuais do que chamamos de sexo normal. Para algumas pessoas, as posições mais tradicionais perdem a graça por repetição ou por desvios de personalidade”.

Isso não significa que seja qualquer tipo de problema se você se interessa em ter experiências diferentes. Então, se você está disposta a inovar radicalmente no sexo, confira as posições listadas a seguir. Mas cuidado ao tentar realizá-las: estas são apenas para os mais ousados (e com bom preparo físico).

Só para os corajosos: 6 posições sexuais perigosas

1. A ponte

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O homem fica inclinado apoiado apenas nas mãos e nos pés, com a barriga virada para cima, como a posição da ponte da ginástica olímpica. A mulher se posiciona em pé, apoiada na ponta dos pés e controla todo o movimento da penetração. Essa posição é mais prazerosa para a mulher devido à penetração profunda e esforço relativamente pequeno. Para o homem não é muito indicada para o prazer por necessitar de muita força e concentração.

Leia também: As 10 posições sexuais favoritas dos homens

Grau de dificuldade: Maior para o homem, que precisa ter muita força e flexibilidade.

Qual o perigo? Feita por pessoas com má preparação física, essa posição pode oferecer riscos reais de queda e lesão das costas. Um encaixe mal feito pela mulher pode machucar o pênis ou até quebrá-lo.

2. Carrinho de mão

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O homem fica em pé curvado na direção da mulher e segurando suas pernas, enquanto ela fica apoiada no chão com as mãos.

Grau de dificuldade: Complicada para os dois. O homem terá ter muita força para segurar o peso do corpo feminino, enquanto ela terá que apoiar todo o peso nas mãos.

Qual o perigo? Quedas e cãibras. Se a mulher perder a força nos braços, os dois podem levar um belo tombo.

Leia também: Masturbação feminina: entenda os principais aspectos dessa prática

3. Perna inclinada

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O homem se deita de costas para baixo e dobra os joelhos em direção ao corpo. O pênis ficará em uma posição de aproximadamente 90 graus em relação ao corpo do homem e a mulher em pé, de frente para o parceiro, agacha para a penetração, mantendo a força na ponta dos pés.

Grau de dificuldade: Exige muita força da mulher e sangue frio do homem. Na verdade, o mais recomendado é nem tentar fazer essa posição. Os perigos são muito grandes.

Qual o perigo? Só pode ser feito por pessoas com pênis grandes. Qualquer movimento errado da mulher, por menor que seja, pode machucar e muito o parceiro. O pênis não é feito para ser curvado para baixo e isso poderá acarretar vários problemas.

4. União suspensa

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Provavelmente a mais simples (ou menos complicada) dessa lista, a união suspensa parece interessante para ambos. Encostados, inicialmente em uma parede como apoio, a mulher se pendura no corpo do parceiro, de frente, com os braços em seu pescoço e as pernas agarradas bem altas. Dali o parceiro começa a penetração e então se afastam da parede.

Grau de dificuldade: Médio, desde que ambos tenham um bom condicionamento físico. Exige muita força nos braços do homem e das pernas da mulher.

Leia também: 5 fatos surpreendentes sobre o orgasmo

Qual o perigo? Pode ser fácil cair, seja por falta de equilíbrio, de força ou das mãos masculinas deslizarem com o suor. Nesse caso o pênis pode ser comprometido se durante uma ereção for inclinado para baixo.

5. Par de pinças

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A mulher terá de se apoiar totalmente em apenas um braço. O homem a suspende pelas pernas e se posiciona entre elas para permitir a penetração. Uma das pernas da mulher fica encaixada bem entre as pernas do parceiro e ele comanda a penetração com a força dos braços.

Grau de dificuldade: Muito grande para a mulher que precisa ter uma força enorme nos braços. E também grande para o homem por suportar o peso da mulher e dos movimentos apenas com os braços.

Qual o perigo? A exigência no braço da mulher é muito grande e facilmente ela poderia perder o apoio, ocasionando quedas. Além disso, a posição em que o homem está não é fácil para controlar uma penetração satisfatória, e uma mudança acidental da direção da penetração poderia machucar o pênis.

6. Enforcamento

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A mais estranha e perigosa posição dessa lista pode entrar na categoria do sadomasoquismo. No enforcamento, ou “asfixiofilia”, o parceiro ou parceira tem as mãos amarradas atrás das costas enquanto o outro aperta seu pescoço, seja com as mãos ou outro assessório. Enquanto ocorre a penetração ou outro estímulo sexual, o enforcamento vai variando entre fraco e forte.

Leia também: Orgasmo feminino: 3 dicas para alcançar o prazer

Grau de dificuldade: Fácil. O maior problema é a atenção que o parceiro deve ter na força do enforcamento.

Qual o perigo? “O perigo, notadamente, ocorre quando o enforcamento leva ao desmaio, e a prática constante disso pode levar a problemas neurológicos, já que há uma falta de oxigenação cerebral”, explica o Dr. Fábio Roesler.

A imaginação e a fantasia estão liberadas. Apenas conheça seus limites, tome cuidado e divirta-se.

Assuntos: Relacionamentos, Sexo

Dicas pela Web
Comentários