Menopausa precoce: o que é isso?

O problema pode ter causas genéticas e é diagnosticado quando os sintomas começam a aparecer em mulheres com menos de 45 anos

Por Fernanda Boito
Atualizado em 07/06/2013 17:10
menopausa precoce Menopausa precoce: o que é isso?

Foto: Thinkstock

Calores e suores noturnos, secura vaginal e ciclos menstruais irregulares são sinais conhecidos de que algumas mudanças estão acontecendo no corpo da mulher e que indicam que a menopausa está chegando.

Se este é o caso de uma mulher entre 48 e 52 anos, não há nada anormal, além do esperado para mulheres dessa idade.

Porém, se esses sinais físicos começam a aparecer em mulheres com menos de 45 anos, pode ser o início de uma menopausa precoce.

Saiba mais sobre o que é a menopausa precoce, suas possíveis causas e o que fazer se ela estiver batendo à porta.

O que é menopausa precoce?

Os médicos costumam referir-se à menopausa precoce como sendo o fim das funções reprodutivas femininas. Isso pode acontecer com mulheres que passam por tratamentos de quimioterapia e/ou radioterapia, já que nesses casos o tratamento danifica os ovários.

Além disso, a remoção cirúrgica dos ovários também é uma das causas da menopausa precoce. Em ambos os casos, a produção dos hormônios sexuais femininos é prejudicada, o que provoca os sintomas da menopausa – que segundo os médicos, é o evento da última menstruação.

Quando os sintomas começam a aparecer em mulheres com menos de 40 anos, o caso pode ser de falência ovariana precoce (FOP), que segundo o Projeto Diretrizes, documento redigido pela a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, publicado em 2006, trata-se de uma falência gonadal antes dos 40 anos de idade que afeta 1% das mulheres.

A falência ovariana precoce pode ter causas genéticas ou pode ser consequencia de doenças auto-imunes e o tratamento do problema envolve a terapia de reposição hormonal, para o alívio dos sintomas e a manutenção da massa óssea. A maioria das mulheres diagnosticadas com FOP apresenta quadros de esterilidade, porém, existem relatos de gestações em mulheres afetadas.

Ademais, infecções virais como a caxumba e aquelas ocorridas durante a gravidez, podem afetar o desenvolvimento dos ovários na menina, causando também a menopausa precoce.

Quais são os sintomas?

Os sintomas da menopausa precoce são idênticos aos da menopausa em geral:

  • calores e suores noturnos;
  • falta de desejo sexual;
  • ressecamento vaginal;
  • irritabilidade e, em alguns casos, depressão.

Qual o tratamento para a menopausa precoce?

O tratamento com reposição hormonal acontece na maioria dos casos de menopausa precoce. O uso da TRH (terapia de reposição hormonal) é essencial nos casos de menopausa de origem cirúrgica ou provocada por quimioterapia, já que os sintomas são mais fortes nesses casos.

Porém, em mulheres diagnosticadas com câncer de mama, a reposição hormonal pode ser desconsiderada. É importante ressaltar que, segundo os médicos, os medicamentos fitoterápicos e os alimentos de soja não são suficientes para aliviar os sintomas.