Óleo de aloe vera: benefícios, usos e como fazer em casa

Além de ser aliado da beleza dos cabelos, no sistema emocional, este óleo ajuda a liberar emoções guardadas de rejeição e culpa

Escrito por Tais Romanelli

Foto: iStock

A aloe vera, também conhecida como babosa, é uma planta de coloração verde com aspecto espinhoso, lembrando um cacto. É conhecida em todo o mundo e muito utilizada, desde a antiguidade, devido às suas propriedades medicinais.

São as folhas da aloe vera que possuem um gel, onde está concentrada a maioria das propriedades da planta. É dele também que é retirado o óleo de aloe vera, bastante conhecido por ser aliado da saúde e da beleza da pele e dos cabelos.

Não por acaso, a aloe vera é amplamente utilizada em produtos de cuidado pessoal, como shampoos e condicionadores, pastas de dentes, enxaguante bucal e loções variadas para a pele.

Mas, é possível encontrar também facilmente à venda o óleo de aloe vera (ou babosa), que pode ser usado diretamente na pele e/ou nos cabelos, oferecendo benefícios incríveis. Isso porque, grande parte dos compostos benéficos da aloe vera é mantida durante a produção do óleo.

Benefícios e usos do óleo de aloe vera

Foto: iStock

Quer usufruir das vantagens que o óleo de aloe vera pode oferecer para sua saúde e beleza? Saiba como usá-lo!

Leia também: Óleo de alecrim: conheça seus benefícios incríveis e formas de uso

1. Desintoxica o corpo e melhora o fluxo sanguíneo

Foto: iStock

Andrezza Ferrari, terapeuta vibracional do Espaço Humano – Terapias Complementares, de São José do Rio Preto/SP, destaca que o óleo de aloe vera é antioxidante, aumenta a circulação e atua no sistema imunológico.

Como usar: Andrezza indica a massagem com o óleo de aloe vera, que desintoxicará o corpo, melhorará o fluxo sanguíneo, além de proporcionar um aspecto aveludado para a pele.

2. Trata sentimentos de rejeição e culpa

Foto: iStock

Andrezza comenta que o óleo de aloe vera pode oferecer ainda benefícios do ponto de vista emocional. “No sistema emocional, libera emoções guardadas de rejeição e culpa”.

Como usar: a dica é fazer uma massagem com o óleo de aloe vera. “Por tratar emoções de rejeição e culpa, após a massagem com este óleo, é possível que a pessoa se sinta mais disposta para a vida, se sinta despertada para o autoamor, com mais alegria e confiança em si mesma”, destaca a terapeuta vibracional.

3. Ajuda a aliviar dores

Foto: iStock

A massagem com o óleo de aloe vera ajuda ainda a diminuir a inflamação, aliviando dores, além de, naturalmente, promover relaxamento.

Leia também: Óleo essencial de café: um aliado poderoso para sua saúde

Como usar: você pode fazer a massagem somente com o óleo após o banho ou, se preferir, misturá-lo a um creme hidratante, massageando especialmente as áreas que estão doloridas (como, por exemplo, pernas, pés, pescoço).

4. Ajuda na cicatrização da pele e no combate à acne

Foto: iStock

Devido às suas propriedades antioxidantes, o óleo de aloe vera pode ser usado para tratar pequenos cortes e feridas. Com sua capacidade de reduzir a inflamação, pode ajudar ainda no combate à acne.

O óleo também é usado para tratar alguns problemas da pele, como psoríase, eczema e erupções cutâneas.

Como usar: o óleo pode ser aplicado diretamente na área afetada. Quem tem pele oleosa, porém, deve consultar um dermatologista antes de aplicar este ou outros óleos na face (se a ideia for combater a acne).

5. Contribui para o rejuvenescimento da pele através da aromaterapia

Foto: iStock

O óleo de aloe vera é muito utilizado na aromaterapia, contribuindo para o rejuvenescimento da pele e relaxamento da mente.

