Entretenimento

20 livros de autoajuda que irão melhorar a sua vida

Unsplash

Atualizado em 28.06.22

Os livros de autoajuda fazem parte de um gênero com grande destaque no mercado editorial. O apelo é grande porque o principal objetivo desse tipo de livro é propor reflexões que ajudem as pessoas a lidarem com a vida e problemas que cercam o dia a dia.

Publicidade

Além disso é interessante salientar que os livros de autoajuda podem abranger diversos assuntos, como trabalho, relacionamentos, autoconhecimento, entre muitos outros. Selecionamos alguns títulos que, com certeza, proporcionarão muitas reflexões e irão melhorar a sua vida de alguma forma.

1. Depois do Fim, de Daniel Bovolento

O livro “Depois do Fim”, de Daniel Bovolento, aborda, de maneira muito sensível e verdadeira, os diferentes tipos de dores e dificuldades que passamos ao terminar um relacionamento. A obra contempla textos variados que exploram o sofrimento, o recomeço e os aprendizados que a perda de um amor proporciona.

“Coisas acontecem, pessoas vão embora, pessoas se ferram, é o ciclo de vida de muitos relacionamentos.”

Compre aqui

2. Propósito: a coragem de ser quem somos, de Sri Prem Baba

Sri Prem Baba é um mestre espiritual brasileiro. Seu livro, “Propósito”, fez bastante sucesso por tocar em um ponto sensível da existência humana: o entendimento de quem somos e o nosso papel no mundo. Uma escrita leve e acessível, que proporciona inúmeras reflexões e um encontro consigo mesmo.

“Quando nos permitimos contemplar e nos deixar envolver pela beleza da vida, observando os fenômenos da natureza, percebemos que tudo é fantástico e que, certamente, a vida vai muito além dessa realidade cotidiana que captamos através dos nossos olhos físicos.”

Compre aqui

3. Diário de uma ansiosa ou como parei de me sabotar, de Beth Evans

Um livro repleto de bom humor, capaz de proporcionar reflexões importantes sobre questões que afligem muitas pessoas, como a ansiedade, depressão e TOC. Os aprendizados da autora aparecem por meio do relato de suas próprias experiências, que não são muito diferentes do que nós também vivemos. A escrita de Beth Evans proporciona conforto por meio de um diálogo sincero e aberto sobre como cuidar de si mesmo e procurar ajuda.

Publicidade

“Então se orgulhe de quem você é, de quem e do que você ama e das coisas intangíveis que os outros não veem, mas, ainda assim, são importantes para você. Tudo isso é incrível.”

4. A sutil arte de ligar o F*da-se, de Mark Manson

O best-seller traz o olhar crítico e perspicaz de Mark Manson que aborda, de forma muito direta, a necessidade de “ligar o foda-se” para muitos valores e pressões que não contribuem para a nossa vida. O autor defende que, dessa forma, é possível colocar energia e tempo no que realmente importa e buscar uma vida melhor e mais consciente. O livro é repleto de bom humor e vários “tapas na cara” que lhe farão abrir os olhos e enfrentar o mundo com uma nova postura.

“Quer saber? Não se encontre. Nunca conheça quem você é. Porque é isso que faz você se empenhar e viver em estado de constante descoberta. Essa postura vai forçá-lo a ser humilde nos julgamentos e na aceitação das diferenças”.

5. O milagre da manhã, de Hal Elrod

Em “O Milagre da Manhã”, Hal Elrod defende que o modo como você vive as primeiras horas da sua manhã irá definir o restante do seu dia. Ao longo do livro, o autor americano explora o método que define como “transformador de vidas”, pautado em todos os benefícios de acordar cedo. Para isso, é necessária uma mudança de hábitos e a criação de uma nova rotina matinal, que são capazes de trazer melhorias para várias esferas da vida.

“Você está onde está por causa de quem era, mas onde você vai depende inteiramente de quem você escolhe ser.”

6. Mindset: a nova psicologia do sucesso, de Carol S. Dweck

A professora de psicologia da Universidade de Stanford, Carol S. Dweck, trouxe nesse livro o resultado de várias pesquisas que conduziu ao longo de sua carreira. O objeto de estudo da obra é a atitude mental com a qual encaramos a vida, chamada pela autora de “mindset” e pontuada como um fator de extrema importância para o sucesso. Isso porque o mindset determina como nos vemos, como enxergamos o mundo e os acontecimentos, além de moldar várias de nossas crenças.

