8 benefícios da musculação feminina e motivos para você apostar nela

Escrito por
Em 10.04.22

Envato

A musculação feminina é uma prática que ajuda na perda de peso e definição do corpo. No entanto, seus benefícios não acabam aqui, por isso, a professora de educação física e especialista, Deise Granville Furtado, explicou mais detalhes sobre o tema. Confira!

Publicidade

8 benefícios da musculação feminina para te incentivar à prática

Deise comentou um pouco sobre os benefícios de fazer musculação. Ela citou que existem muitos deles, porém, os mais importantes são:

1. Aumento da massa muscular

Envato

“Quanto mais massa muscular nós temos, maior é a nossa redução de percentual de gordura”, citou a professora de educação física, além de relembrar que o ganho de massa muscular está diretamente relacionado com a perda de peso.

2. Fortalecimento dos músculos

Deise apontou que “o treinamento ajuda no aumento da força e também fortalecimento muscular, tonificando os músculos do corpo e reduzindo a flacidez”.

3. Atenua os efeitos da menopausa

Envato

O período da menopausa é caracterizado por determinados sintomas incômodos, como as ondas de calor, alterações do sono e oscilações do humor. Segundo Deise, a prática da musculação “ajuda a atenuar os efeitos da menopausa, melhorando a qualidade de vida da mulher”.

4. Diminui o estresse

“O responsável pela redução do estresse é um hormônio produzido durante a prática, a endorfina, conhecida também como hormônio da felicidade”, explicou a professora de educação física.

5. Melhora a qualidade do sono

Envato

Publicidade

Deise comentou que a musculação feminina também ajuda a dormir melhor. “A endorfina também é a responsável por essa questão, diminui o estresse e consequentemente ajuda a dormir mais tranquila”.

6. Age como um antidepressivo natural

Além da endorfina, o exercício físico também libera serotonina, neurotransmissor que garante a sensação de felicidade. A combinação desses dois elementos ajudam na saúde mental e qualidade de vida da mulher, ressaltou Deise.

7. Previne o diabetes e a hipertensão

musculação feminina

Envato

Assim como outras atividades físicas, a musculação feminina ajuda a prevenir o diabetes e a hipertensão. Deise explicou que isso acontece, pois “ocorre queda na taxa de glicemia e elevação do colesterol bom, o HDL”.

8. Pode ajudar a emagrecer

Muitas vezes o emagrecimento é o foco ao procurar pela musculação. A professora de educação física deixou claro que “isso pode acontecer, principalmente quando há ganho de massa muscular e redução no percentual de gordura, mas será preciso aliar com outras questões, como a mudança de hábitos alimentares”.

Percebeu como os benefícios da musculação feminina não são apenas estéticos? Continue a leitura para saber sobre a musculação na terceira idade e ver dicas para quem deseja iniciar a prática.

A musculação feminina para a 3ª idade e seus benefícios

Deise comentou que “na terceira idade, a musculação ajuda a prevenir a perda mineral óssea, principal característica da osteoporose. Além disso, com o passar dos anos, há redução da massa muscular, principalmente nas mulheres pós-menopausa. Assim, os exercícios ajudam na regeneração e fortalecimento muscular”.

Ela complementou dizendo que a prática pode facilitar a autonomia da idosa, para conseguir realizar atividades comuns do dia a dia. Ou seja, o exercício melhora a qualidade de vida e pode ser feito por quem tem mais de 60 anos. Dentre os benefícios para elas, estão:

  • Aumento da massa muscular e massa óssea;
  • Alívio das dores musculares;
  • Melhora na postura;
  • Aumento da autonomia;
  • Prevenção do diabetes e da hipertensão.

Após conhecer os benefícios da musculação feminina na terceira idade, siga a leitura para ver dicas para iniciantes e tirar dúvidas sobre o tema.

6 dicas para iniciantes que se interessaram pela prática

musculação feminina

Envato

Publicidade

Você se interessou em fazer musculação, mas não faz ideia por onde começar? Veja as dicas dadas pela Deise e se arrisque sem medo!

