Dor no couro cabeludo: possíveis causas e sintomas associados

Escrito por
Em 30.03.19

iStock

Tricodinia é o nome científico da popular dor no couro cabeludo, que pode estar associada ainda a queda dos fios. Geralmente, o desconforto é proveniente de causas simples, conforme comenta Bárbara Carneiro (CRM-BA 26230), dermatologista clínica e medicina estética da clínica FC, em São Paulo (SP). Porém, se a dor se mostrar persistente, deve ser investigada, pois pode estar relacionada a uma doença mais séria.

Continua após o anúncio

Queimadura solar, caspa, uso inadequado de secadores e chapinhas, por exemplo, são causas possíveis e, geralmente, fáceis de lidar. Mas a dor no couro cabeludo pode também ser sintoma de doenças como fibromialgia, enxaqueca, lúpus, entre outras. Confira abaixo as principais possibilidades e saiba como lidar com este sinal.

Possíveis causas da dor no couro cabeludo

iStock

A dor no couro cabeludo pode aparecer isoladamente ou associada a outros sintomas, como, por exemplo, tonturas e dor nos ouvidos. Por isso, todo caso deve ser investigado, especialmente quando os problemas mais simples forem descartados e/ou outros sintomas importantes aparecerem.

Dor no couro cabeludo sem outros sintomas

Quando a dor no couro cabeludo é a única queixa, o quadro costuma ser mais simples de ser diagnosticado e tratado. Possíveis causas são:

  • Queimadura solar: pode ocorrer quando a pessoa se expõe ao sol por muito tempo (por exemplo, na praia). Bárbara acrescenta que, em pessoas calvas ou que têm cabelos muito finos, a probabilidade de sofrer com queimaduras é ainda maior.
  • Caspa: um dos problemas mais comuns que surgem no couro cabeludo, a caspa ou dermatite seborreica, também costuma gerar incômodo/dor.
  • Uso constante de secadores e/ou pranchas: a homeopata Eliete M M Fagundes, coordenadora do Instituto Hahnemann/ Homeobrás, destaca que o uso frequente desses aparelhos “queima” o couro cabeludo e pode ser responsável pela dor no local.
  • Queda de cabelo: a própria queda de cabelo pode gerar dor no cabeludo pois deixa a área mais sensível.
  • Produtos químicos: Eliete comenta que o uso indiscriminado de produtos químicos também pode tornar o couro cabeludo mais sensível e, por isso, gerar dor.
  • Tração: pode ser a causa quando os cabelos ficam por um bom tempo “puxados”, por exemplo em tranças muito apertadas. Eliete acrescenta que o uso por tempo além do necessário de presilhas, elásticos, chapéu, boné e capacete também podem ocasionar a dor.
  • Oleosidade ou ressecamento: Eliete explica que o excesso de oleosidade ou ressecamento nos cabelos também pode aumentar a sensibilidade.
  • Líquen plano pilar: trata-se de um tipo de alopecia que, de acordo com Bárbara, pode gerar dor no couro cabeludo, entre outros sintomas.
  • Foliculite: a dermatologista Bárbara acrescenta que a dor pode ser proveniente de foliculites, infecções dos bulbos capilares (os populares pelos encravados).
  • Tínea do couro cabeludo: trata-se de uma infecção causada por fungos que, conforme destaca Bárbara, pode causar dor na região.

Essas são algumas das causas que comumente geram a queixa. Mas, vale destacar que: enquanto para algumas pessoas a única queixa é a dor no couro cabeludo, para outras, esses mesmos problemas citados podem também causar outros sintomas associados. Por tudo isso, cada caso deve ser avaliado individualmente por um médico.

Dor no couro cabeludo e tontura

Um ponto importante para se refletir é se a dor no couro cabeludo é o único incômodo ou se está associada a outros sintomas. Isto certamente servirá como ponto de partida para o médico investigar o quadro. Para exemplificar, confira possíveis causas da dor no couro cabeludo associada à tontura:

  • Sinusite: ocorre quando as cavidades ao redor das vias nasais inflamam. Eliete comenta que esta condição pode gerar dor no couro cabeludo e tontura.
  • Herpes zoster: trata-se de uma reativação do vírus da varicela (mesmo vírus da catapora) no organismo. Eliete explica que o vírus atinge o oitavo nervo craniano e sua dor reflete no couro cabeludo, podendo trazer outros sintomas como, por exemplo, a tontura.
  • Carbúnculo: doença bacteriana, normalmente causada pela bactéria Staphylococcus aureus, que, conforme destaca Eliete, pode gerar tontura e dor no couro cabeludo, entre outros sinais.

Vale reforçar que, em todos os casos, os sintomas variam de pessoa para pessoa. E ainda que a pessoa identifique claramente os sinais de tontura e dor no couro cabeludo, somente o médico poderá diagnosticar precisamente o problema.

