Conheça 7 poderosas ervas para aumentar o desejo feminino

Escrito por                    
Atualizado em 21.06.22

Envato

Por
Atualizado em 21.06.22

Ao melhorar a libido, a mulher renova a disposição corporal, o humor, diminui o estresse e investe em qualidade de vida. Nessa matéria, a erveira indígena Ayanna Duran apresenta e explica as principais ervas para aumentar o desejo feminino. Além do prazer sexual, elas oferecem vários benefícios para a saúde. Confira!

Publicidade

1. Maca Peruana

Canva

Segundo Ayanna, a Maca Peruana está entre as ervas mais famosas quando se trata de aumentar o desejo feminino. Originária dos Andes, ela também é conhecida como Viagra Inca. Para além de sua função afrodisíaca, a Maca também auxilia na melhora da circulação sanguínea e na fertilidade da mulher.

A erva pode ser encontrada em farmácias e casas de produtos naturais. Ela é servida como chá, além de ser usada na confecção de sabonetes e óleos essenciais.

Contraindicações: a Maca Peruana não possui contraindicações. Entretanto, segundo Ayanna, antes de usar a erva, é necessário passar por um processo de desintoxicação do corpo, assim, os resultados serão melhores.

2. Ginseng Siberiano

Canva

O Ginseng Siberiano é usado em tratamentos terapêuticos e, geralmente, pode ser encontrado em produtos energéticos. No caso da mulher, essa erva aumenta a libido, a energia e o foco.

Contraindicações: é importante ficar atento ao uso do Ginseng, pois ele pode causar diarreia quando tomado em excesso. Algumas pessoas apontaram insônia e inquietude ao usar a erva. Ela não possui efeitos de dependência. Ayanna indica que: “se possível, antes de utilizar esse tipo de medicamento natural, consulte um médico”.

3. Marapuama

Canva

Publicidade

Popularmente conhecida como pau-homem, essa erva é considerada uma das melhores quando se trata de aumentar o desejo feminino. Além de ser um estimulante natural, ela alivia o estresse, é usada na prevenção de celulite, no tratamento da anemia, fadiga e diarreia, explica a erveira. A Marapuama é encontrada em forma de cascas picadas e secas. Ela pode ser usada em chás e compressas.

Contraindicações: os principais efeitos colaterais da erva são tremores nas mãos, palpitações e ejaculação precoce.

4. Catuaba

Canva

De acordo com Ayanna, a catuaba possui propriedades afrodisíacas que, misturadas com outras ervas, potencializam o desejo feminino. Por ser anti-inflamatória e antimicrobiana, ela é ótima para a saúde uterina da mulher.

Além disso, a catuaba diminui os sintomas de ansiedade e depressão. No geral, é utilizada como chá; e em cápsulas com prescrição médica.

Contraindicações: o uso excessivo da erva pode causar dor de cabeça, confusão mental e dificuldade de concentração, previne a erveira. A catuaba também é contraindicada para grávidas e crianças menores de 12 anos.

5. Gengibre

Canva

O Gengibre está entre as plantas que aumentam o desejo sexual. Além disso, ele ajuda na circulação sanguínea, a emagrecer, a regular a pressão arterial e possui propriedade anti-inflamatória. Com a raiz, facilmente encontrada em supermercados, feiras e casas de produtos naturais, é possível fazer chá, sucos, temperar alimentos etc.

Contraindicações: os efeitos colaterais também são relacionados ao excesso de uso da planta, os mais comuns são dores no estômago e sonolência.

6. Guaraná

Canva

Publicidade

O guaraná também favorece o desejo sexual feminino. Isso porque ele estimula os vasos sanguíneos das áreas genitais e atua no sistema nervoso, responsável por fornecer energia e vitalidade. O pó do guaraná pode ser encontrado em farmácias e casas de produtos naturais.

Contraindicações: essa erva, por ser um estimulante natural, não é indicada para mulheres grávidas. Entre seus efeitos colaterais, estão: problemas para dormir, ansiedade, dor estomacal e pressão arterial alta.

7. Ginkgo Biloba

Canva

De acordo com Ayanna, essa erva possui inúmeros benefícios para saúde. “Além de promover a produção de ácido nítrico, que é um ácido responsável por ajudar na estimulação do fluxo sanguíneo, ela também melhora a circulação para as áreas sexuais do corpo, o que acaba sendo benéfico para a mulher”, conclui a erveira.

Contraindicações: embora raros, os efeitos colaterais da Ginkgo podem ser dor de cabeça, reação alérgica na pele, enjoos, palpitações, sangramentos ou diminuição da pressão arterial.

Para além da função afrodisíaca, Ayanna Duran afirma que as ervas proporcionam a cura da mulher, a cura do útero, a proteção do sagrado feminino e reforça a importância de cuidar da saúde do corpo. Pensando nisso, confira a matéria sobre ervas medicinais na alimentação, e comece desde já a cuidar e conhecer melhor o seu corpo.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.