Ylang-ylang: benefícios e formas de uso desse poderoso óleo essencial

Escrito por
Em 12.03.20

iStock

Por                                
Em 12.03.20

Ylang-ylang é o nome comum de Cananga odorata, uma árvore conhecida por suas flores, das quais é extraído o óleo essencial. Na aromaterapia é um dos óleos mais importantes e utilizados, isso porque promove o equilíbrio tanto físico como mental. A aromaterapeuta Maria Gabriela de Queiroz explica a seguir alguns benefícios e mais informações sobre o ylang-ylang.

Publicidade

7 benefícios do ylang-ylang

  1. Ação sedativa: tem propriedades sedativas que têm efeito relaxante no sistema nervoso.
  2. Reduz a pressão arterial: como apresenta propriedades sedativas, o óleo essencial de ylang-ylang auxilia a combater a pressão alta.
  3. Fortalece os cabelos: tem características tônicas e de fortalecimento de todo tipo de cabelo. Atua na nutrição dos fios, auxilia no crescimento e no aumento do volume.
  4. É afrodisíaco: na aromaterapia é utilizado em tratamentos contra frigidez e astenia sexual feminina.
  5. Equilibra os hormônios: atua no equilíbrio dos hormônios femininos, além de ser um poderoso tônico para o útero.
  6. Auxilia o equilíbrio mental: é indicado em casos de angústia, estresse, depressão e pânico.
  7. Apresenta benefícios para a pele: é indicado para todos os tipos de pele, apresenta propriedades rejuvenescedoras e antioxidantes.

Vale ressaltar que para obter esses benefícios é necessário consultar profissionais da aromaterapia que vão indicar a melhor forma de uso para cada objetivo.

Recomendações de uso do ylang-ylang

iStock

A forma mais comum de obter os benefícios do ylang-ylang é a partir do óleo essencial. O óleo pode ser usado através de duas principais vias: inalação e cutânea. Abaixo, confira mais detalhes sobre as recomendações de uso.

  • Via inalação: é recomendado o uso de uma gota do óleo essencial no colar difusor.
  • No ambiente: por meio do difusor de tomada, dilui-se cerca de 10 gotas do óleo essencial em uma pequena quantidade de água.
  • Na pele: deve ser diluído em algum óleo vegetal, como o óleo de coco, girassol ou gergelim (sempre prensados a frio). Para cada 50 ml de óleo vegetal, pingar cerca de 12 gotas do óleo essencial de ylang-ylang.
  • Para massagens: também deve ser diluído da mesma forma explicada acima. Ótimo para massagens relaxantes, aliviando o estresse, agitação e ansiedade.
  • Nos cabelos: pode ser diluído em máscaras de tratamento para os fios, basta acrescentar 5 gotas do óleo e deixar agir conforme as instruções do fabricante da máscara.

O ylang-ylang é versátil e apresenta diversas recomendações de uso. Mas para usufruir de seus benefícios é importante sempre se atentar às formas de uso e às proporções corretas de diluição.

Contraindicações

Apesar de ser um tratamento natural, é preciso tomar alguns cuidados com o uso. Maria Gabriela explica que o uso excessivo pode causar dores de cabeça e náuseas. “Pode também irritar peles já sensíveis ou inflamadas”, destaca a aromaterapeuta.

Lembre-se que esse óleo deve ser diluído para o uso: “usar sempre em pouca quantidade e diluído em água, caso utilize em difusor de tomada ou em óleo vegetal para via cutânea”, alerta.

Os tratamentos com ylang-ylang certamente podem te ajudar em diversas questões. Lembre-se de seguir as recomendações e ao persistir qualquer dúvida, entre em contato com profissionais da área. Conheça também os benefícios da bambuterapia.

Este conteúdo foi útil para você?
SimNão

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Assuntos: Bem-Estar