Conheça 12 mulheres extraordinárias que fizeram história

Mulheres que mudaram o mundo

Mulheres que mudaram o mundo

Marie Curie, química e física polonesa, foi pioneira nas pesquisas sobre radioatividade, além da única pessoa a ganhar Prêmios Nobel em duas categorias

Reprodução | Wikimedia

Ada Lovelace, matemática e escritora inglesa, escreveu o primeiro algoritmo a ser processado por uma máquina. É considerada a primeira programadora da história

Reprodução | Wikimedia

Frida Kahlo, pintora mexicana, é conhecida por obras entre realismo e fantasia. Explorou questões de gênero, classe, raça e colonialismo

Reprodução | Wikimedia

Rigoberta Menchú, indígena guatemalteca, recebeu o Prêmio Nobel da Paz por seu trabalho pelos direitos dos povos indígenas

Reprodução | Wikimedia

Rosalind Franklin foi uma química britânica com importante participação na descoberta da estrutura do DNA e dos vírus

Reprodução | Wikimedia

Marsha P. Johnson, mulher trans artista e ativista estadunidense, foi uma das personalidades de maior destaque na luta pelos direitos LGBTQIA+

Reprodução | Revista Híbrida

Wangari Maathai, professora e ativista queniana, fundou o movimento do Cinturão Verde Pan-Africano, com forte atuação na luta pela conservação do meio ambiente

Reprodução | Flickr

Benazir Bhutto, política paquistanesa, foi a primeira mulher a ocupar o cargo de chefe de governo em um país de maioria muçulmana

Reprodução | Wikimedia

Estela de Carlotto é uma ativista argentina que preside a organização Avós da Praça de Maio, reivindicando o direito à memória das vítimas da ditadura militar

Reprodução | Wikimedia

Margaret Hamilton, cientista da computação estadunidense, foi diretora da Divisão de Software do MIT responsável pelo programa de voo usado na primeira missão tripulada à Lua

Reprodução | Wikimedia

Marta, jogadora de futebol brasileira, ganhou 6 vezes o título de melhor do mundo. É reconhecida por sua forte atuação pela igualdade de gênero nos esportes

Reprodução | Flickr

Malala Yousafzai, ativista paquistanesa, é a pessoa mais jovem a receber um Nobel da Paz e atua na defesa do direito das mulheres a estudarem

Reprodução | Wikimedia