Piercing no tragus: o charme de uma joia versátil e acessível

Modelos inspiradores e as informações que faltavam para você tomar coragem e providenciar o seu piercing hoje mesmo

Escrito por Priscilla Ázara

Foto: Reprodução / By Zeina

Ainda não fizeram uma pesquisa para descobrir quantas pessoas utilizam piercing em alguma parte do corpo, mas é fácil observar que é um acessório muito famoso entre jovens e adultos do mundo inteiro. E, com certeza, o piercing no tragus faz parte desse grupo de queridinhos pela sua popularidade e versatilidade.

Mas afinal, o que é tragus? Pois bem, sabe aquela cartilagem que fica logo acima do lóbulo da orelha? Essa parte pontiaguda projetada para fora é o tragus. Além de ser um local muito propício para colocar uma joia, essa pequena parte do corpo tem a função de capturar os ruídos atrás de você. Muito útil, não?

O piercing no tragus virou tendência, especialmente entre mulheres, por ser de fácil colocação e por dar um charme a mais no visual. O acessório, discreto por si só, cumpre um bom papel tanto sozinho quanto acompanhado de outros brincos e acessórios.

Pensando na versatilidade de uma joia no tragus, fizemos um guia com vários modelos para te inspirar. Você também vai tirar todas as dúvidas sobre como é feita a colocação, onde fazer, quanto custa e quais são os cuidados necessários após a perfuração e aplicação do piercing. Confira!

26 fotos de piercing no tragus para te inspirar

Joias de ouro, prata, com strass, com cristais, em formato de flor, borboleta e tudo mais que a imaginação mandar. São vários modelos diferentes disponíveis no mercado para todos os gostos e estilos. Sinta pelas imagens um gostinho dessa variedade:

Leia também: Confira fotos de piercing no smile e tire todas suas dúvidas

1. O piercing no tragus pode ser só um acessório discreto

Foto: Reprodução / Hanaé 

2. Um toque de brilho

Foto: Reprodução / Maitê Machado

3. Um pontinho de luz

Foto: Reprodução / Anna Piercer

4. Ou um complemento para a sua composição de vários acessórios

Foto: Reprodução / Felicitas Nele

5. O modelo microbell é o mais escolhido

Foto: Reprodução / Anna Piercer

6. A clássica bolinha pode brilhar como ouro

Foto: Reprodução / Anna Piercer

7. Como prata

Foto: Reprodução / Leaplb

8. Ou ser um discreto pontinho preto

Foto: Reprodução / Beata Celska

9. Não importa a cor, o microbell é um charme

Foto: Reprodução / Pedder Pan

10. Mas também há muitas opções para quem quer fugir do clássico

Foto: Reprodução / Aliya Schwengler

11. Tem para todos os gostos

Foto: Reprodução / Anna Piercer

12. Como uma delicada flor azul

Foto: Reprodução / Catherine Body Piercer

13. Uma flor vazada

Foto: Reprodução / Maitê Machado

14. E uma borboleta com cristais

Foto: Reprodução / Catherine Body Piercer

15. Tem opções para combinar com todos os estilos

Foto: Reprodução / Madison Brodhagen

16. Do vintage

Foto: Reprodução / Jess Body Art

17. Ao punk

Foto: Reprodução / Sanshiro

18. E até o mais exótico

Foto: Reprodução / Rainbow Ponnie

19. O melhor é que não tem idade máxima para arrasar

Foto: Reprodução / Aliya Schwengler

20. E nem regras

Foto: Reprodução / Catherine Body Piercer

21. Por isso, escolha uma joia que combine com o seu gosto

Foto: Reprodução / Steven Ralich

22. Seja uma argola

Foto: Reprodução / Aliya Schwengler

23. Um ferradura

Foto: Reprodução / Maitê Machado

24. No formato de uma folha

Foto: Reprodução / Sydney Piercer

25. Ou com muito brilho

Foto: Reprodução / Club Tattoo Scottsdale

26. Ouse sem medo de ser feliz

Foto: Reprodução / Primal Decor

Não é de apaixonar? Mas antes de sair correndo para colocar o seu piercing no tragus, continue aqui para entender tudo sobre esse tipo de perfuração.

Dúvidas frequentes sobre piercing no tragus

É comum que surjam dúvidas de como o procedimento é feito, qual é o nível de dor, o preço, entre outras questões. Por isso, perguntamos para a body piercer, tatuadora e micropigmentadora estética, Maitê Machado, tudo que é preciso saber para colocar o piercing no tragus com segurança e traquilidade.

”São vários fatores importantes, desde a escolha do estúdio, que deve ser limpo como uma clínica médica, aos processos após a perfuração”. Para ela, ao ter todos os cuidados necessários, a chance de dar alguma reação ou rejeição no corpo cai para quase zero. Confira!

Como é a colocação?

Foto: iStock

Com uma pinça esterilizada, o body piercer demarca a área e utiliza um cateter descartável para fazer a perfuração. Em seguida, já insere o piercing de aço cirúrgico ou de titânio, que é um material bem leve e com a menor possibilidade de rejeição. O processo em si é bem rápido, levando poucos minutos até finalizar.