Leia também: Óleo de babaçu: 8 bons motivos para adotar este produto no seu dia a dia

Como usar: pode ser feita a inalação através de gotas do óleo de aloe vera diluídas em água quente. Podem ser colocadas ainda algumas gotinhas do óleo diretamente na banheira, para um banho de aromaterapia (assim, o óleo penetra na pele e seu vapor também é aspirado). Outra sugestão é usar um difusor com água e gotas do óleo na casa.

6. Pode ser usado como pós-sol

Foto: iStock

Além de auxiliar em processos de queimaduras e irritações, o óleo de aloe vera pode ser utilizado como pós-sol, pois hidrata a pele, diminuindo a ardência e evitando o aparecimento de manchas de sol.

Como usar: espalhe o óleo na região que foi afetada pelo sol.

7. É aliado da saúde e beleza dos cabelos

Foto: iStock

O óleo de aloe vera é muito conhecido por ajudar a acelerar o crescimento dos cabelos.

Andrezza explica que, com o uso do óleo de aloe vera, ocorre o aumento do fluxo sanguíneo, assim, as células capilares são estimuladas. “É como se elas ‘acordassem’, evitando quedas e fortalecendo os fios”, diz.

Leia também: 16 benefícios incríveis do óleo de calêndula e como usá-lo no dia a dia

Como usar: durante o banho, faça uma leve massagem com este óleo diretamente no couro cabeludo. Depois lave o cabelo normalmente. Andrezza acrescenta que, por suas propriedades terapêuticas, quando o óleo é utilizado na massagem dos cabelos por meio de lavagem, “desperta” também mais vitalidade, sensações relaxantes e de bem-estar. Você pode ainda fazer umectação com este óleo (uma nutrição feita exclusivamente com óleos, basta aplicar o óleo em todo o cabelo seco, deixar agir por cerca de uma hora e depois lavar normalmente).

Vale destacar que, para usufruir da melhor maneira dos benefícios do óleo de aloe vera, o ideal é consultar um profissional de sua confiança antes de iniciar o uso.

Como fazer seu óleo de aloe vera caseiro

Foto: iStock

É possível fazer um óleo de aloe vera caseiro utilizando, além da planta, azeite de oliva extravirgem de boa qualidade ou outro óleo 100% vegetal.

Ingredientes

  • 1 folha de aloe vera
  • Azeite de oliva extravirgem
  • 1 pote de vidro (preferencialmente escuro)

Modo de preparo

Tire o gel/polpa da folha de aloe vera, retirando toda sua casca. Pique o gel em pedacinhos e os coloque em um recipiente de vidro (com a ajuda de um funil se necessário). Depois, complete com o azeite de oliva extravirgem, garantindo que a quantidade cubra toda a polpa da planta que está no recipiente. Guarde o pote por pelo menos uma semana, em local escuro, sem mexer nele. Depois disso, o óleo está pronto para ser usado.

Vale destacar que, apesar de a receita ser prática, ele pode ser adquirido pronto, inclusive pela internet.

Efeitos colaterais e contraindicações

Foto: iStock

De forma geral, o uso (externamente) do óleo é seguro. Nunca ingira óleo de aloe vera (ao menos que exista alguma indicação profissional neste sentido). Ao aplicar o óleo na pele e nos cabelos, tenha a certeza de que está utilizando um produto confiável.

Crianças, grávidas e mulheres amamentando não devem usar o óleo de aloe vera sem indicação/autorização médica.

Para evitar que você tenha alguma reação alérgica a este óleo, faça um teste antes de usá-lo: aplique uma gota do óleo numa pequena área da sua pele e observe se acontece alguma reação dentro de meia hora.

Apesar dos muitos benefícios que pode oferecer, como no caso de outros óleos, o mais adequado é consultar um profissional da área de aromaterapia ou médico antes de iniciar o uso do óleo de aloe vera (babosa).

Dicas pela Web