Vantagens de se relacionar com homens mais velhos

Relacionamentos com homens mais velhos podem trazer mais segurança, tranquiliidade e estabilidade

Escrito por Stéfanie Stefaisk

Foto: Thinkstock

Homens mais velhos exercem um certo encanto no imaginário feminino, pois normalmente espera-se que, por terem mais experiência, estes homens já saibam o que querem, inclusive na vida amorosa.

Este tipo de comportamento encanta muitas mulheres que buscam relações mais estáveis e que estão cansadas de homens com comportamentos infantis.

Segurança e maturidade

Apesar de não ser um padrão, homens mais velhos são normalmente mais seguros de si. A psicóloga clínica Pamela Magalhães ressalta que homens com mais idade podem trazer uma relação mais tranquila e estável. “Não existe regra, mas há chances maiores de encontrarmos mais maturidade emocional em homens mais velhos, o que facilita em muito a relação afetiva”, pondera.

Para a administradora Rebeca Novelleto, que começou a namorar o executivo Ricardo Novelleto (atualmente seu marido) aos 23 anos, a diferença de 28 anos nunca foi um empecilho. A administradora confessa que o relacionamento só lhe trouxe coisas boas: “Não vejo desvantagens. Não há nada que atrapalhe nossa relação”, conta.

Sexo melhor

Dada à uma experiência maior, hormônios e ansiedade mais controlados, homens de uma maior faixa etária tendem a ser melhores em um campo bastante importante: o sexo.

A psicóloga e sexóloga, Carla Cecarello, revela as razões pelos quais estes homens podem ter um desempenho sexual bem melhor: “(Homens mais velhos) não tem pressa de chegar a lugar nenhum, ou sejam, respeitam mais o tempo sexual da mulher”, conta.

A relação é mesmo melhor?

Rebeca relata sua experiência: “Se a garota gosta de música eletrônica, baladinhas e pool party toda semana, será mais difícil encontrar as mesmas coisas que ela curte em uma pessoa bem mais velha. Eu buscava uma pessoa mais tranquila, já tinha cansado de badalação”, lembra. “Eu nunca tive paciência para meninos da minha idade. Sempre os achava tolos. No fundo, mesmo sem saber, eu buscava uma pessoa centrada, romântica, experiente e quando conheci meu marido vi tudo isso e muito mais nele”, conta.

A afinidade entre o casal é essencial para que a relação dê certo: “Ricardo sempre foi muito jovem de cabeça, corpo e alma, gosta de se divertir mas sem exageros. Sempre fizemos tudo juntos, gostamos das mesmas coisas. Ele é super parceiro.”, revela Rebeca.

Outra grande vantagem que Rebeca vê em sua relação com um homem 28 anos mais velho foi a maior preocupação com a saúde: “Hoje sou mais tranquila, ele me ensinou muito, principalmente em relação a saúde. Ele se cuida muito e eu já o conheci assim”. E completa: “Foram muitas mudanças, desde a alimentação, atividades físicas, praticar a paciência, a tolerância e outras coisas mais que só me acrescentaram com ser humano. Hoje sou um milhão de vezes melhor aos 35 anos que aos 23.”

Para dar certo um conjunto de fatores devem estar em harmonia, como planos, objetivos e desejos. De acordo com Carla “Tudo vai depender do que se vai buscar na relação com o outro”. Pamela partilha da mesma ideia: “A idade é o que menos importa quando falamos de coração”, aconselha a psicóloga.

Relacionamentos precisam de esforço e cooperação mútuos para darem certo, além de compatibilidade entre os parceiros: “Qualquer relacionamento precisa de flexibilidade, diálogo, generosidade, compatibilidade de planos e o fundamental: muita vontade de fazer dar certo”, alerta Pamela. Carla partilha da mesma opinião e complementa: “A felicidade está relacionada à forma como levamos a vida, de acordo com a visão que temos do mundo, ou seja, maturidade emocional.”

Cuidados

Foto: Thinkstock

Apesar de também ocorrerem em relações com homens da mesma idade, é bom tomar alguns cuidados para não se machucar nesse tipo de relação.

Em certos casos, os homens mais maduros sustentam traumas ou vícios de relações anteriores, que podem comprometer o relacionamento atual.

Outra questão se refere à maternidade. Em alguns casos, os homens já tem filhos de relacionamentos anteriores e não querem mais ser pais. Nestes casos, a decisão é muito delicada, conforme orienta Pamela: “Se ser mãe é algo imprescindível para você, converse muito com seu parceiro e acorde com ele a melhor alternativa. E caso venha abdicar desse sonho em função das limitações da relação, não vale mais tarde culpá-lo por isso.”

Parceiros de qualquer idade podem ter ciúmes mas homens mais velhos tendem a apresentar este sentimento com maior frequência. A energia e vitalidade da parceira não devem ameaça-lo e uma boa conversa sobre este assunto é fundamental.

Outra questão muito importante: o homem mais velho não é seu pai e é muito importante ter esta diferença muito bem delimitada. Carla alerta para este tipo de situação: “Muitas mulheres se deixam levar por atitudes de superproteção e segurança que um homem nesta idade pode proporcionar e acabam transferindo a ele um amor fraterno, de pai, e aí as coisas se confundem completamente”.

Preconceito

O preconceito da sociedade é outro empecilho que pode surgir e é muito importante não deixar isto interferir na sua relação: “Infelizmente aprender a lidar com o preconceito e driblá-lo será um desafio. Mas o mais importante é acreditar que o caminho escolhido é o que lhe faz feliz e pronto!”, observa Pamela.

Rebeca conta que, no início, algumas pessoas não viam o relacionamento com bons olhos: “Meu pai dificultou um pouco, mas foi logo resolvido. Algumas pessoas queriam me dar conselhos mas não ouvi ninguém.” Sua determinação em manter a relação rendeu bons frutos: um casamento sólido que já dura 12 anos.

Toda relação, para dar certo, precisa que ambos os parceiros exerçam a compreensão, o entendimento e a vontade de estarem juntos, independentemente da idade. “Um pouco de paciência, ponderação e interesse de compartilhar uma vida junto fará toda a diferença”, observa Pamela.

Assuntos: Namoro, Relacionamentos

Dicas pela Web