Dor no couro cabeludo e pontada na cabeça

Muitas vezes, a dor no couro cabeludo parece estar associada a dores de cabeça. Confira possíveis causas dessa associação:

Continua após o anúncio

  • Arterite temporal: trata-se de uma inflamação dos vasos sanguíneos no couro cabeludo que também pode ocasionar dor. Eliete comenta que esta doença é mais observada nas pessoas da terceira idade.
  • Enxaqueca: dor no couro cabeludo e pontadas na cabeça, associadas ou não à tontura, são muitas vezes sinais de enxaqueca.
  • Lúpus: Bárbara comenta que a dor no couro cabeludo e também pontadas na cabeça, entre outros sintomas, podem ser provenientes do lúpus, doença autoimune em que o sistema imunológico ataca seus próprios tecidos.

Eliete reforça que a pessoa pode sentir as pontadas de diferentes maneiras, variando em intensidade e localização.

Há quem relate também, acrescenta Eliete, pontadas na cabeça (além da dor no couro cabeludo) em casos como queda dos cabelos, herpes zoster, uso excessivo de tiaras e presilhas no cabelo, foliculites etc.

Dor no couro cabeludo e ouvidos

Quando a dor no couro cabeludo está associada a dores nos ouvidos, as causas mais comuns são:

  • Sinusite: Eliete comenta que esta é uma causa frequente, pois a condição traz a sensação de que a cabeça está sendo apertada por um aro ou capacete.
  • Problemas dentários: a homeopata lembra que este tipo de problema também pode gerar sensibilidade no couro cabeludo e nos ouvidos.
  • Herpes zoster: a reativação do vírus da varicela (mesmo vírus da catapora) no organismo, além de causar dor no couro cabeludo e tontura, pode gerar também sensibilidade nos ouvidos.

Dependendo da causa, a dor no couro cabeludo pode aparecer isoladamente em alguns casos, e associada a mais sintomas no caso de outras pessoas. Por isso, cada paciente precisa ser avaliado individualmente.

Dor no couro cabeludo, fibromialgia e ansiedade

Bárbara explica que, quando a dor no couro cabeludo está associada a dores musculares, este pode ser um sintoma de fibromialgia.

A fibromialgia, comenta Eliete, é uma doença que tem causas pouco conhecidas e está relacionada com o funcionamento do sistema nervoso central e o mecanismo de supressão da dor.

“Por isso, pode, em algumas pessoas, gerar dor no couro cabeludo. Além da dor, ela provoca outros sintomas como fadiga, falta de disposição e alterações do sono e sensação de aperto na cabeça”, acrescenta.

Outra causa muito comum associada às dores no couro cabeludo é a ansiedade que, quando em crise, pode aumentar a dor, a ardência e/ou prurido do couro cabeludo. “Quanto maior o grau de ansiedade, mais ela afetará significativamente os sintomas de praticamente todos os problemas relacionados, principalmente aqueles ligados a prurido, queda de cabelos, infecções, micoses”, explica a homeopata Eliete.

Como são muitas as possibilidades, o ideal é consultar um médico de confiança se sentir uma dor persistente no couro cabeludo (especialmente quando ela tiver associada a outros sintomas).

Tratamentos para dor no couro cabeludo

iStock

Continua após o anúncio

Devido à grande variedade de causas que podem ocasionar a dor no couro cabeludo, somente após um diagnóstico preciso o médico indicará o tratamento mais adequado, o que varia de caso para caso. Mas confira abaixo as principais linhas de tratamento:

Tratamento medicamentoso

Bárbara explica que, se a dor no couro cabeludo for proveniente de uma doença, como alopecia ou lúpus, por exemplo, é necessário tratar a causa e a consequência paralelamente. “Se a dor está associada à arterite temporal, é necessário uso de corticoide no tratamento”, exemplifica Bárbara.

O tratamento da fibromialgia, acrescenta Bárbara, tem como objetivo controlar os seus sintomas e pode ser feito com analgésicos, massagens, fisioterapia.

Enfim, o tratamento medicamentoso – associado ou não a outras formas de tratamento – será indicado após o diagnóstico.

Homeopatia

Eliete explica que, com a homeopatia, é feito um tratamento integral sempre priorizando a causa da dor no couro cabeludo. “Levamos em conta se o sintoma é proveniente de uma questão mental, emocional, de um vírus, de bactéria específica, do uso de produtos químicos etc.”, comenta.

“O meio ambiente é muito adoecedor e, para tanto, há necessidade do fortalecimento principalmente do emocional e das predisposições que trazemos em nosso código genético. E a homeopatia é terapia eficaz neste quesito”, acrescenta Eliete.

Cuidados básicos

Independentemente da causa, Bárbara cita dicas fundamentais para melhorar o quadro e/ou evitar que novos episódios de dor no couro cabeludo surjam:

  • Manter a higiene do couro cabeludo, especialmente usando xampus sem sal;
  • Maneirar no uso de secadores, chapinhas ou babyliss;
  • Não usar o secador próximo à raiz dos cabelos;
  • Não usar os cabelos muito presos, coques ou tranças apertadas para evitar a tração dos fios.

Se a dor persistir, procure seu médico para diagnóstico e tratamento adequados.

Embora na maioria das vezes as causas da dor no couro cabeludo sejam simples (e, em muitos casos, a dor “suma sozinha”), este sinal não deve ser ignorado pois pode estar ligado a quadros mais graves. Deve existir uma atenção especial quando a dor estiver associada a outros sintomas. Aproveite e esclareça suas principais dúvidas sobre enxaqueca.

Continua após o anúncio

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.