10 sinais de que você está em uma crise pré-30 anos

Reavaliar a carreira, não gostar mais de noitadas, sentir vontade de casar e ter filhos são alguns sinais

Escrito por Mariana Bueno

Foto: Dicas de Mulher

Foi-se o tempo em que fazer 30 anos era motivo para entrar em crise. Hoje em dia, aos 30 a mulher está alcançando o ápice da sua carreira profissional, além de estar mais madura e segura consigo mesma, o que aumenta a autoestima e faz com que ela se ache mais bonita. Isso favorece também os relacionamentos, que tendem a melhorar.

A nova idade é um marco na vida de qualquer mulher, pois mostra a transição de uma fase mais despreocupada e relaxada, que foram os 20 anos, para uma fase de maior responsabilidade.

Talvez seja por isso que os 30 anos ainda assustam tanto e, só de pensar que eles estão se aproximando, ate mesmo as mulheres mais confiantes já começam a ficar ansiosas.

O segredo é não criar muitas expectativas nem se torturar pensando no que deu certo.

O momento é de tomar as rédeas e seguir em frente, com mais maturidade e sabedoria, o que certamente irá ajudar muito em todas as decisões a serem tomadas. Veja abaixo os sinais de que você está chegando na crise dos 30:

1 – Vontade de casar

A cobrança muitas vezes vem de fora e só então a mulher começa a pensar nessa possibilidade. Avalie se é realmente o que você quer ou se está cedendo a pressões externas. Mas não se desespere. O maior aprendizado dessa idade é saber que tudo tem a hora certa para acontecer.

2 – Desejo de ter filhos

Além da vontade de ser mãe, há também a questão do relógio biológico, já que depois de uma certa idade torna-se mais difícil engravidar. Se está casada, converse com o parceiro sobre a possibilidade de terem filhos.

3 – Mentir a idade

Quando a mulher começa a se sentir desconfortável em relação a dizer a sua real idade (mesmo que não aparente) é porque pode estar angustiada com o fato dos 30 anos estarem chegando.

4 – Questionar suas conquistas

Certamente uma mulher de 30 já passou por muitas vitórias na vida pessoal e profissional. Mas o que antes era motivo de orgulho, pode parecer que não é algo muito grandioso, o que costuma gerar crises de insegurança. A dica é refletir se você está realmente satisfeita onde está ou se essa insatisfação é em relação apenas ao que os outros podem estar pensando de você. E lembre-se: ainda é tempo de ir atrás daquilo que você ainda deseja conquistar.

5 – Preocupações financeiras

Durante um certo tempo é natural que os pais se responsabilizem pelas despesas dos filhos. Mas um marco importante da vida adulta é a independência financeira e a capacidade de conseguir viver com seu próprio dinheiro. Saber administrar as contas e manter o equilíbrio entre o valor que se ganha e o valor que se gasta é essencial para garantir estabilidade. Se pesquiser um pouco, pode descobrir sites especializados e aplicativos para celular que ajudam a administrar o dinheiro.

6 – Reavaliar a carreira

Nem tudo o que você sonhava aos 20 anos se tornou realidade aos 30. Algumas coisas podem ter sido melhores, enquanto outras foram frustrantes. Avalie se o seu trabalho te faz feliz e se você acha que ele poderá te fazer feliz até os 40 anos. Mudar de área ou procurar outro emprego que dê mais sentido à sua vida pode ser um caminho, sempre pensando na satisfação profissional e não apenas no valor do salário.

7 – Se comparar demais

Vai sempre ter alguém com uma carreira mais consolidada, um salário mais alto, um relacionamento mais estável, uma família mais estruturada. Cada um tem uma vida diferente e o fato de alguém ser melhor em determinado ponto, não significa que você também não seja boa o suficiente. Evite focar nos seus pontos negativos e nos pontos positivos dos outros. Além disso, a vida que as pessoas mostram e expõem nem sempre corresponde ao que estão vivendo realmente. Faça o seu melhor e acredite em você.

8 – Preferir ficar em casa a sair

Você era daquelas que não perdia uma noitada? Estava sempre nos bares, nas festas, nos shows? Essa vontade passa. Vai chegar um momento em que você vai preferir dormir e acordar bem no dia seguinte ao invés de virar a noite se divertindo. Isso pode te afastar dos amigos. Mas ficar em casa também pode ser divertido. E você pode convidar os amigos para assistir a um bom filme, tomar um vinho ou mesmo para bater papo. Tente também manter um tempinho para sair, mesmo que seja para algum programa mais tranquilo.

9 – Priorizar o bem estar

O desejo de 35% das mulheres entre 25 e 30 anos, de acordo com uma pesquisa, é não deixar que o trabalho interfira na vida pessoal. Esse pode ser mais um sintoma da crise pré-30. É um desejo de estabilidade que, quando conquistada, vai diminuir a ansiedade e reduzir o estresse.

10 – Se sentir diferente

Há mulheres que se sentem como se não fossem mais elas mesmas. Os gostos mudaram e o que antes parecia ótimo, agora já não é tão bom assim. Natural. Com a idade, seja qual for, as mudanças pelas quais todas as pessoas passam faz com que as preferências sejam outras. Até mesmo os valores podem mudar. Cabe a cada um avaliar suas escolhas.

Assuntos: Bem-Estar

Dicas pela Web