Escova inteligente: a técnica que garante cabelos lisos e naturais

Escrito por
Em 12.09.19

iStock

Diante de algumas opções que prometem fios mais lisos e alinhados, a escova inteligente garante um visual natural, sem aquele aspecto artificial que pode incomodar. A técnica é uma alternativa para quem já utiliza outros métodos de alisamento capilar ou mesmo para pessoas que abusaram bastante da tintura e, por isso, já apresentam fios danificados.

Continua após o anúncio

No entanto, apesar de ser menos agressiva aos fios que outras técnicas conhecidas, deve ser também utilizada com cautela, respeitando a frequência ideal indicada. Afinal, trata-se de um procedimento que utiliza produtos químicos. Quer saber mais sobre a escova inteligente? Então continue a leitura e tire todas as suas dúvidas.

O que é escova inteligente

Conforme Wallace Rios – hair stylist e cabeleireiro do Salão PerTutti Capelli, a escova inteligente é uma opção de alisamento capilar temporário para quem busca cabelos mais lisos, porém sem aquele aspecto artificial tão comum em escovas tradicionais.

Apesar de muitos profissionais garantirem que se trata de um método natural, sem a utilização do temido formol na sua composição, isso pode depender e variar de produto para produto, bem como de salão para salão.

Leia também: Alisamento caseiro: 7 receitas práticas para alisar seu cabelo em casa

Mas será que a técnica realmente garante cabelos lisinhos naturalmente e tudo isso sem química? De fato, é uma técnica menos agressiva, mas ainda assim pode conter uma dosagem mínima de formol — menos de 0,2% — quantidade permitida pela Anvisa. O que não chega a ser tão prejudicial e danoso aos fios, como ocorre nos métodos tradicionais de alisamento. Proteínas, queratina e aminoácidos também estão presentes em sua fórmula.

Escova progressiva x Escova inteligente

Apesar de ambas as técnicas terem por objetivo o alisamento capilar, existem diferenças relevantes. A escova progressiva, por exemplo, exige a permanência de três dias sem lavar os fios, bem como não prender o cabelo para que o resultado seja mais eficaz. Isso, para muitas pessoas, é algo bastante traumático, pois dormir com o cheiro muito forte da química é um grande incômodo, além de poder causar alergia.

A escova inteligente, por sua vez, não requer esses sacrifícios. Visto que antes de pranchar o cabelo, o produto é retirado dos fios, sendo utilizados somente os resíduos para concluir a técnica.

Continua após o anúncio

Os tempos de permanência são compatíveis, mas a escova inteligente deixa os fios com uma aparência mais natural e sem frizz, o que beneficia quem tem fios frisados ou ondulados.

Leia também: 10 alimentos que podem ajudar a melhorar a aparência do seu cabelo

As principais vantagens

A escova inteligente tem muitas vantagens. Conheça quais são elas:

  • É uma técnica menos agressiva que as demais;
  • Pode ser utilizada por quem já fez outras químicas no cabelo;
  • Por ser um procedimento temporário e utilizar produtos menos danosos aos fios, é possível que em pouco tempo se recupere totalmente o cabelo
  • Por ser um método mais suave de alisamento, a escova inteligente faz com que o cabelo tenha um efeito mais natural;
  • Possibilita prender o cabelo e até lavá-lo no mesmo dia do procedimento sem comprometer o resultado;
  • Trata os fios, deixando-os mais macios e com brilho por conter em sua fórmula proteínas e aminoácidos;
  • Os cabelos ondulados ou encaracolados que passam pela técnica se tornam mais soltos, com menos volume e frizz.

Não são excelentes vantagens para seus cabelos?

E as desvantagens

Contudo, algumas desvantagens podem ser percebidas. Confira quais são elas:

  • Não é indicada para quem possui fios crespos e quer cabelos totalmente lisos;
  • Por ser temporária, dura em média 3 meses, não sendo uma boa opção para para quem busca uma solução definitiva.

Pese os prós e os contras, converse com seu cabeleireiro e veja qual é a opção ideal para o seu caso!

Passo a passo da escova inteligente

iStock

Confira o passo a passo dessa técnica que pode tornar seus cabelos lisos e sedosos!

Leia também: Alinhamento de fios

  1. Teste de mecha: como todo processo que envolve química, por menor que ela seja, é necessário um teste de mecha para começar. Deve ser feito com uma pequena quantidade de cabelo, que pode ser na nuca ou na parte central da cabeça. Dessa forma, é possível saber se seu cabelo tem uma boa estrutura para suportar o procedimento.
  2. Lave bem o cabelo: use um bom shampoo antirresíduos, eliminando qualquer impureza e preparando o cabelo para receber o produto.
  3. Retire o excesso de água: após a lavagem dos fios, retire todo o excesso de água utilizando um secador e, após isso, divida o cabelo em mechas.
  4. Aplique o creme: espalhe o creme delicadamente pelas mechas.
  5. Mantenha o creme por um período no cabelo: o produto deverá permanecer nos cabelos de 15 a 20 minutos ou conforme orientações na embalagem do produto.
  6. Retire o produto: a seguir, lave bem os cabelos para retirar todo o produto. Depois, faça a escova nos fios e, para a selagem térmica, passe a prancha em cada uma das mechas, aproveitando o resíduo que ficou do creme após a lavagem.
  7. Aplique a máscara reconstrutora: feito isso, chegou a vez da máscara reconstrutora à base de queratina que deve ser aplicada nos fios. Depois, lave o cabelo.
  8. Faça uma escova: por fim, faça uma escova sem usar a prancha.

É importante ressaltar que esse procedimento deve ser feito por um profissional capacitado.

Continua após o anúncio

Como cuidar de cabelos com escova inteligente

iStock

De acordo com o cabeleireiro Wallace, esses cabelos necessitam de cuidados. Com o tempo, os fios que passaram pela técnica, mesmo utilizando apenas os resíduos da química, acabam sofrendo alguns danos que podem ser reparados com os seguintes cuidados:

  • Uso de shampoos sem sal;
  • Condicionadores;
  • Máscaras específicas para cabelos que receberam algum tipo de química.

Esses produtos vão ajudar na restauração dos fios danificados por químicas constantes.

Dúvidas frequentes sobre escova inteligente

Wallace Rios respondeu algumas dúvidas bem comuns em relação a essa técnica. Veja:

A escova inteligente estraga o cabelo? A escova inteligente sensibiliza sim os fios, pois, assim como os conservantes impedem que o agente alisador saia do interior do fio, eles também dificultam a entrada do produto que trata o cabelo. O organismo, por sua vez, não alimenta de forma plena os fios em toda sua extensão, ele nutre apenas sete centímetros, após isso vai alimentando menos e menos até não alimentar mais nada.

Leia também: 10 cuidados para cabelos de todos os tipos

A escova inteligente dura quanto tempo? A durabilidade de uma escova redutora de volumes é de aproximadamente três meses. No entanto, isso pode variar de cabelo para cabelo. É importante ressaltar que a manutenção dos fios é fundamental para a durabilidade de qualquer química, bem como para a saúde dos cabelos.

É possível ter alergia à escova inteligente? Escovas progressivas ou inteligentes trazem o risco alérgico, por isso, é imprescindível o teste epitelial caso a pessoa esteja se submetendo à técnica pela primeira vez.

Então, o que achou desse método de alisamento capilar? Bem natural, não é mesmo? Apesar de ser um método menos agressivo, mesmo assim, se você optar pela escova inteligente e quiser dar uma repaginada no visual, busque um profissional experiente que saberá lidar muito bem com a técnica!

Continua após o anúncio

Assuntos: Cabelos

Para você