Um cafézinho contra a depressão

Dentre os possíveis benefícios do café, a sua ação contra a depressão desponta como um dos principais

Escrito por Andressa Dias
Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Estudos apontam que uma entre cinco mulheres pode ter depressão ao longo da vida. Porém, uma pesquisa mais recente traz um fio de esperança a quem sofre com a depressão, mas que não recusa um bom cafezinho diário.

O consumo de café e a depressão nas mulheres

O estudo foi realizado na Harvard School of Public Health e analisou por uma década o consumo de café de mais de cinquenta mil mulheres. Os resultados demonstraram que as mulheres que bebiam menos café eram também as mais depressivas. Por outro lado, as mulheres sem sinais de depressão consumiam uma quantidade regular de cafeína.

De acordo com a pesquisa, as mulheres que bebiam entre duas e três xícaras de café por dia tinham a chance de sofrer de depressão diminuída em até quinze por cento. Estima-se, ainda, que as mulheres que bebiam quatro ou mais xícaras de café por dia poderiam ter essas chances reduzidas em até vinte por cento.

Porém, esse efeito do café na mulher só está associado às bebidas que contém cafeína. Segundo a pesquisa, o café descafeinado não altera as chances que a mulher tem de sofrer de depressão.

Infelizmente, o estudo aponta apenas que há uma associação entre o consumo de café e a baixa propensão a ter depressão nas mulheres. Ainda não há provas de que beber café diariamente diminua necessariamente a chance de ela ter a doença.

Café pode diminuir as chances de suicídio

Uma pesquisa anterior à essa identificou uma relação entre o consumo regular de café e uma determinada redução no risco de cometer suicídio. O que reforça ainda mais os resultados da pesquisa recente da Harvard School of Public Health, afinal depressão e suicídio também tem uma forte ligação.

Outro fato interessante relacionado à depressão e consumo de café é que algumas mulheres que tem depressão sofrem também com insônia e ansiedade, o que faz com que elas bebam ainda menos café.

Portanto, especialistas acreditam que ainda é cedo para receitar o consumo de café como tratamento contra depressão, afinal não se sabe ao certo ainda se as depressivas bebem menos café porque estão em depressão, ou se estão em depressão porque bebem menos café.

Porém, analisando de uma perspectiva otimista, o café revigora as energias e dá mais ânimo para enfrentar o dia. Por isso, acredita-se que beber café regularmente faz bem, mas não é necessário exagerar. Quem sofre de enxaqueca, por exemplo, sabe que o café pode desencadear uma crise. Então, nada de começar a beber um litro de café por dia, beba moderadamente e se deleite nos benefícios do consumo de café.

Assuntos: Alimentação

Para você