Dicas de Mulher Dicas de Casa

5 tipos de tecidos para manter longe do amaciante

Confira que peças podem ser danificadas pelo uso do amaciante e aprenda a substitui-lo adequadamente

em 17/03/2015

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

O amaciante é o produto que arremata a lavagem de roupas. É ele que proporciona tecidos mais macios e ainda deixa um toque de perfume a mais nas roupas. Afinal, a função do amaciante é realinhar as fibras do tecido, que podem ficar “bagunçadas” após a lavagem. O produto também é responsável por diminuir a estática do tecido, proporcionar uma secagem mais rápida e facilitar o processo de passar. Apesar disso, o amaciante deve ser usado com cuidado.

Para não manchar as roupas, por exemplo, recomenda-se que o amaciante não seja jogado diretamente nas peças. O ideal é que ele seja acrescentado na água, apenas quando o tanque ou a máquina já estiverem cheios. Além disso, é importante observar as especificações do fabricante acerca da quantidade a ser usada e se o produto deve ou não ser diluído em água.

Mesmo tomando esses cuidados, é preciso redobrar a atenção na hora de lavar algumas roupas. O uso constante do amaciante em alguns tecidos pode causar efeitos negativos às peças. Em certos casos, pular a etapa do amaciante é a melhor opção para conservar e prolongar a durabilidade de um tecido.

Como alternativa ao produto, uma boa opção é usar o vinagre para deixar as roupas mais macias. Assim como o amaciante, o vinagre não pode ser colocado em contato direto com as roupas e deve ser utilizado no momento do enxágue final. Na mesma linha, outra dica é substituir o amaciante pelo bicarbonato de sódio. Além do uso liberado em todos os tipos de roupa, o vinagre e o bicarbonato são opções mais ecológicas que o amaciante.

Peças que não devem ser lavadas com amaciante

Veja quais são os tipos de tecidos nos quais você deve evitar o uso de amaciante:

1. Toalhas de banho

Usar amaciante em toalhas pode parecer uma boa ideia para mantê-las macias e agradáveis ao contato com a pele. Porém, o uso frequente do produto na lavagem pode acabar diminuindo a durabilidade das suas toalhas: o amaciante reduz a capacidade de absorção do tecido.

2. Roupas esportivas

A tecnologia dos tecidos usados em roupas esportivas permite a prática de exercícios físicos de forma cada vez mais confortável, projetando materiais que regulam a temperatura do corpo e não retêm suor. O amaciante pode deixar um resíduo nesses tipos de tecido, diminuindo sua potencialidade

3. Microfibra

A microfibra é constituída de finas fibras artificiais e é escolha comum matéria-prima para a confecção de panos de limpeza e guardanapos, uma vez que é um tecido com grande capacidade de absorção de resíduos. Lavar peças de microfibra com amaciante causa o entupimento das fibras, o que reduz a capacidade de limpeza do tecido.

4. Tecido anti-inflamável

Tecidos anti-inflamáveis são frequentemente utilizados na produção de uniformes e pijamas. Nesse caso, usar amaciante na lavagem desse tipo de roupa pode acabar diminuindo a resistência à chama. Os resíduos do produto criam uma camada nas fibras do tecido que fará com que ele se torne mais inflamável.

5. Jeans

O amaciante também pode danificar a fibra do jeans. Se a intenção é manter a peça do jeito que ela saiu da loja, é melhor evitar a aplicação do amaciante em jeans: o produto faz com que o tecido ceda e fique mais frouxo, alterando o caimento da peça.

Tecidos para usar amaciante sem medo

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Apesar das exceções, o amaciante ainda pode ser usado na maior parte dos tecidos. Há casos em que o tecido precisa do produto para ficar mais agradável ao contato com a pele ou para se manter macio.

Um desses casos é o dos tapetes. Depois de lavados, as fibras de tapetes e carpetes tendem a ficar ressecadas, deixando uma sensação áspera ao tato. Borrifar uma mistura de água e amaciante após a lavagem faz toda a diferença e restaura a maciez do tecido.

O uso do amaciante no algodão também pode ser frequente, uma vez que é um dos tecidos mais resistentes à lavagem. Como as peças de algodão são, geralmente, muito usadas, o amaciante é uma boa pedida para deixá-las mais confortáveis e mais fáceis de passar.

De modo geral, o amaciante pode fazer parte do processo de lavagem de qualquer tecido que não tenha função de absorção ou que seja anti-inflamáveis. Mantendo essas peças longe do amaciante e substituindo-o por vinagre ou bicarbonato de sódio, você prolonga a durabilidade e preserva a função do tecido sem abrir mão da maciez!

Comentários
Dicas relacionadas