Bem-estar

Ginecologista mostra que a TPM não precisa ser um bicho de 7 cabeças

Canva

Atualizado em 18.07.22

As brasileiras estão entre as mulheres que mais sofrem com a TPM no mundo. Alguns dias antes da menstruação, surgem sintomas físicos e/ou emocionais que podem impactar a rotina. A ginecologista e obstetra Dra. Márcia Costa (CRM 76624) explica o assunto, apontando as causas e os tratamentos. Acompanhe!

Publicidade

O que é TPM

Segundo a ginecologista, a síndrome pré-menstrual (SPM) é popularmente conhecida como tensão pré-menstrual ou apenas TPM. “Caracteriza-se por um conjunto de sinais e sintomas tanto de ordem física quanto psicológica”. Algumas mulheres passam por uma TPM severa e isso prejudica a qualidade de vida. Continue a leitura para aprender sobre esse período do ciclo menstrual.

Sintomas da TPM

Canva

A tensão pré-menstrual pode desencadear diversas sensações, dores e incômodos. Entretanto, eles variam bastante, dependendo da mulher, podem ser mais ou menos intensos. A seguir, a ginecologista citou os sintomas físicos e psicológicos mais comuns em ordem de frequência. Veja:

Sintomas físicos

Sabe aquele cansaço e a vontade de comer um determinado alimento? Eles podem ser um sinal da TPM. Além desses, há outros sintomas físicos provocados pela síndrome:

  • Cansaço;
  • Cólicas;
  • Empachamento;
  • Sensibilidade nas mamas;
  • Acne e espinhas;
  • Aumento do apetite e desejos alimentares;
  • Hipersensibilidade e inchaço;
  • Dor de cabeça;
  • Sintomas gastrointestinais;
  • Ondas de calor;
  • Palpitação;
  • Tonturas.

Como visto, os sintomas físicos podem ser significativos, entretanto, eles geralmente não surgem sozinhos. Saiba mais no próximo tópico.

Sintomas psicológicos

Durante a TPM, a mulher também pode sofrer com sintomas emocionais que afetam as relações sociais e familiares. Confira os mais comuns:

  • Irritabilidade;
  • Ansiedade;
  • Alterações de humor;
  • Depressão;
  • Raiva e nervosismo;
  • Sensação de isolamento;
  • Choro fácil;
  • Esquecimento;
  • Falta de concentração.

A tensão pré-menstrual pode prejudicar as atividades e compromissos do cotidiano, principalmente no trabalho. Sobre isso, a Espanha criou um projeto de lei de Licença Menstrual. Ele prevê o afastamento das ocupações trabalhistas para as mulheres que apresentem sintomas severos. No Brasil, um projeto de lei relacionado ao assunto foi rejeitado em 2021 pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

Dúvidas sobre a TPM esclarecidas pela ginecologista

Apesar de ser um assunto comum que engloba o universo feminino, muitas mulheres têm dúvidas sobre o tema, por isso, é essencial esclarecê-lo. Sendo assim, a ginecologista responde às dúvidas mais frequentes:

Dicas de Mulher – Quanto tempo dura a TPM?

Publicidade

Márcia Costa – pode desaparecer no primeiro dia da menstruação ou durar até final.

Quando começam os sintomas da TPM?

Surge na fase final do ciclo menstrual, mais ou menos entre 7 e 14 dias antes da menstruação.

Quem toma anticoncepcional tem TPM?

O anticoncepcional é uma alternativa muito eficaz para melhorar os sintomas da tensão pré-menstrual. Uma grande parte das mulheres percebe melhoras, entretanto, algumas não e, às vezes, os sintomas pioram. Então, a resposta é muito individual, mas é um tratamento bem eficaz, porque ele inibe o ciclo hormonal normal e fisiológico, suprimindo as alterações que desencadeiam os sintomas da tensão pré-menstrual.

O que fazer se a TPM for muito forte?

