Sexo entre amigos: saiba como se divertir sem estragar a amizade

Escrito por
Em 27.05.20

IMDB

Pode ser uma transa combinada ou uma noitada que acabou na casa do amigo, não importa. O sexo entre amigos, conhecido como a famosa “amizade colorida”, sempre gera dúvidas: é algo interessante ou um risco para a amizade? Será que o sexo pode destruir tudo o que foi construído até então com um amigo? Confira as respostas e outras dicas na matéria:

Índice do conteúdo:

Dúvidas sobre sexo entre amigos

iStock

Para que o sexo entre amigos funcione, o ponto-chave é alinhar as expectativas. Segundo a psicóloga e sexóloga Paula Gesuatto Furlan (CRP-08/17269), falar sobre sexo é, antes de tudo, falar sobre consentimento, e ambos precisam estar em sintonia a respeito do que esperam desse novo passo. Esclareça as principais dúvidas que surgem nesse momento:

Sexo entre amigos pode atrapalhar a amizade? Segundo a sexóloga, as amizades nascem através de interesses em comum, respeito, convívio e muita comunicação, então é preciso ter tudo isso em mente ao se envolver sexualmente com um amigo. É preciso comunicar o que o sexo significa e significará nessa relação: se será apenas sexo ou se ambos estão entrando de peito aberto para o que vier.

Sexo entre amigos pode fortalecer a amizade? Para a sexóloga, espera-se, de uma amiga ou amigo, honestidade, companheirismo e compreensão. Se, no meio disso tudo, o sexo aparecer também, é preciso estar claro para ambos quais as intenções a partir disso. Nesse sentido, não há necessariamente um fortalecimento, mas é fundamental respeitar a relação e se comunicar sempre.

Sexo entre amigos pode evoluir para namoro? Ainda de acordo com Paula, é preciso considerar o fato de que as pessoas mudam e os sentimentos que antes eram fraternos podem se transformar em romance, paixão ou até mesmo num desapego e afastamento. Uma boa conversa vai colocar tudo em pratos limpos para decidirem qual caminho seguir – podendo, sim, ser um namoro.

Como voltar para uma amizade sem sexo? Quando se trata de expectativas, além da comunicação, é preciso autoconhecimento para reconhecer o que se sente. Segundo a sexóloga, se a amizade colorida involuir para uma amizade sem sexo, ambos estarão cientes de seus novos papéis na vida de cada um. O fato de se conhecerem bem ajuda muito nesse momento, principalmente para evitar expectativas não muito realistas.

Quando se trata de transar com um amigo, é importante não alimentar esperanças fantasiosas demais. Não é porque existe um relacionamento sexual que se deve cobrar algo além, porque atitudes nesse sentido podem realmente prejudicar a amizade, se fugirem do que foi consentido pelos dois. Por isso, separamos dicas que podem ajudar, e muito, nessas horas. Acompanhe!

8 dicas para transar com o amigo e manter a amizade

iStock

Para ficar em bons lençóis com o seu amigo (com o perdão do trocadilho!), é bom se preparar para não correr o risco de ter o coração partido ou de partir o coração do seu companheiro. Por compartilharem tantos momentos enquanto amigos, o sexo pode ser muito prazeroso e livre das cobranças que outras relações podem trazer. Veja nossas dicas:

1. Cumplicidade é a palavra de ordem

Vocês sabem muito bem do que cada um gosta e desgosta, afinal, já existe uma relação de amizade. Invistam nisso e conversem honestamente sobre o teor da relação, deixando claro que é puramente sexual e sem expectativas românticas. Se isso for bem definido, ninguém sofrerá mais adiante.

2. Não crie expectativas

O sexo entre amigos não deve exigir exclusividade ou aprofundamento na relação. Se um dos dois está apaixonado e o outro querendo apenas transar, isso será um grande problema: quem deseja algo além da amizade colorida vai se machucar, e o outro vai se sentir culpado. Essa expectativa e os papéis sendo confundidos podem abalar a relação.

3. Preste atenção no acordo

É importante reforçar que, para que a amizade colorida funcione, os acordos devem ser respeitados. Os dois precisam estar bem seguros do que desejam e isso deve ser verbalizado. Essa é a única maneira de não abalar tudo o que construíram até então.

4. Maturidade é fundamental

Você e o seu parceiro precisam ter maturidade emocional para encarar esse plus na relação sem prejudicar a amizade. Pode chegar o momento em que um queira “romper” com isso por diversos motivos, como o começo de um namoro. Esse tipo de situação não pode causar desconforto, ferir o ego ou causar o sentimento de troca, afinal, a amizade continua.

5. Não trabalhe com esse amigo

Um conselho de ouro é não transformar o amigo de trabalho em amizade colorida, porque isso pode realmente comprometer o ambiente profissional caso algo saia do controle. É sempre melhor prevenir, nesse caso. Mas, se isso for inevitável, foque muito bem nas dicas anteriores.

6. Não fique brava se o encontro for cancelado

Lembre-se sempre de que não é um namoro e cada um tem a sua vida repleta de compromissos. A relação é sexual, e nem sempre o outro está com vontade ou disponibilidade para transar. Então, não espere resposta imediata e nem se irrite com mudanças de planos.

7. Explore suas fantasias

Nada melhor do que um amigo para dizer o que tem vontade de fazer no sexo. A intimidade, cumplicidade e parceria já existem na vida e podem ser levadas para a cama. Então, nada de ficar com vergonha do corpo ou de querer experimentar algo novo.

8. Divirta-se

O sexo entre amigos é um momento de prazer e ainda mais intimidade: ou seja, deve ser leve e muito agradável. Inclusive, é importante que ninguém seja egoísta e ambos trabalhem para que os dois gozem e aproveitem completamente a transa. Se não for para ser assim, nem faz sentido, né?

O sexo entre amigos não é uma relação completamente isenta de riscos, mas pode valer muito a pena se os dois estiverem certos sobre o querem e quiserem a mesma coisa. Confira também os benefícios do sexo e aproveite os momentos a dois!