Conheça os benefícios da amora e como aproveitar os seus nutrientes

Escrito por
Em 16.09.20

iStock

A amora é uma fruta de sabor marcante que possui variações e é uma opção maravilhosa para ser consumida tanto pura, como incorporada em diversas receitas. Para saber todas as suas particularidades, principais benefícios e modos de consumir, leia a matéria na íntegra!

Continua após o anúncio

Tipos de amora

Entrevistamos a nutricionista Evelyn Reis (CRN-2 10060P), que elencou as espécies de amoras existentes. Confira a seguir:

  • Amora-preta: é o fruto da planta Morus nigra, que possui sabor doce e suas folhas são muito utilizadas em chás.
  • Amora-vermelha: é parecida com a framboesa e tem o nome de Rubus rosifolius.
  • Amora-branca: com o nome científico de Morus alba, possui sabor agridoce e refrescante.

Depois de conhecermos os tipos de amora, veja na sequência os principais benefícios!

12 benefícios da amora

Que tal saber os benefícios envolvidos no consumo dessa fruta? Acompanhe agora a lista que a nutricionista separou:

iStock

  1. Possui ação antioxidante: por conta dos compostos fenólicos, os quais desenvolvem ação antioxidante, prevenindo o envelhecimento das células.
  2. Diminui a glicemia: também pelos compostos fenólicos e flavonoides.
  3. Ajuda na diminuição dos sintomas da menopausa: de acordo com a nutricionista, isso ocorre porque a amora possui isoflavonas. Essa propriedade é semelhante aos hormônios produzidos pelos ovários e ajudam na diminuição das ondas de calor.
  4. Colabora na prevenção de atividades cancerígenas: pelo alto teor de flavonoides. Além da presença do ácido elágico, um constituinte fenólico da fruta.
  5. Ajuda na diminuição de doenças coronarianas: segundo Evelyn, isso ocorre devido aos antocianinas, presentes na amora. Um pigmento natural que aumenta a concentração de colesterol bom e remove os radicais livres.
  6. Melhora o trânsito intestinal: por conter fibras.
  7. Possui ação anti-inflamatória: devido à sua concentração de fitoquímicos.
  8. Melhora o sistema imunológico: por conta da presença de Vitamina A.
  9. Ajuda na proteção do fígado: devido à presença de flavonoides, que possuem ação hepatoprotetora.
  10. Melhora a saúde da pele, cabelos e unhas: isso porque a fruta possui Vitaminas A, E e C.
  11. Ajuda no controle da pressão arterial: benefício originado pelo resveratrol, que atua na vasoconstrição.
  12. Ajuda a absorção do ferro das refeições: devido à presença de Vitamina C.

De acordo com a nutricionista, tanto a fruta, quanto o chá, principalmente da amora-preta, possuem grande quantidade de fitoquímicos, compostos fenólicos e antioxidantes. Essas propriedades atuam na prevenção e no tratamento de várias doenças.

No entanto, Evelyn ressalta que para aproveitarmos melhor os benefícios da amora, devemos seguir uma dieta equilibrada.

Amora faz mal?

Para a nutricionista, não há na literatura nenhum malefício. Entretanto, a amora não deve ser consumida em excesso, pois isso pode ocasionar diarreia, devido ao aumento da motilidade intestinal.

Além disso, antes de ingerirmos o chá de amora-preta, devemos ficar de olho nestas restrições: “Apenas o chá das folhas da Morus Nigra não deve ser usado por gestantes, lactantes ou crianças e idosos sem supervisão médica”, aponta Evelyn.

Continua após o anúncio

Ressaltamos ainda que qualquer variação percebida ao consumirmos determinado alimento, deve ser avaliada por um profissional habilitado.

Como consumir amora

De acordo com a nutricionista, a melhor maneira de consumir a fruta é in natura, pois é a forma que mais preserva os nutrientes do alimento. Mesmo assim, o chá é muito recomendado por trazer efeitos benéficos: “O chá da folha de amora atua como amenizador de sintomas do climatério e menopausa, além de trazer todos os outros benefícios citados acima”, ressalta Evelyn.

Como fazer chá de amora

Segundo Evelyn, o chá de amora-preta pode ser conservado na geladeira por até 24h, e é bem fácil de preparar. Confira!

Passo a passo:

  1. Em uma panela, ferva 1 litro de água;
  2. Adicione 1 colher (sopa) de folhas secas da amora-preta;
  3. Espere amornar e beba sem adicionar açúcar ou mel.

Quanto ao consumo diário, a nutricionista esclareceu que essa fruta pode sim ser consumida todos os dias, respeitando o limite de até uma xícara. Agora, para incorporar a amora em uma preparação deliciosa, veja esta matéria sobre geleia caseira.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.