Categorias: Beleza

Saiba como funciona a camuflagem de olheiras e tire suas principais dúvidas

A camuflagem de olheiras é uma técnica que busca reduzir o contraste da olheira com a pele, por meio da aplicação de pigmentos sobre a epiderme, na área ao redor dos olhos. Para falar sobre o assunto, Ludmila Cardoso, referência em dermopigmentação no Brasil, e Mikelly Melo, especialista em camuflagem, esclarecem algumas dúvidas. Confira!

Publicidade

O que é a camuflagem de olheiras e para que serve

Envato Elements

A camuflagem de olheiras é uma técnica que consiste na aplicação de um pigmento na pele abaixo dos olhos. O procedimento neutraliza o tom escuro das olheiras, melhorando o contraste da região. Semidefinitivo, o método tem duração média de 8 a 10 anos (precisando de retoque).

Dúvidas sobre a camuflagem de olheiras

A camuflagem de olheiras pode ser uma saída prática para acabar de vez com as temidas manchas ao redor dos olhos. Porém, como ela é feita e quem pode realizar o procedimento? A seguir, tire essas dúvidas e muitas outras.

Publicidade

1. Como é feita a camuflagem de olheiras?

A camuflagem de olheiras é realizada com equipamentos, pigmentos e agulhas de tatuagem, também conhecidos como aparelhos dermógrafos. Muitas pessoas ainda confundem a camuflagem com o processo de tatuar a pele, mas as técnicas são completamente diferentes e apresentam resultados distintos. “A forma como implantamos o pigmento, de maneira muito leve, como um “sombreamento”, atrelada à aplicação na camada correta da pele, tem um resultado totalmente imperceptível, somente neutralizando o tom escuro, sem manchar ou lesionar a pele”, esclarece Ludmila.

Logo após identificar o tipo de olheira, a profissional aplica uma pomada anestésica na região para evitar que o local fique dolorido. Após 20 minutos, a dermopigmentadora demarca a área das manchas que vão receber o pigmento. O procedimento dura cerca de uma hora e, em alguns casos, é necessário mais de uma sessão.

2. Qual profissional pode realizar o procedimento?

O procedimento pode ser realizado por uma tatuadora estética ou dermopigmentadora, lembrando que não é uma tatuagem comum. “Na verdade, nós trabalhamos com tatuagem paramédica, como reconstrução de mamilos, camuflagem de estrias, olheiras etc. Inclusive, nem todo tatuador está apto para fazer camuflagem, assim como o camuflador também não está capacitado para fazer desenhos na sua pele,” declara Mikelly Melo.

Publicidade

Já Ludmilla Cardoso, proprietária do estúdio Le Maquillage no Rio de Janeiro, explica que para entender como a técnica funciona, o profissional precisa saber a diferença entre micropigmentação, dermopigmentação e tatuagem. Afinal, só assim ele terá segurança na aplicação do produto, sem cometer os erros tão temidos como as manchas na pele.

3. Quanto custa a camuflagem de olheiras?

Os valores variam conforme a avaliação de cada cliente. Além disso, o preço também pode mudar de um profissional para outro, custando de R$ 800,00 à R$ 8.000,00.

4. Quanto tempo dura?

“O procedimento tem resultado permanente, mas indicamos o retoque no prazo mínimo de 2 anos”, diz Mikelly Melo.

5. Onde fazer camuflagem de olheiras?

A técnica pode ser efetuada em clínicas de estética ou estúdios de dermopigmentação e tatuagem. No último caso, é importante verificar se a tatuadora é certificada para aplicar o método. A escolha de uma profissional capacitada é fundamental para um procedimento eficaz e sem complicações.

6. Quais são os cuidados após o procedimento?

Após a aplicação da técnica, a paciente não pode pegar sol no rosto sem o uso do filtro solar e deve evitar usar maquiagem nos 3 primeiros dias. Além disso, em alguns casos, pode ser necessário o uso de pomadas e de uma compressa com água boricada e gelo.

7. A aplicação do procedimento causa algum tipo de dor?

Publicidade

Mikelly Melo aponta que se a técnica for aplicada corretamente, não há o risco da paciente sentir dor, até porque é feito o uso de um anestésico tópico antes do procedimento.

8. Qual a diferença entre tatuagem e pigmentação de olheiras?

Apesar de ambas serem técnicas de camuflagem, não são o mesmo procedimento. De acordo com Mikelly Melo, a diferença entre ambas é o local de aplicação. Na tatuagem de olheiras, o profissional aplica o procedimento na derme, já na pigmentação, o pigmento é aplicado na camada mais superficial da pele, a epiderme.

Por ser algo definitivo, médicos e profissionais não recomendam tatuar as olheiras, pois a cor da pele muda com o tempo. Assim, devido às mudanças naturais na coloração, o contraste entre a região ao redor dos olhos e o rosto pode voltar a aparecer. Além disso, o procedimento pode ocasionar danos irreparáveis à saúde dos olhos. Já na pigmentação, a profissional usa um pigmento que atinge apenas a epiderme. Isso deixa o resultado mais natural.

Riscos e contraindicações

Gestantes, pessoas com doenças autoimunes e quem tem alergia a parafenilenodiamina (também conhecida como PPD, substância presente nos pigmentos inorgânicos utilizados no procedimento) não devem realizar a camuflagem de olheiras.

Antes do procedimento, a paciente deve preencher uma ficha de anamnese e responder a um questionário. “Somente após o preenchimento da ficha, é que podemos, então, analisar possíveis alergias ou queloides”, reitera Mikely Melo.

Opinião médica: será que a camuflagem de olheiras é segura?

Segundo a médica dermatologista Renata Orlandi, formada pela USP, a camuflagem de olheiras não é um procedimento seguro para a pele, pois a área perto dos olhos é muito sensível. Além do risco de alergia ao pigmento, a cor da nossa pele muda ao longo do tempo, o que pode ocasionar manchas na região.

“Com o tempo e a exposição ao sol, a cor do pigmento pode mudar e para tirar a mancha com laser é bem complicado. Muitas vezes remover essa mancha é mais difícil do que retirar uma tatuagem”, declara a médica.

A doutora reforça que, para se livrar das olheiras, o melhor é fazer um tratamento e não camuflar. Assim, quem sofre com manchas muito escuras ao redor dos olhos pode optar por procedimentos, como o laser, peeling químico e preenchimento com ácido hialurônico.

Apesar de contraditória, a camuflagem de olheiras é uma opção que tem sido utilizada para acabar com as manchas escuras abaixo dos olhos. Contudo, antes de fazê-la, consulte um dermatologista e certifique-se de que o profissional que irá fazer o procedimento é realmente capacitado. Caso você prefira não fazer a camuflagem, que tal dar uma olhadinha no preenchimento de olheiras com ácido hialurônico? Ele é um procedimento seguro, menos invasivo e muito eficaz.

Compartilhe