Casamento comunitário: o que é e quem tem direito?

Escrito por
Em 19.07.19

iStock

O casamento comunitário é uma grande saída para quem quer evitar muitos gastos na cerimônia e na festa. É uma opção que tem ganhado destaque por ser bastante vantajosa.

Continua após o anúncio

De maneira geral, o casamento comunitário acontece como um casamento convencional. Quer saber mais sobre ele? Nós preparamos um post com tudo sobre o assunto e o que precisa para casar dessa forma. Confere com a gente!

O que é um casamento comunitário?

Em resumo, o casamento comunitário é um tipo de cerimônia em que vários casais oficializam a união no mesmo dia e horário. Esse tipo de casamento é ideal para quem não tem muitas condições para pagar uma festa ou as despesas com cartório.

Como funciona o casamento comunitário

Em geral, os casamentos comunitários fazem parte de programas sociais que oferecem a oportunidade de oficializar a união a pessoas de baixa renda. Esse tipo de casamento, na maioria das vezes, é organizado por ONGs ou pelos cartórios. A Igreja também pode realizar alguns casamentos comunitários. Veja mais:

Celebração religiosa

É bastante comum que Igrejas celebrem casamentos comunitários. Esse tipo de união não possui valor civil, sendo essencial que a união seja oficializada em um cartório. Essa opção é mais procurada por casais que já são casados no cartório e querem realizar o sonho de casar em suas religiões, mas não possuem verba para tal.

Cartório

Os cartórios são responsáveis por todo o procedimento civil para o casamento. Na maioria dos casos, o casamento comunitário é levado ao cartório por ONGs e instituições ou até mesmo pelo próprio governo. Alguns cartórios oferecem esse serviço social para casais de baixa renda.

O casamento comunitário é pago?

Inicialmente, os casamentos comunitários eram gratuitos, mas alguns cartórios e igrejas oferecem o serviço com um valor reduzido para cobrir os gastos com serviços adicionais.

Continua após o anúncio

Apesar do casamento comunitário ser gratuito, alguns casais optam por realizar uma festa com serviço de buffet, fotografia, entre outros.

Inscrição para casamento comunitário

Para fazer sua inscrição para o casamento comunitário, basta procurar o cartório ou a instituição religiosa e inscrever-se no projeto. Caso hajam projetos de casamentos comunitários na sua cidade, procure a prefeitura para se inscrever.

Quem pode casar assim?

Não há uma definição certa para quem deve ou não participar do casamento comunitário. Apesar disso, os programas sociais de ONGs e instituições priorizam casais de baixa renda.

Organizando um casamento comunitário

Se você não quer só participar e sim organizar, você também pode! O importante é ter uma rede de contatos que possam contribuir para esse momento, pois você vai precisar mobilizar cartórios ou igrejas, além de entrar em contato com diversos fornecedores, para o caso de festa pós-cerimônia.

Essas são as principais dúvidas sobre casamentos comunitários. É claro que podem surgir mais dúvidas, mas o importante é que existe sim a possibilidade de casar de forma simples e barata!

Documentos necessários para o casamento comunitário

iStock

Além de tudo que falamos, uma outra questão que pode surgir é sobre os documentos necessários para o casamento. Confira os documentos necessários para você participar de um desses casamentos comunitários:

  • Documento de identidade;
  • Comprovante de residência;
  • Para os solteiros, certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento com averbação do óbito para os viúvos;
  • Os divorciados devem apresentar a certidão de casamento com averbação de separação;
  • Comprovante de renda;
  • Duas testemunhas com RG e CPF;

Assim, fica mais fácil saber se você se encaixa ou não nesse tipo de casamento, não é mesmo? Os casamentos comunitários estão ganhando cada vez mais destaque e podem ser uma ótima oportunidade para muitos casais. Se você estiver planejando o casamento, aproveite para conferir algumas dicas sobre lista de presentes para organizar esse momento.