Vale a pena comprar roupa da China?

Atualmente, muitos sites oferecem a venda facilitada de roupas e outros produtos do país

Escrito por Tais Romanelli

Foto: Thinkstock

Os produtos da China são bastante conhecidos pelo seu preço baixo. E, no setor de vestuário, não poderia ser diferente: uma variedade enorme de peças com valores bem abaixo dos encontrados no Brasil tem atraído cada vez mais a atenção das mulheres.

Somado a isso, com as possibilidades que a internet oferece, é possível fazer boas compras no conforto da sua casa! Vários sites proporcionam, atualmente, a venda facilitada de roupas e outros produtos da China. São opções para todos os gostos!

Mas, é verdade que uma questão fica em aberto: vale mesmo a pena investir em roupas da China? Será que elas são de qualidade?

Dúvidas essas que se tornam ainda mais intensas já que as compras serão feitas virtualmente e não existe a possibilidade de tocar na roupa, para conferir todos os seus detalhes – que vão desde o tipo do tecido até o tamanho real da peça.

Você compraria?

Patrícia Furlan, 28 anos, fisioterapeuta, conta que adora fazer compras pela internet, porém, se sente insegura em comprar roupas online. “Acho bem complicado comprar peças, até mesmo as feitas aqui no Brasil. Por isso, nunca me arrisquei a comprar roupas da China, apesar de já ter avistado muitas coisas legais de lá em vários sites. Penso na questão do tamanho e também no caimento da peça no meu corpo”, diz.

Já Amanda Santiago, do Troquei meu guarda-roupa na China, é totalmente adepta de roupas desse país. “Acho que comprar roupas na China é uma ótima opção para quem quer comprar e não tem muito dinheiro para isso. Há uma infinidade de peças, algumas bem estilosas nos sites da China”, diz.

Amanda conta que começou a comprar esse tipo de roupa porque queria umas blusas e viu que, aqui no Brasil, cada uma sairia por mais de 100 reais, já que estavam na moda na época. “Ainda existe muito preconceito com relação à qualidade das roupas da China, mas é preciso lembrar que muitas lojas físicas do nosso País vendem produtos de lá. Então, é só saber comprar nos sites e fornecedores certos que você encontra ótimas opções”, diz.

Como acertar no tamanho da peça?

Um dos maiores problemas em comprar roupas da China pela internet é acertar na escolha do tamanho da peça. Isso porque, a estrutura corporal das modelos chinesas é muito pequena.

“É sempre muito difícil, pois as peças lá costumam ser bem menores que as nossas e eles não seguem padrões… Há peças que entro no S (seria o P nosso) e outras só no XL (nosso GG)”, diz Amanda Santiago.

“A melhor dica é: tire suas medidas! Pegue a fita métrica e veja as medidas de busto, ombro, quadril etc. Isso vale também para sapatos”, acrescenta a blogueira.

A maioria dos sites que vendem roupas da China apresenta as medidas referentes aos tamanhos disponíveis de cada peça na sua descrição. Com elas, vai ficar muito mais fácil acertar no tamanho!

Sites oferecem medidas referentes aos tamanhos disponíveis da peça. Imagem: Aliexpress

Mas, caso a peça que você deseja adquirir, não tenha essa descrição de tamanho, entre em contato com o vendedor antes de efetuar sua compra.

Vale lembrar que os tamanhos são determinados pelas letras S, M, L, e que o X representa tamanhos grandes (plus size). O S (small) equivale ao nosso P, o M (medium) equivale ao nosso M, o L (large) equivale ao nosso G e o XL (x-large) equivale ao nosso GG.

É importante observar que, às vezes, as medidas não estão em centímetros e, sim, em polegadas (polegada em inglês é “inch” e elas são expressas pela seguinte notação: “). Dessa forma, é sempre importante lembrar que 1 polegada = 2,54 centímetros. Para converter, use uma calculadora, pois ela garante mais precisão na hora da conta e menos risco de se apostar num tamanho errado de roupa. O cálculo é simples, basta multiplicar o número de polegadas por 2,54.

Sites para a compra de roupa na China

Abaixo você confere alguns sites nos quais pode comprar roupas da China:

Segurança na compra

Foto: Thinkstock

Amanda Santiago considera seguro comprar roupas da China pela internet. Porém, alguns cuidados devem ser tomados na hora da compra.

“A pessoa deve sempre verificar se o site é seguro, buscando referências pela internet ou, por exemplo, no meu blog. Recomendo sempre pagar pelo Paypal ou boleto, e nunca fazer transferência”, diz.

A blogueira acrescenta ainda que alguns sites trabalham com vários vendedores e, nessa hora, é importante verificar a reputação dele no site. “Eu sempre opto por aqueles que têm reputação acima de 98%”, conta.

Saber inglês, na opinião de Amanda, também ajuda, pois muitos sites são traduzidos, mas, ao falar com o atendimento ou com o vendedor, é preciso escrever em e ler a resposta em inglês. “Isso facilita na negociação caso seja preciso. Mas, claro o Google Tradutor também pode ajudar um pouco”, acrescenta.

Outro ponto que merece atenção diz respeito à cor das peças. Isso porque, em alguns casos, as imagens não fazem jus à cor real da roupa e a pessoa pode ter uma “surpresa”, por exemplo, quando optar por uma blusa pink no site e, posteriormente, receber em casa a peça em um tom de rosa mais claro.

Então, caso você nunca tenha feito compras nesse mesmo site e essa questão da cor seja importante para você, a dica é optar por cores neutras. Ou ainda, procurar entre seus amigos e conhecidos alguém que já conheça o site e possa te informar se as imagens são realmente fiéis aos produtos.

Vale destacar que, clicar e comprar é muito mais fácil do que ir a uma loja, experimentar uma roupa e refletir se deve levá-la para casa. Isso aumenta a tentação para comprar um número maior de peças, ainda mais no caso de roupas da China, que apresentam preços atraentes. Por isso, para se prevenir contra os excessos, a dica é reservar mensalmente um valor determinado somente para compras na internet.

Além disso, é importante ser objetiva e entrar num desses sites somente quando se precisa ou se pretende comprar alguma roupa específica. Assim, você evita de adquirir peças, que talvez nunca use, somente porque o preço estava bom!

Aliás, em relação ao custo da roupa, fica outra dica: nem sempre o preço que aparece em destaque corresponde ao total. Alguns sites cobram taxa de entrega e incluem impostos, o que nem sempre está muito claro para o consumidor. Pesquise sobre tudo isso ainda de finalizar sua compra!

Mas, se mesmo tendo tomado todas as precauções, você se decepcionar e sentir que foi lesado em sua compra, a opção é entrar em contato com o Procon, para ir atrás de seus direitos. No caso de sites nacionais ou internacionais que possuem representação no Brasil, o órgão pode tentar contato com o fornecedor para solucionar tudo da melhor maneira possível.

Lembre-se que a principal regra para evitar armadilhas é optar sempre por sites confiáveis. É importante também, no momento da compra, fazer isso com calma, se atentando a todos os detalhes – que vão desde a escolha da cor, do tamanho da peça, até a visualização do valor total do produto.

Dicas pela Web
Comentários