10 coisas incríveis sobre ser a irmã mais velha que te ajudam na sua vida

Você pode ter sofrido para aprender a dividir seus pais e seus brinquedos, mas isso traz algumas vantagens na vida adulta

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Você era a princesa absoluta da casa, todos os brinquedos eram seus e seus pais estavam sempre disponíveis para você – até que chegou um serzinho minúsculo que só chorava e causou uma reviravolta na sua vida.

A chegada de uma irmã ou irmão mais novo representa um grande impacto para qualquer filho mais velho, e essa mudança pode ser difícil quando você não entende muito bem por que você foi “deixada de lado” de repente. Contudo, saiba que o fato de ter passado por isso traz vários benefícios para a sua vida adulta, como estes 10 listados a seguir:

1. Você é mais assertiva

Foto: iStock

Por ser a primeira criança da casa, você precisou aprender a fazer algo que seus irmãos mais novos nunca precisaram: enfrentar seus pais sozinha. Seja porque você não queria comer a salada ou teve que fazer um acordo para ganhar um brinquedo, você precisou manifestar suas vontades e “lutar” contra o poder de seus pais.

Isso tudo serviu como treino para que você se tornasse uma pessoa mais assertiva e aprendesse como negociar com quem representa um autoridade, como professores ou chefes.

2. Você tende a ser mais madura

Foto: iStock

Em geral, os pais incentivam que o filho mais velho se torne mais independente e maduro, de forma que eles possam ter um pouco mais de tempo e energia para atender às necessidades do mais novo. Assim, se você é a irmã mais velha, é possível que você tenha amadurecido mais cedo – principalmente se você ajudou a cuidar de seus irmãos de alguma forma.

Leia também: 10 hábitos para melhorar sua segunda-feira

3. Você se sente responsável por seus pais

Foto: iStock

Irmãos mais velhos tendem a apresentar um senso de responsabilidade maior, são mais empáticos e conseguem perceber com mais facilidade quando os pais estão passando por alguma dificuldade.

O resultado disso é que o filho ou a filha mais velha costuma ser mais presente na vida dos pais depois de adultos, pois sente que é responsável por ajudá-los nessa nova etapa.

4. Você se sente responsável por todo mundo, na verdade

Foto: iStock

O senso de responsabilidade e empatia que você desenvolveu em relação aos seus pais costuma ser estendido também aos amigos próximos, de forma que eles sabem que podem contar com você. Afinal, faz parte da personalidade dos irmãos mais velhos querer “consertar” as coisas ao seu redor.

5. Você sabe compartilhar

Foto: iStock

Por ser a irmã mais velha, você passou um bom tempo sendo o único foco do amor e da atenção dos seus pais – até que chegou um novo bebê e você precisou aprender a dividir os brinquedos, os cuidados e até mesmo o tempo daqueles que antes pareciam existir somente para você.

Isso pode ter sido sofrido naquela época, mas ensinou você a compartilhar e a lidar com o fato de que nem todos os seus desejos serão atendidos quando você quer. Da mesma forma, você também aprendeu a ser mais versátil, pois você já passou por um excelente “treino” de adaptação a uma nova situação familiar.

Leia também: 6 razões por que tios e tias são tão importantes na vida das crianças

6. Você é um pouco mais “casca-grossa”

Foto: iStock

Não queremos dizer que você é grosseira, mas sim que o fato de ser a irmã mais velha provavelmente fez você ser mais resistente. Afinal, por ser a primeira filha, você acabou sendo um “laboratório” para que seus pais aprendessem a cuidar de uma criança – e é natural que eles tenham cometido erros nesse processo. Mas não os culpe: você sobreviveu e se tornou mais forte.

7. Você tem seu lado emocional mais bem desenvolvido

Foto: iStock

Mesmo que a dinâmica familiar mude com a chegada do segundo bebê, o filho mais velho continua sendo o único que recebeu atenção dos pais em tempo integral – e não é como se essa atenção cessasse totalmente depois que chega um irmãozinho, certo?

Por isso, se você teve a oportunidade de crescer em uma casa harmoniosa, esse tempo “extra” que você teve com seus pais se reflete em benefícios emocionais e sociais que você carrega até hoje. Em consequência, você é mais autoconfiante e tende a buscar relacionamentos mais maduros.

8. Você tem expectativas mais altas para si mesma

Foto: iStock

Se você tem uma lista de objetivos que deseja alcançar, saiba que isso pode estar relacionado ao fato de você ser a irmã mais velha.

Isso acontece porque você conviveu diretamente com os adultos, sem ter o modelo intermediário de um irmão que, apesar de mais velho, ainda era uma criança. Dessa forma, ao se comparar com os adultos, você desde cedo esperava mais de você mesma.

Leia também: Amor eterno entre irmãs: veja 52 tatuagens sensacionais para fazerem juntas!

9. Você tem uma habilidade maior para resolver problemas

Foto: iStock

Quando você é a irmã mais velha, é natural que todos à sua volta esperem que você saiba mais do que seus irmãos, e isso explica por que você cresceu tendo uma boa capacidade de resolver problemas.

Além disso, o filho mais velho costuma desenvolver mais habilidades de gerenciamento, pois desde cedo ele aprende a necessidade de dividir o tempo, os brinquedos e as tarefas.

10. Você é mais independente

Foto: iStock

Nem sempre havia uma criança por perto para brincar com você, então você aprendeu a brincar sozinha – e mesmo depois do nascimento de seu irmão mais novo, não tinha a menor graça brincar com um bebê que só chorava.

Por isso, você se tornou uma pessoa mais independente e capaz de suprir suas próprias necessidades. Dessa forma, você não sente tanta necessidade de ter um parceiro ou parceira, pois desde pequena você se acostumou a “se virar” sozinha.

Toda irmã ou irmão mais velho vai ser assim?

Foto: iStock

A personalidade humana é um assunto muito complexo, portanto seria impossível que todos os irmãos mais velhos desenvolvessem as mesmas características psicológicas. Esses traços que apresentamos acima são tendências, por isso não fique espantada se você não se reconhecer em todos eles.

Leia também: 10 dicas para ter uma atitude positiva nos relacionamentos

Afinal, mesmo que a ordem de nascimento em uma família represente uma grande influência, nós também somos moldadas pelas nossas próprias experiências individuais durante a vida, o que nos torna seres únicos.

Assuntos: Família

Dicas pela Web
Comentários