Terapia de casal: alternativa para salvar seu relacionamento

Não há fórmulas mágicas para solucionar todos os problemas de um casamento, mas a terapia pode ser de grande ajuda

Escrito por Carolina Werneck

Foto: Thinkstock

Imagine a seguinte situação: depois de algum tempo de relacionamento, você e seu parceiro já não conseguem se entender. Qualquer assunto é motivo para discussão ou vocês simplesmente se afastaram com o passar dos anos.

Nesse momento começa uma via sacra para tentar recuperar o encanto perdido. Viagens, jantares românticos e até mesmo os filhos não conseguem solucionar o problema. Mas você sabia que a terapia de casal pode, realmente, ajudar?

Quando se fala em terapia, a impressão que temos é que o relacionamento já está mesmo no fim, afinal ninguém procuraria este recurso se houvesse outra maneira de lidar com o problema. Mas a verdade é que, ao buscar esse tipo de solução, o casal demonstra que está mesmo disposto a restaurar o sentimento que o uniu – e isso é muito positivo.

Admitir o problema

Enquanto as demais soluções (viajar, passar mais tempo juntos, ter filhos) são paliativas e procuram “maquiar” o verdadeiro mal, a terapia é a alternativa para os casais que conseguem encarar a relação de frente e admitir que há um problema que precisa ser resolvido. Esse é o primeiro passo para que marido e mulher consigam resultados positivos.

Em geral, um casal que entra em contato com um terapeuta para ambos o faz voluntariamente e isso faz toda a diferença: significa que ambos estão dispostos a ceder no que for preciso, em nome do amor que julgam em extinção.

Brigar

Discutir é um processo normal em qualquer relacionamento. Mesmo entre amigos, colegas de trabalho ou com a família, a discussão é parte importante do processo de entendimento. O problema é quando ela deixa de ser apenas um debate e passa a envolver desrespeito ou ataques pessoais. Nesses casos, o foco se perde e os resultados têm grandes chances de serem desastrosos. É aí que o terapeuta de casal pode trabalhar com mais autonomia, regulando a discussão para que ela não se inflame.

Questionar

Se um casamento não vai bem, algumas questões-chave precisam ser respondidas para que se possa obter bons resultados da terapia. “Quem são os dois juntos? O que se repete na relação? O que os uniu? O que os ameaça no momento?

Afinal, é muito dolorosa a sensação de que a promessa de felicidade de outros tempos deixou de fazer sentido.” – de acordo com a psicanalista Anna Hirsch Burg, esses questionamentos ajudam a direcionar a terapia de modo que o casal possa enxergar com objetividade os motivos que levaram o relacionamento a deixar de funcionar.

Entender

Não há fórmulas mágicas para solucionar todos os problemas de um casamento. É preciso que ambos estejam conscientes de que qualquer mudança dependerá principalmente da vontade que cada um possui de recuperar os bons momentos que tiveram enquanto casal. A terapia não levará à separação e nem à reconciliação, a menos que o casal esteja disposto a uma coisa ou à outra.

As sessões duram cerca de quatro meses, mas podem se estender, dependendo da necessidade da situação. Por ser rápida, muitas vezes os pacientes acabam frustrados, já que não houve melhora imediata. De acordo com Anna, “a terapia se completa quando o casal percebe que há um acordo inconsciente entre eles; assim, deixam de culpar um ao outro pelo sofrimento na relação. Quando um se coloca no lugar do outro, a relação se torna mais criativa e cada um deles pode se reinventar.

Enfim, a terapia de casal termina no momento em que cada parte da “laranja” resolve seguir sua vida, junto ou separado do outro e sabendo que a única pessoa realmente insubstituível é ela mesma”.

A terapia não faz milagres, mas pode te ajudar se o problema for apenas o desentendimento entre as partes. Vale a pena tentar.

Assuntos: Relacionamentos

Dicas pela Web