Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Entenda o que são as verrugas e como tratá-las

Muitas vezes elas desaparecem sozinhas, mas, em certos casos, pode ser necessário tratamento específico

em 07/01/2015

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Geralmente elas causam certo incômodo, apesar de não serem dolorosas, e, de forma geral, são “inofensivas”. As verrugas são pequenos tumores da pele causadas por vírus. São lesões papulosas (o termo pápula significa área elevada da pele), possuem superfícies ásperas e são altamente contagiosas. Em geral, são maiores e mais texturizadas que as pintas.

Cristiane Braga L. Kanashiro, dermatologista da Clínica Due, especialista em Clínica Médica, Dermatologia, Medicina Estética e Cabelo, explica que as verrugas podem aparecer em qualquer parte do corpo humano. Podem ainda surgir em grupo ou isoladamente, podendo se espalhar facilmente de uma área do corpo para outra.

Vale destacar que muitas vezes as verrugas desaparecem sem tratamento específico, mas, em certos casos, podem ser necessários tratamentos para acelerar este processo.

Por que surgem as verrugas?

Cristiane explica que são muitos os motivos que causam as verrugas. “Geralmente elas surgem a partir da contaminação do vírus HPV (Papiloma Vírus Humano) em lesões e cortes na pele”, diz.

As verrugas são também comuns em áreas do corpo em que as pessoas costumam depilar, como no rosto, no caso de homens que se barbeiam, e nas pernas, no caso de mulheres que as depilam.

É possível transmitir verrugas para outras pessoas, principalmente por meio do toque, num processo chamado de autoinoculação – comum em banheiros compartilhados de academias, piscinas, clubes etc. A transmissão pode ocorrer também durante o ato sexual desprotegido.

Qualquer pessoa está sujeita a apresentar verrugas eventualmente, mas, vale ressaltar que alguns fatores podem “facilitar” o surgimento delas, como, por exemplo:

  • Crianças ou pré-adolescentes que costumam sofrer mais lesões na pele (ao brincar) do que adultos;
  • Pessoas que roem as unhas das mãos com frequência;
  • Pessoas que estão com sistema imunológico enfraquecido, como portadores do vírus HIV ou de doenças autoimunes.

Diferentes tipos de verrugas

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

A dermatologista Cristiane explica que existem diferentes tipos de verrugas:

    Verruga plantar: aparecem na planta do pé e possuem crescimento interno. A maioria é dolorida ao pisar.

    Verruga genital: encontra-se na região genital. Elas são macias e úmidas e geralmente apresentam coloração esbranquiçada.

    Verruga periungueal: aparecem ao redor das unhas.

    Verruga filiforme: aparecem na face e no pescoço. Comum em pessoas idosas, elas parecem projeções de dedos.

    Verruga vulgar: elas possuem a mesma coloração da pele e são palpáveis.

Como tratar as verrugas?

É possível remover e tratar clinicamente as verrugas com dermatologistas qualificados para fazer isso de forma segura. Cristiane fala sobre as opções disponíveis atualmente:

    Ácido salicílico + Ácido lático: aplicando todos os dias, a pele descama até curar.

    Ácido nítrico fumegante: aplicações quinzenais são feitas no consultório médico.

    Crioterapia: congelamento da verruga com nitrogênio líquido.

    Eletrocirurgia: queima-se a verruga.

Existem tratamentos caseiros para verrugas?

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Algumas pessoas acreditam que podem recorrer a “métodos caseiros” para tirar uma verruga da pele. Porém, a dermatologista Cristiane destaca que eles não são indicados. “O melhor é sempre buscar o profissional, pois, por ser altamente contagiosa, a pessoa pode acabar se autocontaminando e disseminando a verruga para outras partes do corpo”, destaca.

Neste sentido, vale destacar alguns cuidados com a verruga para evitar uma infecção no local:

  • Você não deve manipular a lesão;
  • Não deve tentar removê-la sem orientação médica;
  • Não deve nunca utilizar alicates ou outros instrumentos para cortá-la.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia também já se posicionou contra métodos caseiros (conhecidos popularmente e difundidos especialmente na internet) para eliminar verrugas, declarando que eles trazem riscos que vão desde uma irritação até o agravamento de um caso de câncer de pele. Isso porque algumas pessoas podem confundir pintas com verrugas, mas o tratamento delas é bem diferente: verruga é uma lesão benigna e as pintas podem indicar a presença de câncer de pele. Aplicando-se produtos “caseiros” sobre uma pinta que já virou um tumor, a pele será agredida e pode haver o agravamento do câncer.

Como prevenir as verrugas?

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

De acordo com Cristiane é possível prevenir o surgimento de verrugas cuidando muito bem das lesões abertas, limpando-as sempre. É necessário ainda evitar o contato com a verruga de outras pessoas contaminadas.

Verrugas oferecem riscos à saúde?

Cristiane destaca que a verruga não oferece nenhum risco grave à saúde, exceto o de contaminar outras áreas corporais.

Apesar de serem, de forma geral, “inofensivas”, as verrugas costumam incomodar bastante, ainda mais quando estão localizadas em partes do corpo em que há pressão, como nas solas dos pés… Podem doer e eventualmente coçar. O tratamento é indicado para evitar que o portador da verruga infecte outras pessoas e também para que ele possa se sentir melhor.

Comentários
Dicas relacionadas