5 dúvidas sobre a cera fria e cuidados necessários com seu uso

Escrito por
Em 10.04.21

iStock

Por                                
Em 10.04.21

A cera fria é prática para quem deseja remover os pelos em casa. No entanto, como em qualquer outro método de depilação, é preciso se atentar a certos cuidados para não machucar a pele. A dermatologista Renata Marques (CRM 814717 | RJ RQE Nº20486) esclareceu as principais dúvidas sobre o tema. Confira:

Continua após o anúncio

Índice do conteúdo:

Para que serve a cera fria

A dermatologista comenta que “a cera fria serve para remover pelos mais finos e tem grande vantagem quanto à possibilidade de ser utilizada na temperatura ambiente, sendo um método mais rápido e prático.” Ela também explica sobre a diferença em relação à cera quente, que está em não relaxar o pelo ou dilatar os poros, sendo, portanto, mais agressiva para a pele.

Como usar cera fria: dúvidas e cuidados que você precisa ter

iStock

Para Renata, a cera fria nem sempre é o método mais fácil ou indicado. É uma forma de depilação bem dolorosa. A dermatologista também trouxe mais detalhes sobre os cuidados ao usar a cera e esclareceu as dúvidas mais comuns. Veja a seguir:

1. Quais cuidados são importantes ao usar a cera fria? Renata explica que, nesse método, os pelos precisam estar compridos, com cerca de 0,5 cm, e devem ser mais finos. Além disso, ressalta: “os restos da depilação precisam ser removidos com produto específico, o óleo removedor.” Ela afirma que não se deve usar óleos ou cremes hidratantes imediatamente após se depilar, para evitar irritação na pele. Cita também a esfoliação, que deve ser feita “assim que os pelos crescerem para evitar que encravem.”

2. Pode usar a cera fria no rosto e na virilha? A dermatologista esclarece que a cera fria pode ser usada no rosto e na virilha, apesar de ser um método doloroso para ambas as regiões. Ela também reforça a questão da grossura dos pelos. Se forem muito grossos, podem acabar não saindo facilmente ou causando muita dor durante a depilação.

3. Para quem é recomendado usar a cera fria? Para a dermatologista, qualquer pessoa pode usar esse método de depilação. Renata menciona um detalhe a mais: “a cera fria é indicada para quem tem varizes ou má circulação.”

4. Existem contraindicações? Sim. Renata comenta: “Pessoas que usam ácidos para tratamento de acne ou outros problemas não devem realizar esse método depilatório pelo fato de a pele estar sensível.”

5. É normal sentir coceira na pele após usar a cera fria? Sim. A dermatologista explica porque isso acontece: os novos pelos necessitam atravessar a pele para nascerem. Se for logo após a depilação, a coceira aparece porque a pele está um pouco mais sensível e levemente irritada.

Continua após o anúncio

Renata reforça a questão de o método ser mais doloroso. Pessoas mais sensíveis à dor podem não se sentir à vontade com esse tipo de depilação. Então vale testar em alguma parte menos sensível do corpo, como as pernas, para ver o que você sente.

5 malefícios da cera fria

Apesar de prática, por não precisar esquentar, a cera fria possui malefícios. Renata citou os principais deles. Acompanhe:

  1. Pelos encravados: a dermatologista explica que “a cera fria pode encravar mais os pelos por não usar o calor. O calor dilata os folículos e diminui a chance de encravamento.”
  2. Método mais doloroso: Renata menciona que, por não ser aquecida, esse tipo de depilação costuma doer mais, por não dilatar os poros e preparar a pele.
  3. Dificuldade de uso em áreas curvas: a dermatologista também explica por que isso acontece. O tecido ou papel descartável usado para remover a cera pode se rasgar mais facilmente e não arrancar todos os pelos. Assim, é preciso passar mais vezes a cera, o que pode resultar em pele avermelhada e irritada.
  4. Manchas após a foliculite: “podem ocorrer pelo processo inflamatório da foliculite, causando hipercromia pós-inflamatória”, esclarece Renata. Além disso, a infecção pode ser uma consequência dos pelos encravados.
  5. Resseca a pele: de acordo com a dermatologista, o problema é facilmente explicado, pois “a cera quente costuma ter agentes emolientes que hidratam a pele. Já a cera fria não.”

Você conhecia todos esses detalhes sobre a cera fria? Agora já sabe em quais partes do corpo pode utilizá-la sem medo. Aproveite e confira sobre outros métodos de depilação caseira para remover seus pelos sozinha!

Assuntos: Como usar, Pele