Autoestima: entenda o que o amor próprio pode fazer por você

Escrito por
Em 06.08.20

iStock

A autoestima tem sido um conceito muito usado, mas muitas vezes equivocadamente. Para compreender melhor seu significado e impacto em nossas vidas, acompanhe as informações que a psicóloga Sandra Escame deu para a gente! O que é, a diferença entre alta e baixa autoestima, além de dicas valiosas, você encontra a seguir!

Continua após o anúncio

Índice do conteúdo:

O que é autoestima?

iStock

A psicóloga afirma que autoestima refere-se à qualidade do sujeito satisfeito com sua identidade, ou seja: uma pessoa dotada de confiança e que se valoriza… Uma pessoa que dá importância a si mesma!

A autoestima é tratada por muitos como uma questão simples, sendo colocada na categoria de autoajuda, como se ter pensamentos positivos fosse uma solução rápida, prática e permanente. Porém, “a autoestima é um conjunto de crenças e atitudes em relação a si próprio, formadas pelo modo como cada pessoa se vê e se sente junto à percepção de como os outros demonstram a ela como é vista por eles”, aponta Sandra.

Autoestima baixa x autoestima alta

Afinal, qual a diferença? A psicóloga Sandra Escame nos indicou pontos sobre a alta e a baixa autoestima. Se informe e fique por dentro!

Sintomas da baixa autoestima

Geralmente, pessoas com baixa autoestima apresentam os seguintes comportamentos:

  • Insegurança física e em relação a situações que o exponham à opinião alheia;
  • Tendem a ter pouca iniciativa e autonomia, por estarem presos às possíveis rejeições sociais;
  • Dificuldades de se expor e de arriscar;
  • Dificuldades de lidar com as frustrações;
  • Não reconhecimento do próprio valor e de suas conquistas.

Autoestima tem a ver com amor próprio e autocuidado, por isso é tão importante para a nossa qualidade de vida. Se olhe com carinho e seja gentil consigo mesma!

Vantagens da autoestima elevada

Pessoas com uma boa autoestima costumam se ver de uma forma mais positiva e, acredite, isso faz diferença! Olha só:

  • Autoconfiança e autonomia, por não dependerem tanto da aprovação e opinião alheia;
  • Maior facilidade de se adequar a situações adversas e mudanças;
  • Lidam de uma melhor forma com as frustrações, buscando superar os desafios ao invés de se culpar ou vitimizar;
  • Tendem a cuidar mais de si mesmas, valorizando a saúde mental e física.

Lembre-se: ter uma autoestima elevada não significa estar satisfeita e feliz o tempo todo! Na verdade, tem a ver com se respeitar, amar e valorizar a pessoa que você é.

Continua após o anúncio

10 dicas para aumentar a sua autoestima

Agora, é o momento de saber o que fazer para se valorizar e elevar a sua autoestima. Está pronta para entrar nessa empreitada? Então, vamos lá!

1. Conheça e entre no ciclo

iStock

Autoestima a gente também treina, constrói e aprende! E assim é o ciclo: a gente se ama e se cuida. E quanto mais se cuida, mais se ama! Ah, e quem se ama tem mais chances de ser amado. Então, já sabe, né?

2. Se faça um ato de amor

Faça por você o que você faria para um amigo que ama muito! Pode ser cozinhar, preparar um spa relaxante ou até uma noite de filmes… As possibilidades são infinitas. Encontre o que ama fazer e se joga!

3. Cuide da sua saúde

iStock

Alimente-se bem, pratique atividades físicas e se hidrate. São cuidados com o corpo que demonstram seu amor por ele. Você se cuida porque quer estar bem!

4. Não exija de si a perfeição

“Exigir a perfeição é virar as costas para a vida real!”, aponta Sandra. Entenda que você vai cometer erros e isso faz parte da vida. Não se culpe por ser uma pessoa normal!

5. Se julgue e se critique menos

iStock

Menos autocobrança, mais autoamor! Respeite suas limitações e diferentes fases.

6. Priorize-se algumas vezes

A única pessoa que está disponível para você 24 horas por dia é você mesma! Seja uma prioridade para si própria.

Continua após o anúncio

7. Valorize suas conquistas

iStock

Orgulhe-se de si e celebre todas as suas vitórias! Não pense que você não as merece.

8. Não se compare

Entenda que você faz o melhor que pode em suas condições. Lembre-se: especialmente no meio digital, tendemos a cair na ilusão de que a vida do outro é perfeita. Tenha em mente que a perfeição não existe e evite se comparar.

9. Invista em autoconhecimento

iStock

Entenda do que gosta, quais seus anseios, inseguranças… Se conhecer é importante para se respeitar e aprender a amar a pessoa que você é.

10. Faça o que ama

Faça aquilo que te deixa radiante e que você tem prazer em realizar. Não deixe de curtir seus momentos!

Sandra indica que autoestima não é um mero sentimento, mas, acima de tudo, uma atitude de cuidado. Cuidado com a mente, com o corpo… Uma atitude de valorização da própria existência!

Vídeos e relatos sobre a autoestima

Quer saber mais sobre o tema? Então, dê play na sequência de vídeos e conheça experiências, dicas e reflexões acerca da autoestima. Se informar é o primeiro passo na busca de mais amor próprio e autocuidado!

5 dicas para aumentar sua autoestima

Confira, no vídeo, dicas práticas que podem te ajudar na busca de uma autoestima elevada. Mas não se esqueça de colocá-las em prática, viu?

Continua após o anúncio

Dicas práticas e reflexões

Vale refletir sobre o assunto e analisar qual é a sua forma de lidar com isso, não é? Então, acompanhe esse vídeo e entre no universo do amor-próprio.

Conversando sobre autoestima

Acompanhe essa reflexão superleve e tranquila sobre o tema e entenda o poder que a autoestima pode te dar. São 13 minutos de um papo muito bacana e necessário!

Dicas de uma profissional

A psicóloga Anahy D’Amico fala sobre autoestima e aponta dicas para que você eleve a sua. Está esperando o que para conferir e investir em novas atitudes e formas de se olhar? Se joga!

Viu só como a autoestima é importante? Não deixe de praticar as dicas e investir em si mesma: você merece esse cuidado! Veja também informações sobre o wellness e como ele pode te beneficiar.