Dicas de Mulher Dicas de Saúde

6 coisas sobre seus mamilos que podem assustar, mas são normais

Mamilos são como impressões digitais e nenhum é exatamente igual ao outro, nem mesmo o direito e o esquerdo da mesma mulher

em 05/09/2017

Foto: iStock

Nossos mamilos passam a maior parte da vida cobertos por pelo menos duas camadas de pano, por isso não é de se estranhar que conversar sobre eles ainda cause algum constrangimento.

Porém, assim como o nariz, os olhos e a boca, os mamilos são partes do corpo, e tanto homens quanto mulheres os possuem, mesmo que eles sejam diferentes.

Como não se costuma falar muito sobre eles, é comum que algumas mulheres se questionem se seus mamilos são normais. Algumas acham que eles são grandes demais, outras se preocupam se eles são da “cor certa” e por aí vai.

A resposta é que, sim, muito provavelmente seus mamilos são normais, pois não existe um mamilo igual ao outro. Isso vale inclusive para você mesma: seu mamilo direito será diferente do esquerdo, assim como acontece no restante do corpo.

Importante: as características descritas a seguir são absolutamente normais. Porém, se você notar que seus mamilos ficaram diferentes de uma hora para a outra, seja em relação ao tamanho, à cor, ao formato ou a qualquer outro aspecto, você deve procurar um médico.

Isso porque algumas mudanças abruptas podem ser indicativas de uma gestação, desequilíbrios hormonais ou mesmo um câncer de mama, então vale a pena prestar atenção.

1. Pelos ao redor do mamilo

Foto: iStock

Pode não ser a coisa mais desejada do mundo por algumas mulheres, mas ter alguns pelos ao redor dos mamilos não significa um problema de saúde. Isso acontece porque somos mamíferos, e uma das características dessa classe de animais vertebrados é justamente a presença de pelos.

Essa é uma característica que varia de mulher para mulher, conforme fatores genéticos e hormonais. Além disso, o uso de alguns anticoncepcionais pode diminuir ou aumentar os pelos nessa região, dependendo da composição do medicamento.

Caso você se sinta incomodada com esses pelos, a melhor forma de removê-los é com a pinça, mas também é possível fazer um tratamento a laser para a remoção definitiva. A cera e a lâmina, por sua vez, não são recomendadas.

2. Mamilos grandes ou pequenos

Foto: iStock

Os mamilos são democráticos e podem existir em vários tamanhos, sejam eles considerados grandes ou pequenos. Essa é apenas uma característica estética, e ela não influencia na capacidade de amamentar.

Mulheres que se sentem inseguras em relação ao tamanho de seus mamilos podem recorrer à cirurgia plástica para modificá-los, caso essa seja a sua vontade.

3. Não existe cor “certa”

Foto: iStock

Assim como acontece com o tamanho, a coloração dos mamilos também pode variar de pessoa para pessoa, sendo eles claros ou escuros.

Em geral, a aréola e os mamilos são mais escuros do que a pele da mama, e a boa notícia é que todas as cores são normais – a não ser que seus mamilos estejam avermelhados por causa de uma irritação, é claro.

4. Mamilos “para dentro”

Foto: iStock

A maior parte das mulheres têm mamilos “para fora”, isto é, protuberantes. Porém, cerca de 10% a 20% da população do sexo feminino tem mamilos planos ou para dentro (mamilos invertidos).

Embora mais raros, mamilos planos e invertidos não representam um problema (a não ser que eles apareçam de repente; nesse caso, procure um médico imediatamente). Eles são apenas diferentes, em consequência ao tecido que conecta o mamilo à mama ser um pouco mais curto que o usual. Ainda, é possível que um mamilo seja invertido e outro não.

Mamilos invertidos são plenamente funcionais, o que significa que eles podem ficar mais protuberantes quando estimulados e são plenamente capazes de amamentar – pode ser necessária uma ajuda extra no começo, contudo.

5. É normal ter pequenos “carocinhos” ao redor do mamilo

Foto: iStock

Algumas mulheres têm pequenos carocinhos ao redor dos mamilos, chamados de glândulas areolares – e embora possam lembrar espinhas eles não têm nada a ver com elas, portanto não tente espremê-los!

Essas glândulas têm a função de produzir uma secreção oleosa que lubrifica a aréola e o mamilo quando eles são estimulados. Além disso, alguns pesquisadores acreditam que elas também sirvam de guia para que o bebê encontre mais facilmente o mamilo durante a amamentação.

6. Líquidos saindo do mamilo mesmo sem estar grávida ou amamentando

Foto: iStock

Os mamilos são órgãos naturalmente secretores, portanto é natural que haja alguma secreção saindo deles. Inclusive, isso acontece com todas as mulheres como uma espécie de autolimpeza dos dutos mamários, embora nem sempre seja percebido.

Esse fenômeno é mais comum em mulheres que já engravidaram ou já amamentarem, pois os dutos se dilatam fisiologicamente nesses períodos.

O tipo de secreção mais preocupante é um líquido transparente ou misturado com sangue, saindo de um único duto, pois ele pode ser um sinal de câncer. Secreções amarela, esverdeada ou marrom não estão relacionadas com essa doença, enquanto a secreção leitosa pode estar relacionada a um excesso do hormônio prolactina.

Em todos os casos, a dica é procurar um mastologista para tirar a dúvida e fazer um tratamento caso seja necessário.

Em resumo, se seus mamilos sempre foram do tamanho em que eles estão agora, sempre tiveram essa quantidade de pelos, sempre foram para dentro ou para fora etc., então é muito provável que esteja tudo bem.

Porém, se eles ficaram diferentes de repente, isso pode ser sinal de algum problema de saúde e você deve sim procurar o especialista.

Comentários
Dicas relacionadas