“O mindset de crescimento permite efetivamente que as pessoas gostem do que fazem, e continuem a gostar mesmo diante de dificuldades. Os atletas, CEOs, músicos e cientistas de mindset de crescimento adoram suas atividades, o que não é o caso de muitos dos de mindset fixo.”

Publicidade

7. Não se apega não, de Isabela Freitas

Enfim resolvido

Isabela Freitas aborda, por meio de uma linguagem sincera e cômica, relatos reais da sua própria vida amorosa. O intuito da autora é incentivar que as pessoas desapeguem do sofrimento e de certas idealizações como a do “príncipe perfeito” e a necessidade de estar sempre namorando. O livro é uma ótima pedida para quem quer ler algo com uma boa dose de amor-próprio e autoconfiança.

“Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Loucos são os que aguentam desaforo seguido de desaforo para não se verem sós, em suas próprias companhias.”

Compre aqui

8. As coisas que você só vê quando desacelera, de Haemin Sunim

O autor zen-budista, Haemin Sunim, fala em seu livro sobre diversas questões relevantes no mundo contemporâneo frenético em que vivemos, como a atenção plena, espiritualidade, calma e relacionamentos. A leitura é um encontro consigo mesmo. A principal reflexão, que se ramifica ao longo da obra, parte da ideia de que ter uma mente calma e saudável ocasiona em um mundo a nossa volta que também desacelera.

“Para ser feliz, não é necessário grande esforço. Em vez disso relaxe no momento presente e encontre humor na sua vida. Com bom humor, a vida se torna mais leve e prazerosa. E o riso sempre leva as pessoas a experimentarem fraquezas e alegria.”

9. A coragem de ser imperfeito, de Brené Brown

O livro de Brené Brown alcançou o primeiro lugar na lista do The New York Times. Provavelmente por tocar em assuntos importantes, mas que geram certo desconforto e, por isso, muitas vezes são evitados. A autora passou anos estudando os temas que discute na obra, como medo, imperfeição e vulnerabilidade, trazendo no livro vários dados, entrevistas e análises que o tornam ainda mais poderoso.

“É verdade que quando estamos vulneráveis ficamos totalmente expostos, sentimos que entramos numa câmara de tortura (que chamamos de incerteza) e assumimos um risco emocional enorme. Mas nada disso tem a ver com fraqueza.”

10. Amar e ser livre, de Sri Prem Baba

Marina P. Vidotti Roque

Publicidade

Em mais uma de suas obras, Sri Prem Baba fala sobre um dos pilares essenciais para viver melhor: os relacionamentos. Como viver os relacionamentos de uma maneira saudável, leve e plena? Entre as diversas abordagens durante o livro, o autor traz reflexões e questionamentos sobre a afetividade e a forma que nutrimos os nossos relacionamentos.

“Tudo se resume ao amor. Nós estamos aqui em busca do amor. Esse é o elemento alquímico que nos liberta.”

11. Viver em paz para morrer em paz, de Mario Sergio Cortella

A obra de Mario Sergio Cortella contempla muitas reflexões sobre os grandes questionamentos da vida. A abordagem do filósofo é inquietante e provoca o leitor, fazendo-o repensar como lida com a sua existência, o que valoriza e qual marca está deixando no mundo.

“O amor imaturo diz que ama porque precisa de você. O amor maduro diz que precisa de você porque te ama.”

12. O Poder do Hábito, de Charles Duhigg

Um livro profundo e uma das grandes referências quando o assunto é criação de hábitos. Charles Duhigg aborda com muita maestria o funcionamento dos hábitos e como eles podem ser transformados. Didático e com uma linguagem simples de ser assimilada, “O Poder do Hábito” toca em assuntos de extrema importância que, com certeza, têm o potencial de ajudar as pessoas a criarem hábitos mais saudáveis.

“Os hábitos, dizem os cientistas, surgem porque o cérebro está o tempo todo procurando maneiras de poupar esforço. Se deixado por conta própria, o cérebro tentará transformar quase qualquer rotina num hábito, pois os hábitos permitem que nossas mentes desacelerem com mais frequência.”

13. O livro da gratidão, de Carolina Chagas

Carolina Chagas explora o desafio que é agradecer diariamente. Por meio de exercícios e textos aspiracionais, a autora tem como objetivo ensinar as pessoas a refletirem sobre o tema e praticarem a gratidão.

