Dicas de Mulher Dicas de Saúde

Tudo sobre pielonefrite

A pielonefrite é uma infecção dos rins que pode acometer homens e mulheres de qualquer idade, mas que tem nas mulheres suas maiores vítimas

em 27/11/2012

Foto: Thinkstock

A pielonefrite é uma infecção urinária grave que pode atingir um ou os dois rins. Nos casos mais comuns, ela é causada pela penetração e ascensão de germes e bactérias vindos da bexiga até o rim, mas também pode ocorrer quando a bactéria está localizada em alguma outra parte do corpo e viaja através da corrente sanguínea até se alojar nos rins.

Trata-se de uma infecção que pode afetar qualquer pessoa de qualquer idade ou sexo, mas fatores anatômicos fazem com que as mulheres sejam mais suscetíveis, assim como idosos com problemas na próstata.

Não é uma infecção contagiosa, mas quando não é bem tratada e eliminada, pode evoluir para uma condição crônica que leva meses ou até anos para ser tratada, causando cicatrizes, perda da função renal e quadros mais graves.

Quais são os sintomas?

Os sintomas podem surgir de repente, na forma aguda ou progressivamente na forma crônica, e os sinais mais comuns são dores intermitentes de cólica renal, mal estar, febre alta, dores na região lombar, náuseas, vômitos, urina escurecida e fétida e sintomas típicos de infecção urinária ou cistite como vontade constante de urinar, acompanhada de dores e ardências, com pouquíssima quantidade de urina.

Como é feito o diagnóstico?

Uma vez identificados os sintomas, o diagnóstico é feito através de análise do histórico clínico do paciente, além de exames de sangue e de urina que ajudam a identificar a presença da bactéria causadora da infecção.

Como se dá o tratamento?

A partir do tipo de bactéria encontrada, são prescritos antibióticos que devem ser administrados no período entre 10 e 14 dias aproximadamente. Na maior parte dos casos, a bactéria causadadora chama-se Escherichia coli, um tipo de bactéria frequentemente encontrada nas fezes.

Se os exames identificarem como causa alguma obstrução ou má formação do aparelho urinário, pode haver a necessidade de cirurgia para eliminar ou corrigir o problema.

Casos de pielonefrite crônica podem resultar em hipertensão arterial de causa renal, síndrome nefrótica e insuficiência renal, podendo existir a necessidade de realização de diálise.

Quais são os fatores de risco?

Mulheres são mais suscetíveis a desenvolver a infeção devido à uretra feminina ser mais curta que a dos homens, o que facilita a chegada da bactéria à bexiga. Durante a gravidez, os riscos de desenvolver a infeção também aumentam.

Além disso, qualquer anomalia de formação ou obstrução das vias urinárias causada por pedras, tumores, cálculos, extensores, problemas na próstata, problemas nervosos que impeçam a contração e o esvaziamento da bexiga, refluxo, que faz com que a urina retorne ao ureter, diabetes mellitus mal controlada, higiene genital deficiente, bexiga neurogênica, retenção de urina e doenças que diminuem as defesas orgânicas também podem favorerecer a infecção.

Como se evita?

Levar uma vida regrada de hábitos saudáveis com uma grande ingestão de líquidos durante o dia, tratar adequadamente qualquer tipo de infecção e problemas urinários, manter bons hábitos de higiene e não segurar a urina quando sentir necessidade, são algumas das medidas que podem reduzir as chances de contrair a infecção.

Se você identificar qualquer um dos sintomas citados, não faça automedicação, procure um especialista e siga suas recomendações. Cuide-se.

Comentários
Dicas relacionadas