Você não precisa comer Goji Berry para ser saudável

Como driblar as fantasias e modismo de marketing para realmente conseguir alcançar uma vida saudável e o peso ideal

Escrito por Thays Pretti
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Muitas pessoas, às vezes influenciadas por propagandas enganosas e pelo forte apelo da mídia, acreditam que certos alimentos teriam um efeito “milagroso” em sua saúde e, especialmente, no processo de emagrecimento. A partir disso, acabam gastando dinheiro com frutas exóticas, suplementos com propostas mágicas de redução de peso, e dietas da moda, sem perceber o quanto podem estar fazendo mal para si mesmas nesse processo.

A esse respeito, a Dra. Alice Amaral, médica especialista em Nutrologia e Medicina do Exercício e Esporte pela Associação Médica Brasileira, Associação Brasileira de Nutrologia e Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte, explica que esses alimentos, vistos como milagrosos e essenciais para o emagrecimento, são apenas “coadjuvantes nos tratamentos de emagrecimento.

É necessário um conjunto de fatores para ser saudável: alimentação equilibrada e saudável, prática regular de atividades físicas, beber água e dormir bem”.

Além disso, a médica ainda ressalta que “nem sempre um alimento que é saudável para uma pessoa é saudável para outra. É necessário sempre um acompanhamento médico que possa orientar quais alimentos são realmente saudáveis para cada indivíduo”, ou seja, nada de buscar fórmulas mágicas na internet e tentar aplicá-las à sua realidade específica: pode não ter os resultados desejados e até fazer mais mal do que bem!

Mas afinal, Goji Berry é um alimento indicado ou não?

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

A Goji Berry é realmente uma fruta muito saudável. Entre suas características positivas, a Dra. Alice Amaral aponta o fato de ela ser “rica em vitaminas do complexo B (B1, B2 e B6) e vitamina C”, o que faz com que ela tenha ação antioxidante, além de ativar “o sistema imunológico, protegendo o corpo de doenças, principalmente as cardíacas e neurodegenerativas.”

Leia também: 10 alimentos que ajudam a acabar com o mau humor

Mais do que isso, a frutinha também é considerada uma das maiores fontes de carotenoides, protegendo os olhos e a pele da ação dos raios ultravioleta. Além de participar “da manutenção da massa muscular e da formação de proteínas, células e tecidos importantes, graças a presença de 8 aminoácidos essenciais (que não são produzidos pelo organismo)”. Tem ainda “ação anticancerígena devido à presença de um mineral conhecido como germânio e é ótimo estimulante hepático graças à fisalina e a betaína.”

A médica complementa dizendo que a fruta pode ser sim usada como “coadjuvante nos processos de emagrecimento graças à presença da vitamina C que, de acordo com um estudo publicado no Journal of the American College of Nutrition em 2005, possui 30% mais capacidade de oxidar gorduras durante a prática de atividade física moderada.”

Frutas “comuns” que também devem estar no cardápio

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Outras frutas de acesso muito mais fácil, como “morango, laranja, limão e acerola são frutas ricas em vitamina C. Banana e tomate são ricos em vitaminas do complexo B. E há frutas que são termogênicas, e agem acelerando o metabolismo e auxiliando no processo de emagrecimento. São elas: limão, damasco, passas, melancia, mamão, maçã, cereja, uva, laranja, pêssego e pera”, de modo que os benefícios oferecidos pela Goji Berry não são exclusivos de tal fruta, estando presentes em diversas outras frutas do nosso dia a dia.

É importante também notar que, ao falar dos benefícios da vitamina C presente na Goji Berry para a queima de gordura, a médica menciona a atividade física. Ou seja, comer Goji Berry na frente da televisão não vai fazer com que você perca os quilinhos extra – o exercício físico é fundamental.

A médica ainda ressalta que “não existe milagre na questão do emagrecimento e promoção da saúde. Dietas milagrosas só causam danos ao organismo, como o efeito sanfona e, consequentemente, a pessoa engorda novamente. A reeducação alimentar é o melhor passo para um emagrecimento com saúde e sem correr riscos de recidivas.”

Leia também: 10 alimentos que parecem saudáveis mas não são

Então, com Goji ou sem Goji em sua dieta, não se esqueça de que o exercício físico e, principalmente, o acompanhamento especializado são os fatores que realmente vão fazer com que você consiga chegar ao peso desejado e, mais do que isso, assumir um estilo de vida mais saudável e equilibrado.

Seu corpo (e bolso) agradece(m)!

Para você