9 benefícios da farinha de banana verde, uma opção versátil e rica em fibras

Escrito por
Em 14.03.21

iStock

Por                                
Em 14.03.21

Por ser rica em fibras, a farinha de banana verde auxilia no bom funcionamento do intestino, mas traz também outros benefícios incríveis. Para ficarmos por dentro do assunto, conversamos com a Maiara Souza (CRN 914273), nutricionista da Clínica Geisa Costa. Confira!

Publicidade

9 benefícios da farinha de banana verde

A farinha de banana verde é uma opção saudável para você substituir as farinhas tradicionais e usufruir de diversos benefícios. A nutricionista elencou os 9 principais, acompanhe!

  • Gera mais saciedade: “por ser uma fibra, ela retarda o tempo de absorção dos nutrientes, o que gera mais saciedade”, aponta.
  • Melhora a flora intestinal: Maiara nos contou que devido às fibras, a farinha de banana verde favorece o aumento das bactérias boas no organismo, ajudando a melhorar o trânsito intestinal.
  • Opção de farinha sem glúten: “ela pode ser usada em receitas de forma mais inclusiva por pessoas que não podem consumir o glúten presente na farinha de trigo. Tornando algumas receitas mais democráticas”, explica.
  • Controle da glicemia e diabetes: “por conter amido resistente e conferir saciedade, ajuda a manter estável a glicemia, evitando oscilações e contribuindo para o controle do diabetes”.
  • Contribui para uma vida mais saudável: também por conta das fibras, esse alimento ajuda a termos uma vida mais saudável, garantindo o bom funcionamento do intestino e uma melhor absorção dos nutrientes que ingerimos.
  • Melhora os níveis de colesterol: “um consumo regular de fibras, aliado a outras mudanças alimentares e de hábitos de vida, está associado a um melhor controle dos níveis de colesterol. E, como a farinha é rica em fibras, ela contribui com a melhora destes níveis”, esclarece.
  • Ajuda a aliviar os sintomas da TPM: de acordo com Maiara, um dos benefícios dessa farinha é que ela diminui o inchaço e a retenção de líquidos. “Pode contribuir para a melhora dos sintomas da TPM por meio do efeito da motilidade intestinal, que minimiza o inchaço e retenção hídrica, ainda mais que a prisão de ventre é um dos sintomas vivenciados por mulheres neste período”.
  • Controle do peso: “ao conferir mais saciedade, a farinha aumenta o espaçamento entre as refeições, tornando-as menos frequente, inclusive, minimizando a sensação de fome, evitando refeições e beliscos fora de hora”, explica.
  • Colabora para o bom humor: o up no nosso humor acontece também por estarmos de bem com o funcionamento do nosso corpo e do nosso intestino, que é quando nos sentimos mais leve, como explica a nutricionista. “A prisão de ventre, já é desconfortável e o termo enfezado se refere não apenas à situação intestinal, mas também ao mau humor causado por ela. Por ser uma fibra e melhorar o trânsito intestinal, sem dúvidas aquele mau humor irá, por consequência, melhorar”, completa.

Embora pareça simples, a farinha de banana verde é um ótimo alimento quando o assunto é ajudar no bom funcionamento do nosso intestino e a prevenir doenças. Que tal aprender a fazê-la em casa? Veja agora o passo a passo indicado pela nutricionista!

Como fazer farinha de banana verde

iStock

  • 6 bananas verdes

Modo de preparo

  1. Para começar, higienize as bananas e corte-as em rodelas finas;
  2. Leve ao forno baixo por alguns minutos até que as bananas fiquem sequinhas;
  3. O ponto para retirar do forno é quando ficam quebradiças, esfarelando nas mãos;
  4. Deixe esfriar completamente e, após isso, leve a um processador de alimentos;
  5. Triture até chegar na consistência de farinha ou farelo. Ela pode, também, ser peneirada para ficar mais homogênea e está prontinha!

Viu só como é superfácil e muito econômica? Mas, para saber se tem alguma contraindicação, dê uma olhadinha no que a nutricionista nos falou a respeito!

Existe contraindicação?

Segundo Maiara, se a pessoa tiver alguma doença que necessite de um controle da ingestão de fibras, deve-se rever o uso da banana verde na alimentação. Os alérgicos a essa fruta também não devem consumi-la.

Receitas com farinha de banana verde rápidas e deliciosas

A seguir, selecionamos 5 receitas maravilhosas com farinha de banana verde como estrela para você fazer no café da manhã ou no lanchinho da tarde.

Mingau de farinha de banana verde

Com apenas dois ingredientes principais: a farinha de banana e o leite, que pode ser o de sua preferência, você já consegue fazer o seu mingau delicioso. Se quiser, incremente com canela, rodelas de banana e mel.

Publicidade

Panqueca de farinha de banana verde

A receita vai apenas um ovo, uma colher (sopa) cheia de farinha de banana e uma de farinha de aveia, além de meia banana. É só bater tudo no mixer ou, se preferir, deixe a banana amassada e adicione os outros ingredientes. Uma combinação perfeita é adicionar fatias de queijo no recheio.

Muffin de chocolate com farinha de banana verde

Para essa preparação, separe a farinha de banana verde, o açúcar mascavo, o chocolate ou cacau em pó, ovos, óleo e fermento. O melhor é a praticidade, pois os ingredientes, com exceção do fermento, vão todos para o liquidificador.

Bolo de coco com farinha de banana verde

Pensa em um bolo que combina demais com um cafézinho! Sim, esse bolo fica superfofinho e é ótimo para você consumir a qualquer hora do dia. Os ingredientes são fáceis de encontrar, e ele fica pronto em um piscar de olhos. Experimente!

Bolo de chocolate fit com farinha de banana verde

Bolo de chocolate não poderia faltar, não é mesmo? Esse aqui é mais uma versão fácil, deliciosa e fit. Ele fica com uma excelente textura e, ao adicionar granola, você confere ao bolo um crocante na medida certa!

Esse tipo de alimento é interessante em uma alimentação saudável, não só a farinha de banana verde, mas também há outras farinhas low carb que são ricas em fibras e sem glúten, tornando-se ótimas opções para incluir no seu dia a dia.

Este conteúdo foi útil para você?
SimNão

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.