Depois do sucesso da Zumba, SH’BAM é a nova moda nas academias

A aula de 45 minutos desta modalidade tem um gasto calórico médio de até 500kcal, ideal para quem busca manter a forma

Escrito por Tais Romanelli
Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Você já ouviu falar sobre SH’BAM? Esta é a mais nova forma de se exercitar de forma divertida e em grupo e, por isso, tem conquistado as academias de várias cidades do país.

Marcia Angeli, assistente técnica do SH’BAM no Brasil, explica que SH’BAM™ é uma aula de dança caracterizada por músicas e batidas da moda, movimentos simples e sensacionais. “É a maneira perfeita de treinar e deixar manifestar a ‘estrela’, o dançarino que existe dentro de você – mesmo se a dança ainda for um desafio pra você”, diz.

De acordo com Marcia, a aula de SH’BAM™ permite que você seja a “grande estrela” do seu “show de dança”.

“A expressão SH’BAM é uma ‘gíria’ que significa algo tão legal como ‘fogos de artifício’. Uma explosão de luz… Nasce uma estrela e ‘SH’BAMMMM’… como o barulho de explosão dos fogos”, acrescenta a assistente técnica.

Como é a aula de SH’BAM?

Segundo Marcia, SH’BAM é uma aula de 45 minutos em que a pessoa vai estar suando e sorrindo. “Tem uma atmosfera amigável e divertida onde os participantes se sentem bem-vindos e sabem que é seguro tentar os movimentos sem passar vergonha”, diz.

Leia também: Conheça a Zumba: a aula que mistura movimentos de dança e ginástica

Os movimentos são simples para que todos possam participar e a música lidera toda a experiência. “Nós, SH’BAM professores e alunos, sentimos a diversão de se deixar levar pelo momento e experimentamos a liberdade e a alegria de dançar com um grupo de amigos”, acrescenta.

Outro ponto superpositivo é que uma aula de SH’BAM tem um gasto calórico médio de 500 kcal em 45 minutos. “Isso mostra que dançar pode queimar muitas calorias e ajudar a conquistar uma ótima forma física… Tudo isso dançando, suando e sorrindo muito”, destaca Marcia.

Benefícios da aula de SH’BAM

Além da sensação de se sentirem livres para dançar e se deixarem levar pelo momento, pelo movimento e pela música, as aulas de SH’BAM™ irão desenvolver em todos os participantes os benefícios do treinamento físico. Marcia os destaca abaixo:

  • Diminui a pressão sanguínea;
  • Diminui o total do colesterol;
  • Aumenta a capacidade aeróbica;
  • Melhora a função cardíaca;
  • Diminui da frequência cardíaca em repouso;
  • Melhora o processo de mobilização e utilização da gordura;
  • Aumenta o VO2 – maior eficiência na absorção e utilização do oxigênio;
  • Melhora a coordenação e a agilidade;
  • Melhora a densidade óssea;
  • É uma excelente forma de ativar a função cerebral – o que pode fazer toda a diferença com o avançar da idade;
  • Queima até 500 kcal em 45 minutos.

Quem pode praticar SH’BAM?

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

De acordo com Marcia, todo mundo pode praticar SH’BAM. “Pessoas de todas as idades e aptidões físicas. Não existe nenhuma contraindicação quanto a isso. Nem precisa saber dançar, basta gostar de músicas e movimento e se jogar na pista do SH’BAM: garantia de diversão e grande treino cárdio”, diz.

Como para qualquer atividade, as mulheres grávidas devem ter autorização médica para praticar a aula com segurança. Essa é a única restrição, conforme explica Marcia.

Leia também: 7 danças para emagrecer

Zumba X SH’BAM

O método SH’BAM foi criado pela Body Systems Latin America. Por isso, a verdadeira aula deve ser ministrada por um professor treinado pela Body Systems, em uma academia licenciada.

O método se parece com a Zumba, mas a diferença está principalmente nos ritmos. A Zumba estimula a sensualidade, com ritmos calientes – como salsa, merengue, cumbia e reggaeton –, típicos dos países latinos. Já na aula de SH’BAM, o som é mais voltado para o pop, hip hop e outras músicas bem atuais. E as coreografias são baseadas nos ritmos com movimentos simples.

Dicas para as aulas de SH’BAM

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Abaixo, Marcia dá algumas dicas para quem pretender praticar SH’BAM:

  • Para melhores resultados, a recomendação é frequentar a aula de duas a três vezes por semana.
  • Um dia de descanso entre as aulas ou fazer algum exercício de resistência ou flexibilidade irá fornecer um treinamento equilibrado do corpo.
  • Após 12 semanas poderá ter sido construída uma boa base cardiovascular e, então, o praticante pode escolher fazer até 4 aulas por semana, dependendo de seu objetivo.
  • É recomendado não fazer a aula em jejum para evitar falta de energia ou mesmo hipoglicemia, principalmente nos momentos de picos de intensidade da aula.
  • Use roupas leves e confortáveis para permitir que seu corpo possa transpirar e, assim, mantenha a temperatura normal.
  • Respeite o seu condicionamento físico e evite o cansaço excessivo, descansando sempre que sentir necessidade.

Bons motivos para praticar as aulas de SH’BAM não faltam! Então pesquise se alguma academia da sua cidade oferece o método e comece assim que possível! Deixe a vergonha de lado, afinal, o objetivo da aula é mesmo fazer os participantes se divertirem, se “levarem” pela música, como se estivessem em uma festa!

Assuntos: Fitness

Dicas pela Web