Moleira do bebê: aprenda a cuidar dessa sensível região nos recém-nascidos

Escrito por
Em 21.09.19

iStock

Os bebês são seres frágeis e delicados. A cabeça deles, por exemplo, continua em formação até os 18 meses de vida, mais ou menos. No alto da cabeça do bebê, há uma região mais flexível, chamada de moleira ou fontanela.

Continua após o anúncio

Para tirar todas as suas dúvidas, conversamos com uma pediatra, que explica tudo sobre essa parte tão sensível do bebê, confira:

O que é a moleira do bebê

De acordo com a pediatra Patrícia Cruz de Carvalho (CRM: 520105306-0), a moleira é o nome popular da fontanela anterior. Ao passar a mão no alto da cabeça do bebê, pode-se sentir uma região em um formato de losango, mais macia e flexível, que é a “moleira”. Existe também a fontanela posterior, mas, geralmente, não é percebida pelos cuidadores por ser muito pequena.

Por isso, se você é mamãe e estranhou essa região na cabeça do seu bebê, fique tranquila! É um fenômeno normal, que apenas exige alguns cuidados.

4 dúvidas frequentes sobre a moleira

iStock

A dra. Patrícia também tirou as dúvidas mais comuns às mamães a limpo para a gente. Dê uma olhada!

Leia também: 10 brincadeiras para o chá de bebê

Quando ela fecha? O fechamento da fontanela anterior é muito variável. Normalmente, ocorre entre o oitavo e o décimo mês de vida do bebê.

Quando está normal? Consideramos a fontanela normal quando passamos os dedos sobre a região e ela está flexível. A “moleira” é resistente o suficiente ao toque gentil do adulto. Não precisam ter medo de tocá-la. Inclusive, é importante que se saiba diferenciar o normal do alterado, para que possamos intervir sempre precocemente.

Moleira alta ou moleira afundada, quando se preocupar? Quando a moleira está alta e tensa, não flexível, pode ser sinal de aumento da pressão dentro do crânio. Quando a moleira está afundada e a criança estiver quieta, sem interesse em mamar e com diminuição do xixi, podemos pensar em desidratação. Em ambas situações, a avaliação do pediatra é muito importante.

Continua após o anúncio

Moleira pulsando é normal? É normal sentir a pulsação por meio da moleira. O ritmo das batidas do coração é refletido nela.

Caso tenha mais questões para averiguar, não hesite em consultar o pediatra do seu bebê sempre que precisar. Ele é o seu maior parceiro nos momentos de dúvidas.

Leia também: 10 coisas que todos os pais devem levar ao sair de casa com o bebê

Cuidados com a moleira

iStock

Que a moleira é uma região sensível, nós já sabemos. Agora, que cuidados devem ser tomados em relação a ela? Explicamos aqui:

  • Consultas frequentes ao pediatra: vá ao pediatra todos meses, religiosamente. O desenvolvimento do bebê deve ser acompanhado, e nenhuma alteração deve passar batida.
  • Medir o perímetro encefálico do bebê: é necessário que faça essa medição em todas as consultas ao pediatra ao longo do primeiro ano de vida, de modo a acompanhar o desenvolvimento infantil.
  • Apalpar a moleira: outro procedimento que deve ser feito em todas as consultas ao pediatra. Faz parte do exame de rotina do bebê.

Leia, também, sobre a febre em bebês e obtenha novas dicas para os cuidados do seu pequeno.

Para você