E quando a sogra é o problema?

As atitudes dela podem interferir diretamente na qualidade e duração do relacionamento

Por Andressa Dias

sogra problema E quando a sogra é o problema?

Quem não tem medo de uma sogra problemática? Desde os primeiros meses de namoro já se pode ter uma ideia se a sogra é querida ou se vai te dar dor de cabeça pelo resto dos dias do seu relacionamento com o filho dela. Felizmente, é possível detectar logo cedo se ela tem atitudes que indicam que ela te causará problemas no futuro e você aprenderá a seguir como identificar esse tipo tão temido de sogra.

Um dos sinais que ela pode dar de que será um problema para vocês é quando ela não dá o espaço que vocês precisam. Se ela está sempre com vocês, não os deixa sozinhos, não os deixa viajar sem ela, está sempre se infiltrando nos assuntos do casal este é um forte indício de que no futuro ela estará decidindo a cor do sofá da sua sala. Cada um deve ter seu espaço, assim como você não deve invadir o dela, ela também não deveria invadir o de vocês. Se isso acontecer, fique de olho.

Outro sinal de que sua relação pode se tornar complicada por causa da sua sogra é a dependência entre mãe e filho. Se ele depende dela para tudo ou se ela depende dele para tudo, vocês podem ter problemas em algum momento. Infelizmente, para algumas mães, é difícil admitir que o filho já é independente e tem vontades própria, por isso elas mantém uma relação com ele como se ainda fosse uma criança. Se ele percebe isso e não faz nada, o problema se estenderá para o futuro.

Ainda, se a mãe demonstrar uma forte dependência dele para tudo, tratando-o como se fosse quase um marido, o problema pode ser ainda maior. Esse tipo de relação é muito frequente em famílias onde a mãe é sozinha, porque está solteira ou viúva. Nesses casos, deve-se buscar aconselhamento de um psicólogo porque a situação pode ter se tornado uma condição patológica.

Algumas mães também tentam manter seus filhos próximos (e as noras distantes) fazendo algum tipo de drama, como o popular “você nunca vem me ver”, “você não liga mais para mim”. Quando isso se torna ainda mais forte, a sogra pode acabar até criando condições como doenças que ela não tem para chamar a atenção do filho. Novamente, é o caso dele se posicionar a respeito e mostrar a ela que ele a ama e que ela não precisa fazer esse tipo de drama para conseguir sua atenção.

Se sua sogra tem muitos ciúmes dele é possível que isso se agrave com o passar do tempo. Embora as relações que vocês duas tem com ele sejam totalmente diferentes, é muito comum que ela sofra por estar “deixando-o” para você. Isso pode causar muitas crises de ciúme, ela pode querer chamar muita atenção e disputar a presença dele com você. Se você não tomar cuidado, ele pode acabar querendo ir morar com você na casa dela. Normalmente, os ciúmes e o drama para chamar atenção são relacionados.

Outra coisa que pode abalar o seu relacionamento é a idealização. Se a sua sogra o idealiza e o considera o melhor entre todos, ela provavelmente não se contentará com nenhuma nora – nem você e nenhuma outra será boa o suficiente. Ela poderá acabar colocando-o contra você e sugerindo que você não o merece. Fique atenta se você suspeitar que isso possa estar acontecendo.

A maioria desses problemas pode ser evitado se ele tomar uma posição. Não adianta você querer mudar as atitudes da sogra por meio de recados enviados pelo seu filho, por meio de indiretas ou joguinhos. Seja a melhor nora possível, mas ao mesmo tempo incentive seu homem a cortar aos poucos o relacionamento excessivo e descontrolado que a mãe tem com ele. Isso não significa que ele deverá cortar relações com ela, mas que o relacionamento deles deve ser saudável, sem dependência, ciúmes ou drama em excesso.

Outro problema é quando sogras assim mimam demais os filhos. Nesse caso, o problema não é ela, e sim o filho que ela criou – a pessoa com quem você está se relacionando. Filhos mimados serão maridos mimados, namorados mimados. Vão querer ficar sentados na sala enquanto você cozinha e ainda vão reclamar se a comida estiver ruim. E ainda pior: vão querer que você cozinhe igual a mãe. Quer pesadelo pior que esse para uma esposa? Se você não quiser passar sua vida tratando ele como um “filhinho”, melhor sair dessa logo.

Quanto à sogra, se mesmo ele tomando uma atitude a situação não mudar então a decisão de continuar ou não o relacionamento estará em suas mãos. Pense se vale a pena aguentar essa situação ou se a melhor opção é deixa-lo. Seja qual for a sua decisão, não o force a nada e nem desrespeite ou fale mal da mãe dele para ele ou qualquer outra pessoa, isso só pioraria a situação e não é nada educado.