Tipos de copos e taças: conheça o modelo ideal para cada bebida

Saiba mais sobre as características de cada modelo e valorize o sabor e o aroma das bebidas que você vai servir

Escrito por Raquel Praconi Pinzon

Foto: iStock

Se você está planejando fazer um jantar mais caprichado e receber muito bem seus convidados, um detalhe que ajuda a dar elegância ao seu evento é a escolha do tipo ideal de copos e taças para cada bebida que for servida.

Embora todos eles consistam em um recipiente capaz de conter o líquido que vamos tomar, cada modelo apresenta características que o tornam mais adequado para determinado tipo de bebida.

Assim, conforme seu formato, taças e copos podem ser capazes de manter a bebida gelada, conservar o gás ou favorecer a oxigenação, por exemplo. Conheça os principais modelos:

Imagem: Dicas de Mulher

Taça para água

Como a água não sofre alteração de sabor no tempo de um jantar, sua taça precisa apenas mantê-la gelada ou em temperatura ambiente, conferindo elegância ao degustador. A taça para água é sempre de tamanho grande.

Taça para vinho tinto

A taça de vinho tinto tem o corpo (bojo) largo para permitir que bebida entre em contato com o oxigênio, realçando seus aromas e sabores. Para que o processo de oxigenação aconteça de forma apropriada, somente um terço da taça deve ser preenchido a cada servida.

Leia também: Guia de vinhos para iniciantes: saiba como apreciar a grande variedade de rótulos

Taça para vinho branco

Como o vinho branco é consumido gelado, a taça é menor e mais curta do que a de vinho tinto, de forma que haja menos trocas de calor entre a bebida e o ambiente, evitando que ela esquente. A boca dessa taça deve ser estreita, de forma que a bebida chegue à língua no ponto certo de acidez e doçura. Esta taça também pode ser utilizada para vinho rosé.

Taça para vinho do Porto

O vinho do Porto é mais forte e tem um sabor doce mais pronunciado do que os vinhos tintos em geral devido às características de sua fermentação incompleta. Como precisa passar pelo processo de oxigenação, ele é servido em uma taça de formato similar à de vinho tinto. Contudo, esta taça tem um tamanho bem menor, pois a bebida deve ser servida em pequenas doses.

Taça para licor

Por ser uma bebida doce e consistente, o licor é consumido em pequenos goles, assim como o vinho do Porto. Consumido logo após as refeições por ter propriedades digestivas, o licor deve ser servido em uma taça de porte pequeno a médio.

Taça para espumante e champanhe

Os espumantes e champanhes precisam ser protegidos do calor das mãos, por isso eles devem ser servidos em taças com haste longa. Também chamada de flûte, esta taça deve ter o corpo longo e a boca estreita, características que permitem que o degustador visualize as borbulhas e que mantêm o equilíbrio entre a acidez, o sabor, os aromas e a efervescência da bebida.

Taça para Martini ou coquetel

É uma taça em formato de Y, com haste longa e corpo triangular (boca larga e fundo estreito). Esse modelo evita que a bebida esquente com o calor das mãos e permite que ela seja degustada em goles pequenos. Um toque clássico é a adição de uma azeitona ou cereja dentro da taça.

Leia também: Cervejas: guia prático para mulheres que adoram a bebida

Taça para conhaque

Também chamada de balloon snifter, essa taça tem o bojo largo e a boca estreita, permitindo o contato da bebida com o oxigênio para a liberação de seus aromas frutados e amadeirados. Diferente do que acontece com outras bebidas, o contato com o calor das mãos mantém o conhaque na temperatura ideal e favorece seu aroma, por isso a taça tem a haste curta.

Taça para margarita

Embora o nome oficial seja “taça coupette”, este modelo é mais conhecido como “taça para margarita”. Ela é dividida em duas regiões: a de cima é bem larga, enquanto a de baixo é repentinamente estreita. Esta taça também pode ser utilizada para servir frozens. No caso da margarita, a borda é decorada com sal.

Copo pilsner

Também chamada de taça tulipa, este copo é utilizado para a degustação de cervejas do tipo pilsen. Seu formato alto, cônico e bom a boca larga favorece a formação do colarinho e leva o aroma para o nariz.

Copo lager

Muito utilizado nos bares brasileiros para servir chope, este copo é às vezes chamado erroneamente de tulipa. Ele tem a boca levemente abaulada para dentro e sua base é mais larga. É utilizado também para servir cervejas do tipo lager, como o próprio nome indica.

Copo Weizen

É o copo ideal para servir cervejas de trigo, conhecidas como Weiss. Por ser capaz de comportar 500 ml de líquido, ele permite que todo o conteúdo da garrafa seja servido de uma vez, valorizando o sedimento de leveduras ao fundo e a formação da espuma. Bastante alto, este copo permite a apreciação do corpo e da cor da cerveja.

Leia também: Como se portar à mesa

Copo caldereta

É um copo muito versátil, de base mais estreita que a boca e capacidade para 300 ml. Muito comum em choperias, ele também pode ser utilizado para servir cervejas do tipo American e English Ale, lagers escuras e IPAs. É um bom copo curinga para ter em casa.

Copo para suco

O copo para suco é largo e tem altura de média a alta, com capacidade para cerca de 300 ml de bebida. Suas características permitem que ele comporte algumas pedras de gelo se necessário.

Copo long drink

Este copo é mais alto e mais fino que o copo para suco, com capacidade para cerca de 250 ml. Ele é ideal para servir coquetéis que levam suco ou refrigerante, podendo comportar algumas pedras de gelo.

Copo para cachaça

Como a cachaça deve ser consumida em apenas um gole, este pequeno copo tem capacidade para 45 a 60 ml. Ele se parece com uma miniatura do copo americano e se diferencia do copo para shot apenas pelos entalhes no corpo.

Copo para shot

Este copo é utilizado para bebidas que devem ser consumidas em apenas um gole, como tequila, vodka e rum. Por isso, seu formato é bem diminuto, com capacidade para 35 a 60 ml. Diferente do copo para cachaça, seu corpo é liso.

Leia também: 6 dicas para lavar taças como um profissional

Copo on the rocks

Este modelo é utilizado para servir uísque, caipirinhas e coquetéis com gelo, pois sua boca e corpo largos permitem a adição de diversas pedras.

Copo old-fashioned

Assim como o copo on the rocks, é utilizado para servir uísque, caipirinhas e coquetéis com ou sem gelo, como o próprio coquetel old-fashioned. Diferente do modelo anterior, este tem a boca um pouco mais larga que a circunferência inferior.

Dicas para a lavagem de taças e copos

Foto: iStock

A lavagem de taças e copos deve seguir alguns cuidados para evitar que os resíduos de detergente comprometam o sabor da bebida no próximo uso. O ideal seria lavá-los apenas com água ou com o mínimo possível de sabão, enxaguando muito bem em seguida.

Se não for possível lavar essas peças logo após seu uso, sempre coloque um pouco de água para evitar que a bebida manche o fundo do recipiente – algo muito comum com vinho tinto. Caso isso já tenha acontecido, deixe a taça de molho com água e bicarbonato de sódio durante a noite.

Você pode secar seus copos e taça por fora, de preferência com um pano que não solte fiapos. Porém, a parte de dentro deve secar naturalmente em um suporte apropriado e com a boca para baixo. Caso não tenha esse suporte, você pode deixar suas peças secando sobre um pano de prato limpo.

Assuntos: Organização

Dicas pela Web
Comentários