“A gratidão é uma manifestação da luz. Se você pode agradecer é porque encontrou luz dentro de si. Quem agradece é o seu coração.”

Compre aqui

14. Seja Foda, de Caio Carneiro

“Seja Foda!” é uma obra de Caio Carneiro que só pelo título já tem um tom bastante motivacional. O livro explora comportamentos e atitudes que são necessários para se ter sucesso em todos os aspectos da vida. Um livro questionador, que faz o leitor revisitar as suas prioridades e as posturas que tem diante da vida.

“Posicione-se como alguém capaz de fazer diferença positiva no mundo e você passará a acreditar que consegue ter o melhor que a vida pode oferecer”.

15. Roube como um artista, de Austin Kleon

O designer e escritor, Austin Kleon, teve o seu livro na lista dos mais vendidos do The New York Times. Marcado por uma linguagem bem humorada e simples, a obra defende o poder e a importância da autenticidade no processo criativo. São dicas para se inspirar no trabalho de quem você admira para ser capaz de, a partir disso, desenvolver o seu próprio trabalho.

“Seu cérebro fica confortável demais no cotidiano que o cerca. Você precisa deixá-lo desconfortável. Precisa passar algum tempo em outra terra, entre pessoas que fazem coisas de uma maneira diferente da sua. Viajar faz o mundo parecer novo, e quando o mundo parecer novo, nosso cérebro trabalha com mais empenho.”

Compre aqui

16. Pressa de ser feliz, de Matheus Rocha

Matheus Rocha, autor do blog Neologismo, compartilha nessa obra textos sobre o seu dia a dia, que é feliz apesar da ansiedade com a qual convive. O livro é repleto de ilustrações e frases motivacionais que têm como objetivo ajudar todas as pessoas que também são ansiosas.

“Não conheço nenhum vencedor que não tenha precisado desistir de alguma coisa, em algum momento, para chegar ao pódio.”

17. Pra você que teve um dia ruim, de Victor Fernandes

Um livro que lhe fará se sentir abraçado. Todo mundo tem um dia ruim e, disso, Victor Fernandes sabe muito bem. Sua obra, “Pra você que teve um dia ruim” é sensível, proporciona reflexões e ajuda a elevar a autoestima nos momentos difíceis. A edição diferenciada também proporciona uma experiência interessante durante a leitura.

“Existem muitos momentos bons no meio dos dias ruins. É preciso percebê-los, abraça-los e agradecê-los.”

18. Para todas as pessoas intensas, de Iandê Albuquerque

As chances de você se identificar com vários trechos do livro de Iandê Albuquerque são altas. Isso porque os textos da obra giram em torno de temas muito comuns a todos nós ao longo da vida, como ansiedade, amor próprio, superação e o fim de um relacionamento. Tudo regrado a uma boa dose de intensidade.

“Um dia alguém vai sumir da sua vida, só porque você é intenso demais, ou porque você é simplesmente amor demais.”

19. Por que fazemos o que fazemos?, de Mario Sergio Cortella

O filósofo, educador e escritor, Mario Sergio Cortella, aborda em sua obra “Por que fazemos o que fazemos?”, nossas maiores preocupações em relação ao trabalho. Entre os temas que são discutidos ao longo do livro, o autor fala de propósito, motivação e valores, sempre trazendo lições que são essenciais para quem busca uma vida profissional mais satisfatória.

“O livro é um verdadeiro manual para todo mundo que tem uma carreira, mas vive se questionando sobre o presente e o futuro.”

20. Mindfulness para quem não tem tempo, Osho

Osho, um dos grandes mestres espirituais do século atual, explora nessa obra os benefícios da meditação e a sua importância para a saúde. Os ensinamentos do guru têm como objetivo ajudar as pessoas a introduzirem a técnica de mindfulness no dia a dia, se livrarem das ansiedades e terem mentes mais calmas e saudáveis.

“A meditação não pode ser uma coisa fragmentada; deve ser um esforço continuo. O tempo todo você tem que estar atento, consciente e meditativo.”

Esses são apenas alguns dos melhores títulos de autoajuda que existem no mercado atualmente. E deu para perceber que eles abordam diversas esferas da vida, não é mesmo? Tem para todo tipo de gosto e necessidade. Já escolheu qual vai ler primeiro?

Dos assuntos cotidianos, como moda, beleza e saúde, às causas feministas, estamos juntas em todas as buscas da sua jornada!