Como fazer um strip tease de tirar o fôlego

Confira as sugestões para te inspirar e um passo a passo completo para colocar em prática o seu lado mais sensual

Escrito por Bruna Lewinsky
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

O strip tease surgiu em meados da década de 20 como uma estratégia comercial dos teatros burlescos, que na época perdiam público para a novidade do momento, o cinema.

Com o passar dos anos ele passou a ser conhecido como um tipo de dança íntima e sensual, associado ao poder de sedução e comum entre as mulheres que queriam temperar o relacionamento.

Hoje o strip tease pode ser uma ferramenta capaz de proporcionar autoconfiança e empoderamento para as mulheres que praticam, pois trabalha a autoaceitação através da sensualidade. Praticar o strip tease é ainda uma maneira de explorar o seu lado fatal usando todos os seus atributos, além de ser uma ótima forma de se sentir linda e poderosa com o seu corpo e a sua feminilidade.

Strip tease passo a passo para deixar ele louco

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Veja a seguir um passo a passo de um strip que deixa qualquer homem louco na cama. É válido lembrar que este é um exemplo e que você pode adaptar ou improvisar da maneira que mais te fizer se sentir à vontade.

1. A roupa: Antes de tudo, escolha a roupa que mais te deixa confortável e também que te faça sentir sexy. Pense nos movimentos que você pode fazer para tirá-la e também na dança que vai apresentar ainda com a roupa. Não necessariamente precisa ser lingerie, mas você pode começar usando um vestido ou outra peça que te faça sentir deslumbrante para incitar desde o início, como por exemplo uma camisola pra lá de sexy.

2. A música: Escolha a música e prepare o espaço. Se for preciso, treine na frente do espelho. A vantagem nisso é poder ver de fato os movimentos que mais te valorizam e também aqueles que você pode evitar.

3. A dança: Comece dançando suavemente, com olhar fixo e cabelos presos. Aos poucos e no ritmo da música, vá desabotoando o casaco, ou abrindo o zíper do vestido, ou deslizando as alças da camisola. Faça tudo de forma lenta e que te dê prazer. Sinta todo poder que você tem no momento.

4. A primeira peça: Deixe a primeira peça de roupa cair no chão. Tire-as do caminho de forma sutil, apenas empurrando com os pés. Mantenha-se com a postura e olha firme, e continue dançando lentamente evidenciando as partes do seu corpo que você mais gosta.

5. Os olhares: Faça jogo de olhares nessa parte. Olhe firme para o seu parceiro enquanto desliza as mãos pelo seu corpo vagarosamente e depois desvie o olhar. Suba as suas mãos até os cabelos e solte-os com sutileza e sensualidade, jogando-o de um jeito feminino e sedutor.

6. As mãos: Continue dançando no ritmo da música, mexendo os quadris e usando suas mãos para passear pelo seu corpo. Use uma cadeira para apoiar as suas pernas enquanto as destaca passando as mãos. Nessa parte tente manter-se com a postura no lugar.

7. O cenário: A cadeira pode ser um ótimo cenário para a sua performance. Aproveite para fazer movimentos onde você pode usá-la sem medo. Sente-se, abra e feche as pernas, passe as mãos nas suas coxas e aproveite para mexer sensualmente os quadris se debruçando sobre o móvel.

8. O sutiã: Quando se levantar, sempre de forma lenta e no ritmo da música, abaixe as alças do sutiã e vá se virando. Coloque as mãos sobre os seios enquanto se livra da peça. Vire-se de frente ainda brincando com eles e dê muitas “prévias” antes de revelar o colo nu. Vale jogar a roupas que você despe na direção do seu parceiro.

9. A calcinha: Agora é a hora de tirar a última peça. Continue com a dança e vá se virando de costas novamente. Abaixe a peça devagar e olhe para ele com sorrisos e olhares provocantes. Vá abaixando a calcinha até o meio do bumbum e faça um suspense. Dance um pouco mais com a peça nessa posição, de costas e com o olhar voltado pra trás. Depois continue o movimento até descer a peça. Finalize sentando na cadeira para encantar com o movimento das suas pernas ou vá andando até a direção dele, ainda de salto, para finalizar a dança e transformar a apresentação em um momento de puro prazer.

5 dicas para fazer um strip tease de tirar o fôlego

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Se o que te falta é incentivo, confira algumas dicas que vão te ajudar a se soltar na hora do strip tease.

1. Curta o momento

A dançarina e performista Alexia Machado explica que o strip tease deve ser algo pensado como uma forma de arte que o seu corpo expressa. Muito mais que uma maneira de agradar o parceiro, o strip deve te deixar confortável e instigar o seu lado mais feminino e sensual. Sinta-se confortável e sexy com o seu corpo e com o momento e com certeza chamas se acenderão.

2. Escolha a música certa

O strip tease tem tudo a ver com música. Para Alexia, a música é um elemento de suma importância e deve ser escolhida com base no que melhor se conecta a você e sua companhia. Mas o mais importante é que a música deve fazer com que tudo se volte a você, jamais sendo mais evidente do que a interpretação. Outra dica é escolher músicas com batidas bem marcadas para ajudar a sincronizar com os movimentos da dança e da roupa caindo.

3. Abuse da confiança

Para Alexia Machado, viramos intérpretes quando realizamos um strip, ainda que de uma versão mais secreta de nós mesmas, uma versão que não mostramos no cotidiano e que só se revela em alguns momentos de intimidade. Revelamos essa “versão sexy” despertando a curiosidade de quem nos observa e para isso, autoconfiança (novamente ela) é tudo. Mantenha o olhar firme (Alexia reforça: ele é a chave!) e se adore em todos os movimentos. Quem estiver te vendo vai te adorar também.

4. Destaque os seus pontos fortes

A dica de Alexia que vai te ajudar a se sentir mais segura e sensual é conhecer e destacar os seus pontos fortes: “Utilizo muito meu cabelo e meu quadril. Rebolo, empino o bumbum, jogo o cabelo…A sensualidade fica mais espontânea.” Vale lembrar de utilizar um iluminação adequada, perfeita para aquecer ainda mais o ambiente e valorizar o seu corpo.

5. Explore sua essência feminina

Alexia, como dançarina e performer já tem a dança incorporada à sua personalidade, mas mesmo que você não seja dançarina deve trabalhar com o que tem de mais natural. Deixe-se levar pela música e pelo momento, tenha confiança no seu corpo e no que você tem de mais feminino: a sua alma.

Alexia Machado ressalta que não há restrições – e muito menos regras – para quem deseja fazer um strip tease. A ideia é revelar toda sensualidade que a sua personalidade tem a cada performance feita. Para ajudar a extrair esse lado selvagem, ela indica a prática de aulas que ajudam a explorar esse lado, como Pole Dance, HeelsClass, Twerk, Stiletto, Bootie Dance e Lap Dance.

Lembre-se que o strip tease deve ser feito antes de tudo para você, como uma forma de aguçar o seu lado mais feminino e sensual. Curta o momento, tenha confiança no seu corpo. Sinta-se sexy e nunca esqueça de se divertir, afinal é impossível não estar linda e sedutora quando se é você mesma, linda e natural.

Assuntos: Relacionamentos, Sexo

Dicas pela Web
Comentários