Terapia de reposição hormonal

Saiba mais sobre este tratamento e entenda por que ele é necessário com a chegada da menopausa

Escrito por

Continua após o anúncio

A terapia de reposição hormonal (TRH) é um tratamento para mulheres que estão na menopausa – período em que a mulher sofre com a deficiência dos hormônios estrógeno e progesterona que até então eram produzidos mensalmente pelos ovários.

A falta dos hormônios ovarianos causa diversos problemas. Alguns dos sintomas da deficiência de estrógeno são ondas de calor, dificuldade para controlar a temperatura do corpo, flacidez, mucosas dos sistemas urinário e reprodutivo mais secas (o que leva a dores nas relações sexuais), alterações de humor, ansiedade e depressão, diminuição da libido e insônia. A deficiência de progesterona, por sua vez, causa cólicas, náuseas, retenção de líquido e irritabilidade.

Sem o tratamento adequado para a devida restituição dos hormônios que deixaram de ser produzidos pelos ovários, o organismo da mulher está mais vulnerável ao aumento do colesterol e às doenças cardiovasculares.

O tratamento de reposição hormonal deve ser realizado com hormônios que a mulher sempre teve no seu organismo, o que garante que ela não sentirá efeitos colaterais.

Podemos encontrar uma série de métodos de reposição hormonal. O estrógeno pode ser administrado por via oral, sob a forma de adesivos, de um gel que é absorvido pela pele, implantes e por via nasal, como spray. Já a progesterona é administrada somente por via oral.

Para definir o melhor método a ser utilizado, é imprescindível procurar a orientação de um médico. No caso da TRH, o ideal é buscar auxílio de um ginecologista aliado ao de um endocrinologista, afinal cada mulher precisa de uma diferente dosagem de hormônio por um determinado período de tempo.

Este conteúdo foi útil para você?
Sua opinião é importante para identificarmos onde podemos melhorar.
Sim
Não

As informações contidas nesta página têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamentos de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Para você