5 cuidados para aliviar os sintomas de dermatite perioral

Escrito por                    
Atualizado em 22.06.22

iStock

Por
Atualizado em 22.06.22

A dermatite perioral é o aparecimento de erupções e vermelhidão na área ao redor da boca. Lembra um pouco a acne e a rosácea, mas não se trata do mesmo problema. Para falar mais sobre o tema, a dermatologista Giovanna Mori Almeida (CRM 157235), do Hospital Albert Sabin de SP, comentou sobre os sintomas, tratamentos e cuidados. Confira!

Publicidade

Índice do conteúdo:

O que é a dermatite perioral

Giovana explicou que se trata de “uma erupção caracterizada por eritema, pápulas e pústulas na face. Aparecem ao redor da boca, principalmente em mulheres na segunda e terceira décadas de vida”. A dermatologista também comentou que a dermatite pode estar relacionada ao uso de corticoides e cremes hidratantes.

5 sintomas da dermatite perioral para ficar atenta

iStock

Como acontece em outros problemas de pele, a dermatite perioral tem seus sintomas e manifestações característicos. Veja o que citou a dermatologista:

  • Vermelhidão: “acomete toda ou parte da região labial, boca e queixo”, explicou Giovana.
  • Coceira: segundo a dermatologista, “aparece nas regiões afetadas e pode estar acompanhada de descamação”.
  • Pápulas e pústulas: “são erupções e eritemas que aparecem ao redor da boca”, comentou Giovana. Podem lembrar a rosácea ou acne.
  • Ardência: a dermatologista comentou que a paciente pode ter a sensação de que a pele está mais sensível e arde na região afetada.
  • Descamação da pele: “acontece exclusivamente ao redor da boca, mas não nos lábios em si”, citou Giovana.

A dermatologista ressaltou que dentre os sintomas, os mais comuns são a vermelhidão e a presença de pápulas e pústulas. Agora, siga a leitura para saber sobre o tratamento e dicas para aliviar a dermatite perioral.

Como tratar a dermatite perioral corretamente

Segundo a médica, o tratamento consiste em “suspender o corticoide quando houver uso prévio; só usar corticoide em quadros extensos; aplicar cremes à base de tacrolimos; uso de antibióticos e, nas formas resistentes, o tratamento deve ser feito com isotretinoína”. Giovana também lembrou que é importante ter o diagnóstico do dermatologista, para que o profissional indique o tratamento mais adequado.

5 dicas para aliviar os sintomas incômodos

Apesar de ter tratamento, os sintomas da dermatite perioral podem incomodar e você pode estar em busca de uma forma de aliviá-los. Giovana comentou que o uso de pomadas deve ser feito apenas com indicação do dermatologista. No mais, ela recomenda:

1. Lavar o rosto com sabonete próprio para o tipo de pele

iStock

Como a pele fica mais sensível, a dermatologista ressaltou a importância de “usar o tipo de sabonete próprio para sua pele, seja ela oleosa, mista ou seca, pois ajuda a diminuir a irritação”.

Publicidade

2. Cuidar com o uso de cremes hidratantes

Segundo Giovana, “por terem ação oclusiva (impedir que a pele perca água por evaporação), podem fazer proliferar a flora cutânea, desencadeando o quadro eruptivo”. Assim, o melhor é não exagerar nos cremes hidratantes nesta região do rosto e usar o produto próprio para a sua pele.

3. Não dormir de boca aberta

iStock

“Pessoas que respiram pela boca, principalmente quando dormem, acabam babando, permitindo com que a saliva fique em contato por tempo prolongado com a pele, como a saliva é ácida, pode agravar a dermatite”, explicou a dermato.

4. Evitar produtos que agridem a pele

Como a região está mais sensível, não é indicado “fazer esfoliações ou usar produtos que agridem a pele”, comentou Giovana.

5. No caso dos bebês, cuidar com a chupeta

iStock

A doutora citou que a dermatite perioral é mais comum nas mulheres adultas, mas pode aparecer nos bebês. Neste caso, é preciso mais atenção com a chupeta, também por causa da saliva, “pois muitas vezes esta fica presa do lado de fora da boca, entre a chupeta e a pele, contribuindo para a erupção”.

Você já tinha ouvido falar da dermatite perioral ou já lidou com seus sintomas? Caso observe alterações na pele ao redor da boca e próximo ao queixo, consulte um dermatologista de sua confiança. Agora, confira também a matéria sobre dermatite de contato.

Assuntos: Pele