Vantagens da alimentação orgânica

Agrotóxicos e adubos sintéticos passam longe desses alimentos, pra lá de saudáveis

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinkstock

Comer de maneira saudável é importante para manter a saúde em dia. O primeiro passo é incluir no cardápio frutas, verduras e legumes preparados das mais diversas formas. Consumir esse tipo de alimento reorganiza as funções do organismo, que passa a funcionar melhor ao longo do dia, diminuindo problemas de saúde e a sensação de mal-estar provocada pelos excessos alimentares.

No entanto, hoje em dia, encontrar alimentos que sejam de fato saudáveis nem sempre é tarefa fácil. A menos que você viva na zona rural ou possua uma horta no quintal de casa, estará muito propensa a consumir produtos de origem vegetal impregnados de agrotóxicos, tão prejudiciais à saúde humana.

Os agrotóxicos, necessários durante o plantio e cultivo em larga escala porque ajudam a controlar pragas que possam atacar a safra, são usados pela maioria dos agricultores visando aumentar os lucros obtidos a cada colheita. Essas substâncias, além de prejudicarem as funções orgânicas de quem consome os alimentos a elas submetidos, ainda agridem o meio ambiente.

Tudo isso faz parte de um leque de informações que recebemos ainda no Ensino Fundamental, nas primeiras aulas de ciências. O que pouca gente sabe é que os agrotóxicos também são apontados como responsáveis pela ocorrência de doenças do aparelho digestivo, alguns tipos de câncer, infertilidade, enfermidades neurológicas e degenerativas, como o Mal de Parkinson e mesmo o Alzheimer.

De acordo com um levantamento feito pela Anvisa os alimentos mais contaminados por agrotóxicos são o pimentão (92%), morango (64%), pepino (58%), alface (54%), abacaxi (33%), couve (32%), mamão (30%) e tomate (16%).

Para fugir desse problema uma boa solução é optar pelos chamados “alimentos orgânicos”. Produzidos sem o uso de adubos sintéticos, esses alimentos normalmente são cultivados em solos equilibrados e ricos em nutrientes.

E os hidropônicos?

Os alimentos hidropônicos são cultivados em estufas, e recebem adubos sintéticos diluídos na água, principalmente nitritos. Esses adubos poluem a água e aumentam o risco de câncer para quem consome os vegetais.

O Brasil possui uma legislação específica para mostrar o consumidor se o produto que está levando para casa é mesmo orgânico, popularmente essa lei ficou conhecida como Lei dos Orgânicos. Todo alimento orgânico de verdade leva um selo fornecido pelo Ministério da Agricultura.

Não se engane: nem todo alimento produzido sem agrotóxicos é orgânico. Se nele for usado adubo sintético, o selo não pode ser usado. Além disso, o produtor que desejar cultivar alimentos orgânicos também precisa seguir diversas regras de respeito ao meio ambiente e aos trabalhadores envolvidos na produção.

Assuntos: Alimentação, Dietas

Dicas pela Web
Comentários