  1. Procurar um local com profissionais de Educação Física capacitados: “o objetivo é receber a orientação correta e evitar se machucar, pois cada pessoa terá um treino diferenciado”, explicou.
  2. Realizar a avaliação física: “é muito importante em qualquer idade, por meio de uma boa avaliação o professor pode identificar possíveis restrições e traçar um plano de treino conforme o objetivo da pessoa. Já para pessoas com alguma doença ou patologia pré-existente, idosos, gestantes e adolescentes, é imprescindível a liberação médica”, recomendou.
  3. Manter uma alimentação saudável: segundo Deise, “não é necessário fazer uma dieta muito restritiva, mas consumir de forma adequada todos os nutrientes necessários para o corpo é muito importante para quem busca resultados duradouros”.
  4. Respeitar seus limites: “parece bobagem, mas muitas pessoas chegam com tanta vontade de ter resultados rápidos que começam a treinar com mais carga do que o corpo aguenta. Não respeitam os intervalos entre os treinos, fazem várias atividades em simultâneo, não dormem nem se alimentam direito. Isso é muito prejudicial, então tenha calma e saiba respeitar os seus limites”, recomendou a professora de educação física.
  5. Ser persistente: Deise comentou que “desistir no primeiro obstáculo não faz bem para o seu corpo. Toda vez que você para de treinar e volta depois de um tempo o seu organismo precisa recomeçar e os seus resultados demoram mais tempo para aparecer. Por isso sempre escute seu professor, ele vai saber como te ajudar”.
  6. Não focar apenas na balança: a professora ressaltou que “muitas pessoas acabam desistindo de treinar porque não vêm resultado na balança, mas é importante salientar que a massa muscular é mais pesada que a gordura. Por isso, muitas vezes não há alteração no peso total, porém há aumento de massa muscular e redução de gordura”.

Siga as dicas e sempre conte com um profissional de educação física para te ajudar, assim evita possíveis lesões. Agora, vem ver quais são as perguntas frequentes sobre o assunto.

Perguntas frequentes sobre musculação feminina para tirar suas dúvidas

musculação feminina

Envato

A musculação feminina pode ser iniciada em qualquer idade?

Deise Granville Furtado (DGF): “a indicação é a partir dos 14 anos, salvo recomendação médica”.

Quanto tempo para definir o corpo, quando existe esse objetivo?

DGF: “depende, não existe um tempo mágico. A definição resulta de um baixo percentual de gordura, treinamento específico e alimentação adequada. Não há como prever um tempo sem saber como está o corpo da pessoa no momento do início do treino. A individualidade biológica influencia no resultado. O mesmo treino não funciona para todo mundo, mesmo em gêmeos idênticos o resultado é diferente”.

Como é montado um treino de musculação feminina?

DGF: “começamos pela anamnese, um questionário para saber sobre patologias, doenças, objetivos e tempo disponível para treino. Com a avaliação física o treino fica ainda mais específico, por isso é interessante realizá-la para que o objetivo seja alcançado mais rapidamente. Com base nas respostas dos alunos e nos resultados da avaliação o professor pode montar o treino. Normalmente o treino é divido em ciclos, nos quais cada período prioriza uma capacidade ou objetivo a curto, médio e longo prazo”.

Um mesmo treino funciona para todas as mulheres?

Publicidade

DGF: “de forma alguma! Justamente por causa da individualidade biológica. Além disso, existem fatores externos ao treino como tempo de sono, estresse e alimentação. Não é porque um treino funcionou para sua amiga que vai funcionar para você. Cada pessoa é única, por isso é importante um profissional capacitado para te atender”.

Como iniciar a prática?

DGF: “caso queira treinar em uma academia, é importante pesquisar por locais que tenham profissionais de educação física graduados e estagiários em formação. Perguntar para quem já treina também é uma boa dica. Caso opte em realizar os exercícios na academia do seu prédio (hoje grande parte das novas construções têm bons equipamentos para o treino de musculação) é importante que procure um profissional capacitado. Pesquise com pessoas que você conhece e já treinam, evite contratar alguém que você viu em uma rede social só por achar o corpo dele(a) bonito”.

Quais dicas você dá para incentivar elas a fazerem a musculação?

DGF: “a musculação é um dos exercícios físicos mais democráticos que existem. Os benefícios são enormes em qualquer idade e o treinamento é individualizado. O importante é começar e persistir. Você vai se sentir melhor e de quebra ainda vai ter mais saúde, qualidade vida e resultados estéticos”.

Gostou de conhecer mais sobre a musculação feminina? Como você pode ver, é um exercício bastante versátil que pode, inclusive, ser praticado na terceira idade. Agora, aproveite para dar uma lida também na matéria sobre exercícios para iniciantes.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Assuntos: Bem-Estar, Boa forma