Dicas de Mulher Dicas de Moda

Como escolher o modelo de óculos ideal

Na hora da escolha, é preciso combinar o modelo com o formato do rosto e levar em conta também sua personalidade

em 28/10/2013

Seja de grau ou de sol, os óculos viraram um acessório que garante charme e impõe personalidade. Os óculos ideais têm de ter a cara da pessoa, e isso não significa apenas escolher um modelo que combine com o formato do rosto. Para escolher bem, deve ser levada em conta a personalidade da pessoa.

As pessoas mais extrovertidas geralmente gostam de brincar com materiais, cores. Tudo é liberado e toda ousadia é permitida. Já os tímidos preferem os modelos mais discretos. Um óculos de cor forte e muito extravagante pode acabar incomodando e por falta de uso, o problema ocular corre o risco de se agravar.

A recomendação para quem precisa usar o acessório constantemente é ter dois, três modelos de óculos diferentes: Um para o dia-a-dia, outro para eventos sociais, que podem ter mais personalidade e um charme a mais e também o solar. Para o dia-a-dia, prefira os mais discretos sem esquecer do conforto.

Além de saber o formato do rosto para escolher o modelo de óculos ideal, é preciso observar outros detalhes, como a altura das sobrancelhas e nariz, o formato dos olhos e também a tonalidade da pele e dos cabelos. O nariz é quem equilibra os óculos. Por isso, o modelo escolhido deve ser bem confortável, já que óculos que incomoda no nariz atrapalha tanto quanto sapato apertado.

Quem tem o nariz um pouquinho maior que o normal deve escolher uma armação com ponte baixa (aquele arco que se apóia no nariz). As sobrancelhas não devem ficar escondidas pela armação dos óculos, precisam estar sempre aparentes e as armações devem ficar cerca de três milímetros abaixo delas. Nada de escondê-las, elas são responsáveis por grande parcela da expressão facial.

Tão importante quando a armação dos óculos é a lente. Alto grau de miopia requer lentes mais grossas, o que pesa um pouco no visual. Portanto, na hora de escolher é preciso saber combinar bem todos os elementos para garantir harmonia. Um óculos de grau forte não deve ser muito grande, por exemplo. Não se esqueça que é essencial escolher lentes de qualidade.

Se as lentes escuras não oferecerem a proteção correta e não tiverem filtros adequados, podem causar danos ao globo ocular. Quando o óculos de sol é usado, a claridade diminui e a pupila se dilatada, assim, há a possibilidade de uma quantidade maior da radiação penetrar nos olhos. Se a pessoa não estiver com lentes escuras sob alta claridade, a pupila se contrai, evitando assim que uma grande quantidade de raios seja absorvida.

Infelizmente não é possível notar visivelmente se uma lente solar não é de boa qualidade, mas a pessoa logo perceberá se elas forem ruins. Essas lentes provocam diversos sintomas como dores de cabeça, enjôos, devido a oscilações ou primas nas lentes. Perigo maior ainda na qualidade da proteção UV, que é imperceptível.

Na hora de comprar seus óculos, lembre-se que embora existam grifes bem famosas, nem sempre os mais caros são os melhores. É bobagem comprar óculos por causa da marca, já você não deve se adaptar aos óculos de uma grife porque ele é bonito e sim os óculos que devem se adaptar ao seu rosto, acompanhar seu estilo e oferecer a proteção necessária.

10 modelos de óculos de sol para usar neste verão

Receba nossas melhores dicas diretamente em seu e-mail

Assine nossa newsletter para receber nossas novidades sobre os assuntos do momento.

Nós odiamos spam. Nunca usaremos seu e-mail para outros fins.

Comentários
Dicas relacionadas