Sintomas da síndrome dos ovários policísticos

Menstruações muito espaçadas são o principal sinal de alerta para as mulheres

Escrito por Deborah Busko

A síndrome dos ovários policísticos causa um desequilíbrio hormonal no organismo feminino, aumentando a produção de hormônios masculinos, chamados andrógenos. Toda mulher produz esses hormônios, mas quando estão presentes em maior quantidade no organismo feminino, interferem no processo de ovulação e tornam maiores as possibilidades do aparecimento de cistos no ovário.

A diferença entre cistos no ovário e ovários policísticos está no tamanho e no número de cistos. Na síndrome dos ovários policísticos, existem pequenos cistos em grande quantidade. Já os cistos de ovário são únicos e maiores.

Um dos principais sintomas da síndrome dos ovários policísticos é a irregularidade menstrual. As mulheres que sofrem com esse problema ovulam com menor frequência e por isso, a menstruação pode aparecer a cada dois, três meses.

Ter alterações menstruais ao longo dos anos é comum, a diferença é que muheres com ovários policísticos têm apenas dois, três ou quatro episódios menstruais por ano.

Entre os sintomas dos ovários policísticos está também o ganho de peso. Mulheres que apresentam essa síndrome devem ter cuidado, pois as alterações no ponteiro da balança estão relacionadas com maior chance de desenvolver problemas vasculares, diabetes e hipertensão arterial.

Problemas na pele como acne, espinhas e excesso de oleosidade também são características do problema. Além disso, a mulher pode notar o aumento de pelos no rosto, nos seios e abdômen.

Além das mudanças internas no funcionamento do organismo e das transformações externas que incomodam as mulheres, a síndrome dos ovários policísticos pode interferir na saúde reprodutiva. Como muitas mulheres com essa síndrome não têm ovulação regular, isso faz com que muitas delas tenham dificuldade para engravidar e pode elevar as chances de abortos espontâneos.

No entanto, isso não quer dizer que mulheres que têm ovários policísticos não engravidem nunca. O tratamento indicado é feito com um medicamento via oral que induz a ovulação. Grande parte das mulheres responde bem ao tratamento e consegue engravidar.

Ter ovários policísticos também não significa que seja permitido dispensar os métodos de prevenção, como a pílula anticoncepcional e a camisinha. Muitas mulheres pensam que não podem engravidar devido ao problema e por descuido, acabam engravidando sem planejamento.

Dicas pela Web