Dói?

Embora cada pessoa tenha uma percepção de dor, a perfuração no tragus não é considerada uma das mais doloridas porque a região contém poucas terminações nervosas. Portanto, se bateu aquele medinho, relaxe, além de ser muito rápido, é uma dor suportável. Também é normal sentir um incômodo nos dias seguintes.

Leia também: Piercing no nariz: tudo sobre a colocação, os cuidados e muitas fotos para inspirar

Quanto custa?

Uma média do mercado é de R$ 50 a R$ 80, geralmente incluindo a perfuração e a joia básica de aço cirúrgico. No entanto, cada lugar trabalha de um jeito, então você encontrará locais que cobram o serviço separado do piercing. Os valores também podem variar bastante a depender da região.

É seguro?

Muito seguro se feito por um profissional capacitado e com o material adequado e esterilizado. Caso contrário, há risco de infecção por tétano e hepatite B e C, por isso também é importante estar com a vacinação em dia.

Além disso, é possível causar infecções de diferentes graus por bactérias cutâneas, já que há uma ferida na pele. Mas elas podem ser evitadas com os cuidados que você vai ver logo abaixo e, caso a infecção ocorra — se liga nos sintomas: inchaço, dor, vermelhidão, pus e sangramento —, procure imediatamente o auxílio de um médico.

Existem contraindicações?

Sim. Pessoas que possuem histórico de desenvolvimento de queloide não são aconselhadas a colocar o piercing. No entanto, caso ocorra o crescimento excessivo do tecido fibroso depois da perfuração, é preciso procurar um dermatologista, que indicará o melhor tratamento para cada situação. Se buscada com rapidez, é possível curar sem precisar retirar a joia.

Agora que as principais dúvidas estão esclarecidas e você decidiu que vai colocar um piercing no tragus, veja a seguir como cuidar para que o novo acessório seja aceito e bem adaptado no seu corpo.

Leia também: Hepatite C: causas, sintomas, prevenção e tratamento

Cuidados essenciais com o seu piercing

Foto: Reprodução / Tish Piercer

Assim como em qualquer região do corpo, o piercing no tragus precisa de cuidados específicos. Segundo a body piercer Maitê Machado, a limpeza deve ser impecável para não correr o risco de desenvolver abscesso, uma grave inflamação que impossibilita a permanência da joia no local.

A especialista contou todos os cuidados que devem ser tomados, principalmente nos primeiros 30 dias após a perfuração, que são cruciais para a cicatrização. Seguindo todos os passos, a chance de rejeição é mínima:

Nos primeiros 30 dias

Higiene: sempre lave as mãos antes de encostar no local e, durante o banho, utilize sabonete antibacteriano líquido para lavar toda a região.

Limpeza: 4 vezes ao dia, limpe a pele ao redor do piercing com soro fisiológico, passe antisséptico e, em seguida, seque a joia com auxílio de um cotonete.

Alimentação: evite comer carne de porco, frutos do mar, chocolate, amendoim, pimenta, ovo em excesso e alimentos quentes e calóricos, como frituras. Todos eles incentivam a produção de espinhas, que podem inflamar a perfuração. Além disso, algumas pessoas não sabem que são alérgicas e durante a cicatrização o corpo fica mais sensível a ter reações.

Leia também: Piercing: uma arte que pede cuidado

Onde evitar: não entre em piscinas, saunas, cachoeiras, mar e em qualquer outro ambiente com muita umidade, pois pode infeccionar a perfuração que ainda está aberta. Se for impossível evitar o contato, assim que sair da água ou do ambiente úmido, realize imediatamente todo o processo de limpeza no tragus e na joia.

Atenção: em hipótese alguma retire o piercing sem o auxílio de um profissional, porque a pele precisa estar 100% cicatrizada para não causar traumas ou inflamação.

Após a cicatrização

Cuidado ao dormir: até os primeiros 60 dias, evite deitar com a cabeça sobre o piercing para não pressionar a região.

Mantenha a higienização: mesmo após a cicatrização, é preciso manter sempre a área e a joia em boas condições de higienização.

Substituição da joia: passados os 30 dias, o tragus está pronto para receber uma nova joia. Jamais coloque um material que tenha procedência desconhecida, pois pode conter componentes, como o níquel, que causem irritação ou inflamação. Saiba que até em ouro é possível ter níquel. Selecione um local confiável para comprar a joia e garanta, também, que ela esteja esterilizada.

Deu para notar que todos esses cuidados são fundamentais para que a cicatrização seja saudável e não se transforme em um problema. Então, tenha paciência e atenção em cada etapa, pois logo será possível ter uma vida normal e com novas joias sempre que quiser incrementar o visual.

Agora você já pode sair correndo para providenciar o seu piercing no tragus. Lembre-se das orientações, procure um body piercer de confiança e se jogue no novo visual com saúde e segurança. Ah, não deixe de contar aqui nos comentários a sua experiência!

Assuntos: Acessórios

Para você