Quando se trata de um quadro grave de TPM ou de transtorno disfórico pré-menstrual, o tratamento exige drogas mais eficazes. Em geral, existe uma boa resposta com inibidores seletivos da recaptação de serotonina, que são medicamentos também utilizados para tratamento da depressão. Existem esquemas de acordo com o tipo de sintoma que a pessoa apresenta. Então, pode ser contínuo, pode ser só na fase pré-menstrual ou somente na fase inicial do sintoma, depende de cada quadro e avaliação médica.

O que é o TDPM (transtorno disfórico pré-menstrual)?

Quadros muito intensos de tensão pré-menstrual podem caracterizar uma condição denominada transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM). É a forma grave da tensão pré-menstrual quando os sintomas são tão exagerados, principalmente em relação às mudanças extremas de humor, que interfere na vida diária, atrapalha relacionamentos pessoais, familiares e profissionais.

Existem exames que auxiliam o diagnóstico de TPM ou só os sintomas são avaliados?

Publicidade

Não existe teste e exame definitivo para o diagnóstico da TPM. O diagnóstico é basicamente realizado por meio de avaliação clínica da história da paciente. No entanto, algumas vezes, pode-se realizar exames para descartar outras causas. Então, é somente para auxiliar no diagnóstico de outras patologias que devem ser descartadas.

Quais são os fatores que aumentam o risco de TPM?

Não existem fatores que aumentam o risco da tensão pré-menstrual e não temos como saber se uma mulher terá a síndrome mais importante ou mais leve do que a outra. Até porque não existe diferença no nível hormonal. Além disso, também não há relação se uma pessoa é mais estressada ou mais calma.

A carência de vitaminas e minerais pode contribuir para a TPM?

A carência de vitaminas e minerais pode contribuir para o surgimento da tensão pré-menstrual. Mas essa reposição deve ser muito cuidadosa, pois o excesso de gestão dessas vitaminas pode causar efeitos indesejáveis. Então, o médico sempre deve avaliar individualmente cada caso.

Conforme dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a tensão pré-menstrual atinge cerca de 90% das mulheres no mundo. Mas será que a causa para essa síndrome é conhecida? Confira a seguir!

Causas da TPM

Segundo a Dra. Costa, a causa da TPM não é muito clara, porém alguns estudos indicam que pode haver interação dos hormônios femininos produzidos pelos ovários na segunda metade do ciclo menstrual com neurotransmissores do sistema nervoso responsáveis pelo humor, como a serotonina e endorfina.

“Algumas mulheres podem ter ou não a tensão pré-menstrual e não se sabe o motivo, pois não tem relação com as diferenças nos níveis de estrogêneo e testosterona (são os hormônios femininos produzidos pelos ovários)”. Além disso, a médica disse que algumas mulheres podem ser mais sensíveis “a essas alterações hormonais dos neurotransmissores cerebrais associados com esse período fisiológico ou ao período normal da segunda metade do ciclo menstrual”.

Tratamentos para TPM

Canva

Conforme explicou a ginecologista, não há uma forma de prevenir a síndrome. Contudo, “existem formas de tratamento aplicadas de acordo com a quantidade e intensidade dos sintomas”. Contudo, veja como amenizar os sintomas pré-menstruais:

Publicidade

Como aliviar a TPM

  • Mudar os hábitos alimentares;
  • Reposição de vitaminas e sais minerais;
  • Evitar alimentos ricos em sal, álcool e cafeína;
  • Praticar atividade física;
  • Acupuntura.

Se os sintomas forem severos, é importante buscar ajuda médica para verificar outras possibilidades de tratamento, como o uso de medicamentos utilizados para depressão e anticoncepcional para inibir o ciclo menstrual. Sendo assim, aproveite e saiba mais sobre a pilula-anticoncepcional e tire as principais dúvidas.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Formada em Letras e pós-graduada em Jornalismo Digital. Apaixonada por livros, plantas e animais. Ama viajar e pesquisar sobre outras culturas. Escreve sobre diversos assuntos, especialmente sobre saúde, bem-estar, beleza e comportamento.