O que é muco cervical, suas fases e principais dúvidas esclarecidas

Escrito por
Em 25.01.20

iStock

O muco cervical é, resumidamente, uma secreção produzida naturalmente pelo organismo da mulher. Ele altera suas características de acordo com a ação hormonal, variável ao longo do ciclo menstrual, conforme destaca Maura Azzi Tassi (CRM 5298909-6), ginecologista e obstetra do Instituto Maieve Corralo, o que possibilita, inclusive, a identificação do período fértil por meio da auto-observação das características dessa secreção em cada fase.

Continua após o anúncio

O que é muco cervical?

Maura explica que o colo do útero faz a comunicação da cavidade uterina (corpo) com o canal vaginal, e que ele possui células glandulares que secretam o muco cervical (substância líquida) de maneira contínua. A principal função do muco, destaca Maura, é proteger a ascensão de bactérias provenientes da vagina para a cavidade uterina, diminuindo assim o número de infecções.

“Além disso, o muco altera sua consistência ao longo do período menstrual, passando de muito espesso a aquoso na fase da ovulação, auxiliando assim a penetração do espermatozoide para a cavidade. Essa mudança do muco se deve à ação do hormônio estradiol”, acrescenta a ginecologista e obstetra.

Fases do muco cervical

  • Fase folicular: Maura explica que, no começo do ciclo (logo após a menstruação), ele é muito espesso, e normalmente não é observado na calcinha. “Nessa fase ele dificulta a chegada dos espermatozoides a cavidade uterina”, destaca.
  • Fase fértil/ovulatória: Maura explica que, com o passar dos dias, aproximando-se do período ovulatório (fase fértil), sob ação hormonal, o muco já vai se tornando mais fino e elástico (assemelhando-se à clara de ovo), facilitando a passagem do espermatozoide da vagina para o útero e posterior gestação.
  • Fase lútea: nessa fase, que começa a partir da ovulação e vai até começar a menstruação, o muco cervical apresenta-se esbranquiçado, fica mais denso, gelatinoso, menos elástico, não ajudando os espermatozoides a se movimentarem (sendo pouco provável a gravidez).

Médica responde principais dúvidas sobre muco cervical

Exatamente por ter variações ao longo do ciclo, muitas mulheres têm dúvidas sobre características e como interpretar o muco cervical. Confira o esclarecimento para as principais questões:

Como identificar o muco cervical durante o período fértil? “O período fértil são os dias do ciclo menstrual com maior propensão para mulher gestar, sendo os dias próximos à ovulação (momento em que o óvulo é liberado da trompa). Muitas mulheres observam uma secreção semelhante à clara de ovo na calcinha quando estão no período fértil, e sentem a vagina mais úmida. Essa é a característica do muco cervical fluido, elástico e pegajoso da fase ovulatória”, explica Maura.

O que significa muco cervical com sangue? “Existem diversas causas, podendo ser fisiológico, doenças benignas até mesmo um câncer. Dentre as causas de muco com sangramento estão a implantação do embrião no útero (nidação), encontro do espermatozoide com o óvulo (fecundação), o sangramento da ovulação (quando o folículo se rompe liberando o óvulo), sangramento por alterações hormonais e, em casos mais raros, câncer do colo uterino, dentre outros”, esclarece a ginecologista e obstetra.

O que significa muco cervical branco, amarelo e marrom? O muco cervical fisiológico, no geral, tem coloração transparente. “Secreções com odor ou de outras cores devem sempre ser avaliadas. A secreção branca tipo leite coalhado geralmente sugere candidíase, principalmente se associada a coceira. Quando amarela/esverdeada e com odor de peixe podre, pode sugerir infecção bacteriana. Secreções marrons sugerem sangramento coagulado e podem estar associadas a resquícios do período menstrual, infecção, variação hormonal, traumas, gestação e até doenças mais sérias como o câncer. Vale ressaltar que apesar do muco cervical ser transparente, secreções branco/amareladas ao final do dia podem ser fisiológicas (não indicativo de doenças)”, destaca Maura.

O que significa muco antes da menstruação? “Logo antes de menstruar muitas mulheres notam que a secreção vaginal fica mais branca. Essa alteração ocorre pelo hormônio progesterona e, não acompanhada de outras características, é considerada normal”, explica Maura.

É normal muco cervical em grande quantidade? “A quantidade de muco pode ser variável, não só ao longo do ciclo, mas também para cada mulher, uma vez que a sensibilidade das células glandulares aos hormônios pode ser variável. O muco em quantidade abundante é comum no período ovulatório, e na grande maioria das vezes, é sem odor e incolor”, esclarece a ginecologista.

Continua após o anúncio

É normal muco cervical na gravidez? “É muito comum o aumento do muco cervical durante toda a gestação, uma vez que ocorre aumento do aporte sanguíneo às células e pela ação hormonal”, responde Maura.

Como fazer a leitura do muco cervical? “A mulher pode observar o tipo de muco introduzindo o dedo no canal vaginal ou observando a secreção na calcinha. O muco mais espesso é característico do começo do ciclo menstrual. À medida que se aproxima o período fértil, ele torna-se mais líquido e, durante a ovulação, tem aspecto de clara de ovo (muco mais espesso)”, orienta Maura.

Quando não verificar o muco cervical? “O muco não deve ser avaliado logo após a relação sexual, uso de cremes vaginais/lubrificantes ou na presença de infecção, pois esses fatores atrapalham a sua interpretação”, responde a ginecologista.

É possível ovular e não expelir o muco? “Algumas mulheres podem estar ovulando e não terem a percepção de muco cervical na calcinha, sem que isso de fato represente um problema. A sensibilidade das células secretoras do muco ao estradiol pode ser variável, e a produção ser em menor quantidade. Muitas vezes a produção ocorre, mas de maneira imperceptível por estar em menor quantidade. A paciente pode observar apenas um aumento da lubrificação vaginal. Em casos específicos, a mulher deve ser avaliada pois essa característica pode representar uma baixa de estrogênio (hormônio da mulher)”, esclarece Maura.

Vale ressaltar que é sempre importante a mulher ter informações seguras e estar atenta à sua saúde íntima, além de fazer visitas regulares ao médico ginecologista. Saber identificar o muco cervical é importante tanto para as mulheres que desejam engravidar, como para as que desejam evitar a gestação. Aproveite e conheça tipos de problemas vaginais e como lidar com cada um deles.

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.