Tire suas dúvidas sobre absorvente interno

Chega de dúvidas! Tudo o que você sempre quis saber sobre absorvente interno

Escrito por Deborah Busko
Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Os mitos e tabus em relação ao absorvente interno são muitos. Seja por não saber como usar, por medo de perder a virgindade, de sentir dor, de não conseguir remover o produto do corpo, de vazas, o fato é que muitas mulheres acabam deixando de usar uma opção mais discreta e higiênica para a proteção durante o período menstrual por conta das dúvidas e preocupações em relação sobre o assunto.

Uma das principais vantagens do absorvente interno é ser mais discreto que o convencional e deixa a mulher mais à vontade. Além disso, pode ser um grande aliado em situações em que o absorvente comum poderia ser um incômodo, como na praia e na piscina.

Os ginecologistas garantem que ele é totalmente seguro e confortável, mas é preciso ter alguns cuidados básicos. Saiba quais são eles e esclareça de uma vez por todas as dúvidas sobre o absorvente interno.

O absorvente interno é feito de algodão e pode ser encontrado em diferentes tamanhos, cada um deles é indicado para um tipo de fluxo. Em geral o produto não oferece riscos à saúde da mulher, mas os cuidados com a higiene devem ser redobrados. O ideal é trocá-lo em um período máximo de quatro horas. Se o fluxo for intenso, é preciso trocar antes, pois se o absorvente interno permanecer na vagina mais tempo que o permitido, pode causar infecções.

É normal ter dificuldade de colocá-lo nas primeiras vezes, mas a dica é ficar bem relaxada e tranquila. Não tenha medo e empurre bem no fundo, na profundidade do seu dedo. Na dúvida, utilize um absorvente com aplicador e siga as instruções que vêm na embalagem do produto.

Não é preciso ter medo de o absorvente interno ficar perdido dentro de você. O absorvente interno fica na vagina, que é um tubo com 8 a 13 centímetros de profundidade. Há uma abertura entre a sua vagina e o útero, situada no colo do útero, mas é pequena demais para que um absorvente interno passe por ela. Além disso, existe uma cordinha para facilitar na hora de tirar o absorvente, é só puxar com cuidado o fio que fica do lado de fora da vagina. Caso você perca a cordinha, deve retirar o absorvente interno de dentro da vagina usando o dedo.

Ninguém perde a virgindade usando um absorvente interno. O hímen é uma membrana  elástica que resiste bem à colocação de absorventes internos. Mesmo assim, para se sentir mais segura, consulte o seu ginecologista antes de usar absorvente interno. Depois é só levar a vida com bastante tranqüilidade, mesmo estando “naqueles dias”.

Para você