Atleta da torcida e rainha das quadras: conheça a história de Fernanda Garay

Escrito por                    
Atualizado em 21.06.22

Fernanda Garay

Por
Atualizado em 21.06.22

Fernanda Garay, conhecida carinhosamente como Fê Garay, é uma das jogadoras mais vitoriosas do voleibol brasileiro. Ela integrou o elenco campeão das Olimpíadas de Londres em 2012, titular no histórico jogo das quartas de finais contra a Rússia. Eleita a Atleta da Torcida em 2021, Fê Garay é querida e admirada por todos, dentro e fora das quadras.

Publicidade

Quem é Fernanda Garay Rodrigues?

A gaúcha de Porto Alegre, Fernanda Garay Rodrigues nasceu em 10 de maio de 1986. A primeira de cinco irmãos, sua família sempre foi envolvida com o esporte. O pai jogava basquete e inspirou os filhos gêmeos Adonis e Adriano. Seu irmão Heleno fez parte da seleção brasileira de Salto Triplo. Já a mãe passou-lhe, bem como para a irmã Isabella, o amor pelo voleibol.

Seu primeiro contato com a modalidade foi no SOGIPA, clube tradicional gaúcho, em 1997. Ela integrou a seleção gaúcha juvenil aos 14 anos e conquistou o título da 1ª divisão do Campeonato Brasileiro Juvenil. No ano seguinte, seus pais se separaram e Fernanda precisou deixar o vôlei em segundo plano, inclusive, as propostas de times em São Paulo.

Carreira profissional

Sua carreira profissional começou aos 16 anos ao ser contratada pelo São Caetano/Açúcar União, em São Caetano do Sul (SP). Assim, integrou a seleção brasileira infanto-juvenil e conquistou seu primeiro título profissional, no Campeonato Sul-Americano Infanto-juvenil, em Barquecimeto na Venezuela em 2002. Ela foi eleita a melhor jogadora da competição. Em 2005, conquistou o título mundial juvenil em Ankara na Turquia.

Fernanda passou por diversos clubes, como MRV/Minas de Belo Horizonte, Clube Pinheiros de São Paulo, NEC Red Rockets do Japão e Vôlei Futuro de Araçatuba-SP. Ainda, foi convocada para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012 e conquistou a medalha de ouro. No mesmo ano, ela entrou para o Sollys/Osasco e fez desse o melhor ano da sua carreira até então: foi campeã paulista, sul-americana e o título do mundial de clubes.

Clubes da Turquia, Rússia e China tiveram a oportunidade de ter Fernanda como sua ponteira. Ela voltou para o Brasil para representar o Dentil/Praia Clube, vencendo a Superliga, Campeonato Mineiro, Supercopa e Super Vôlei. Conquistou a medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio 2020 e decidiu dar uma pausa na carreira para ser mãe e lidar com os desafios da maternidade.

Impacto Fernanda Garay no esporte brasileiro

Titular e essencial para o primeiro ouro olímpico da seleção brasileira feminina, Fernanda levou o Brasil ao patamar mais alto do esporte mundial e serviu de exemplo para diversas garotas da nova geração. Em 2017, ao voltar para o país, após diversos anos jogando em times da Europa, ela acreditou no projeto do Dentil/Praia Clube, time de Uberlândia que nunca havia ganhada um título de Superliga Feminina. A atleta fez parte da campanha que deu o primeiro lugar ao time pela primeira vez.

Fernanda representou o Brasil aos 34 anos nas Olimpíadas de Tóquio, e conquistou uma legião de fãs com sua cara de brava nos jogos e os lindos sorrisos ao comemorar as vitórias. A aposentadoria da ponteira era esperada, mas deixou milhares de brasileiros com saudades da força que ela tem em quadra.

Publicidade

10 curiosidades sobre a campeã olímpica

Conheça um pouco mais sobre a história vitoriosa de Fernanda Garay, no vôlei brasileiro e mundial:

1. Autora do último ponto da final olímpica

Titular na partida histórica das quartas de final contra Rússia, em que o Brasil salvou seis match points, Fernanda ainda foi a autora do último ponto, que deu o título de campeão olímpico ao Brasil contra os Estados Unidos.

2. MVP

Além dos títulos coletivos, Garay foi eleita a jogadora mais valiosa (MVP) de competições, como Mundial Militar em 2011, da Superliga na temporada 2012-2013, do Montreux Volley Masters e Torneio de Alassio em 2013.

3. Campeã Mundial Militar

Em 2010, foi campeã do Mundial Militar nos Estados Unidos e foi eleita a MVP da competição. Repetiu o mesmo feito em 2011, com o título e o prêmio no Rio de Janeiro.

4.Primeiro título da Superliga Feminina de Vôlei

Seu primeiro título na Superliga de Vôlei veio somente em 2018, com uma campanha histórica no Dentil/Praia Clube. O clube e a jogadora venceram pela primeira vez a maior competição de voleibol do país.

5. Atleta da Torcida 2021

Fernanda Garay

Publicidade

O Prêmio Atleta da Torcida foi criado em 2014 pelo Comitê Olímpico Brasileiro para eleger, por voto popular, o nome mais querido do esporte nacional. Fernanda Garay foi eleita com 41,52% dos mais de 400 mil votos.

6. Melhor passadora

Mesmo ficando com o segundo lugar no Grand Prix de 2011 em Macau, na China, Fernanda ficou no topo das estatísticas e foi eleita a melhor passadora da competição. Ela repetiu o feito em 2012 nas Olimpíadas de Londres.

7. Aposentadoria da seleção

Após os Jogos Olímpicos de Tóquio, Fê Garay anunciou sua aposentadoria da seleção brasileira ao lado da líbero Camila Brait. A gaúcha representou o país durante 11 anos, conquistando vários títulos, como Copa dos Campeões, Grand Prix, Sul-Americano, Pan-Americano e a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres 2012.

8. Repórter

A convite da Rede Globo, Fernanda produz reportagens sobre os bastidores do vôlei, além de comentar as partidas entre times femininos da Superliga.

9. Sommelier de vinhos

Com uma adega em casa, Fernanda contou em entrevistas que após a aposentadoria está investindo no hobbie de sommelier de vinhos. Além de fazer diversos cursos, ela revela que os vinhos italianos são seus preferidos.

10. Representatividade

Fernanda Garay

Publicidade

Nascida em uma cidade com 82% da população branca, sua luta antirracista é essencial para o reconhecimento da diversidade no vôlei, sendo inspiração para meninas negras. Além disso, Fernanda usa o esporte como uma ferramenta de transformação social, com a busca de equidade de gênero.

O sucesso na carreira de Fernanda Garay merece ser lembrado e celebrado! Leia mais sobre mulheres brasileiras vitoriosas no esporte, como a nadadora Ana Marcela Cunha.

Assuntos: Esportes